O ranking e as primeiras impressões



A CBV divulgou no início da noite desta terça-feira o esperado ranking para a próxima Superliga feminina.

Sinceramente, esperava mudanças mais radicais. Alguns clubes também pensavam assim, levando em conta a reunião que tiveram com a entidade para votação da pontuação das atletas, semanas atrás e divulgada em uma página dupla pelo LANCE!. Dirigentes ficaram surpresos com algumas das decisões da Confederação.

Indico um link com matéria assinada pelo repórter Felipe Mendes sobre o assunto:

http://www.lancenet.com.br/mais-esportes/CBV-clubes-ranking-Superliga-Feminina_0_898110322.html

A partir de agora, o mercado de atletas começa a se movimentar para a 20ª edição do torneio. Teremos, então, uma sequência quase interminável de reuniões entre agentes e dirigentes.

O Sollys/Nestlé terá de se desfazer de uma atleta com pontuação máxima. Sheilla, Jaqueline, Thaisa e Fernanda Garay “disputam” as três vagas. Sesi e Vôlei Amil têm espaço para contratar estrelas e possuem dinheiro para isso. A Unilever também terá espaço para se reforçar, já que Fofão e Valeskinha perderam pontos no ranqueamento e o limite de três jogadoras 7 ainda não foi esgotado pelo atual campeão. Mari, Paula Pequeno e Érika, que atuaram fora do país nesta temporada, são opções para vários times.

Segue o link com a pontuação das atletas: http://www.cbv.com.br/v1/superliga/arquivos/RANKING_OFICIAL_FEM_2013-2014.pdf

Para quem não entende as regras, algumas explicações que estão no site da entidade: http://www.cbv.com.br/v1/superliga/arquivos/TEXTO_OFICIAL_RANKING_FEM_2013-2014.pdf

 

 

 



MaisRecentes

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



Continue Lendo

Simon veste camisa do Civitanova. Vem novela judicial aí!



Continue Lendo