O Íbis da Liga Mundial



Pessoal, minha coluna Saque que saiu neste domingo, 26 de junho, no LANCE!

Quem acompanha futebol sabe que Íbis virou sinônimo de pior time do mundo. Vou levar a comparação para o vôlei e presentear Porto Rico com a honra do apelido na Liga Mundial.

Dez partidas disputadas até agora e dez derrotas. Sete delas por 3 a 0. Nas outras três, ganhou um setzinho em cada uma. No próximo fim de semana, encerrará a participação na competição contra os Estados Unidos, fora de casa, e vai tomar mais duas surras, já que os rivais vão precisar dos triunfos para brigarem por uma das vagas na fase final, que será jogada na Polônia,
entre 6 e 10 de julho.
Se isso acontecer, Porto Rico vai igualar o feito da Coreia do Sul (2010), de Egito e Argentina (2007), de China e novamente Egito (2006), países que terminaram zerados desde que a Liga passou a contar com 16 participantes. Destes, os egípcios, quatro temporadas atrás, foram os piores dos piores, ganhando apenas dois sets em toda a competição.
Em 2011, Porto Rico entrou na Liga pela porta da frente. Passou pela fase classificatória batendo Portugal e China, duas vezes, por 3 sets a 1. Ganhou a vaga na bola, sem convite, prática louvável que a FIVB adotou recentemente. Na fase de grupos, teve a oportunidade única de enfrentar brasileiros, americanos e poloneses, três potências. Logicamente, deu azar no
sorteio. Poderia beliscar um ou outro resultado melhor contra Finlândia, Japão ou Coreia, por exemplo. Mas isso talvez mascarasse os problemas. O time é envelhecido, com quase todos os titulares acima dos 30 anos.
Vale pegar o exemplo argentino (Íbis da Liga em 2007) e levar para a ilha caribenha: trabalhar uma geração a partir da categoria infanto-juvenil, enterrar os dinossauros do passado, conviver com escassez de resultados durante um período para colhê-los anos depois. Os hermanos, em 2011, somam oito vitórias em dez jogos.



  • Rafael

    Que tal o Brasil enterrar os dinossauros Giba, Gustavo e Rodrigão???

  • Simone Gomes

    Eu acho que os nossos dinossauros são as estrelas do nosso time e mesmo merecendo novos jogadores…acredito que vamos longes com essa turma veterana.

  • Afonso (RJ)

    O óbvio ululante: Um grande time não se faz da noite para o dia. Cuba que o diga.

    A renovação deve ser de preferência gradual, com os mais velhos passando experiência e tranquilidade para os mais novos. É o que a turma que não entende nada e pensa que entende tudo, chama pejorativamente de “panelinha” do Bernardinho.

    Nós só vemos os jogos. Mas há treinamentos, convívio, estudos, muito trabalho, enfim, que ficam só nos bastidores, longe da vista dos pobres mortais e são decisivos para o desempenho do time. Nossos “dinossauros” nos trouxeram muitas glórias e alguns deles só por fazerem parte do grupo, nem que seja só para ficar no banco, ainda podem ajudar muito.

    • Rodrigo

      Esse seu blá blá blá ae, não justifica por exemplo, o levantador Rapha está de fora… Reconhecidíssimo internacionalmente e super campeão!
      Baixa a bola… Acho q quem não entende nada é vc!

  • Adriano

    Nem acho que Porto Rico seja um time tão ruim. É no máximo medíocre, claro. E entendo que a comparação seja com base nos resultados. Mas realmente eles tiveram azar de cair no grupo mais forte da Liga.

  • graca

    A FIVB e’ muito DESRESPEITOSA e PRECONCEITUOSA com as SELECOES AFRICANAS: Como um torneio pode levar o nome de LIGA MUNDIAL e nao apresentar NENHUM represetante AFRICANO??? Esse TIMECO VERGONHOSO DE PORTO RICO bem que poderia ceder a vaga para um TIME AFRICANO. Lembro-me do corajoso time de CAMAROES no mundial de 2010, que venceu a AUSTRALIA e levou o jogo contra os EUA para o TIE-BREAK. Os CAMARONESES, assim como os CUBANOS tem MUITA FORCA FISICA e GRANDE IMPULSAO so’ nao tem INTERCAMBIO com as selcoes de outros continentes. Se a FIVB nao isolasse os times africanos os CAMARONESES, por exemplo, poderiam evoluir muito no volei, assim como fizeram no futebol quando foram CAMPEOES OLIMPICOS em 2000.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo