O ótimo início de Alix na praia



A americana Alix Klineman, ex-Dentil/Praia Clube, teve um início dos sonhos no Circuito Mundial de vôlei de praia. Ao lado de April Ross, a antiga ponteira conquistou neste domingo o título da etapa de Haia, na Holanda, a primeira de 2018.

Na decisão, triunfo sobre as brasileiras Maria Elisa e Carol Solberg por 2 sets a 0, parciais de 21-12 e 21-15. O curioso é que ambas as duplas saíram do fase preliminares: as americanas do country-cota e as brazucas do qualifying.

Comemoração das americanas na Holanda (FIVB Divulgação)

A campanha nas areias holandesas foi impecável para a nova dupla dos Estados Unidos. Foram dez vitórias em dez partidas, incluindo também confrontos contra as brasileiras Ágatha/Duda e Barbara Seixas/Fernanda Berti.

– Eu ainda estou em choque – admitou Alix.

Alix passou a treinar com Ross no fim de 2017, comandadas por Jennifer Kessy, antiga parceira de Ross no Circuito e com quem conquistou a medalha de prata na Olimpíada de Londres-2012. Já após a medalha de bronze na Rio-2016 ao lado da campeoníssima Walsh, Ross jogou a temporada 2017 com Fendrick em seis etapas do Circuito não conquistou títulos. Elas também jogaram a temporada da AVP, o circuito profissional dos EUA, enfrentando Alix algumas vezes.

– Nós estamos na mesma página, temos a mesma mentalidade, a mesma cultura e os mesmos valores. Isso importante demais quando você está na quadra, jogando uma pela outra. É uma sensação muito especial – comentou Ross.

Alix começou a transição da quadra para as areias no ano passado, participando de etapas da AVP.

O título rendeu 800 pontos para as americanas, além de uma premiação de R$ 65 mil. Carol e Maria Elisa ficaram com 720 e R$ 50 mil.

No Instagram de Alix, a postagem com a foto da medalha recebeu vários comentários brasileiros, incluindo o de Ricardo Picinin, ex-treinador do Praia.



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo