O pedido de Ary Graça para Fabíola



O texto abaixo é do repórter Felipe Mendes e está nas páginas desta segunda-feira do Diário LANCE!.

– Eu quero que você jogue assim na Seleção.

Foi com essas palavras que o presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Ary Graça, se dirigiu à levantadora Fabíola após a vitória do Sollys/Nestlé sobre a Unilever, na decisão da Superliga Feminina,   sábado  no Rio de Janeiro. A reportagem do LANCE! flagrou a cobrança do dirigente durante a entrega do prêmio de melhor jogadora da final.

Graça agiu dessa maneira por conta das atuações inconstantes de Fabíola com a camisa verde-e-amarela. No próximo mês, a Seleção Brasileira disputará o Pré-Olímpico Sul-Americano, em São Carlos (SP).

Abordado pela reportagem  após o ocorrido, o presidente da CBV aumentou ainda mais a pressão sobre a jogadora. Além de confirmar sua cobrança, Graça falou que se Fabíola jogar como na decisão da Superliga, o Brasil conquistará o bicampeonato olímpico. Eleita também a melhor levantadora da temporada 2011/2012, Fabíola reconheceu a responsabilidade diante da cobrança do mandatário da confederação de vôlei.

– Ele pediu realmente e o que eu tenho de fazer é continuar meu trabalho. É meu sonho disputar uma Olimpíada e quero lutar, ao lado das minhas companheiras, pelo ouro em Londres – disse a levantadora de 29 anos, que tem sido convocada com frequência desde o fim de 2008 e é dona de uma medalha de prata no Mundial de 2010.



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo