O fim da era Bernardinho



Em 15 de março de 2001 Bernardinho anunciou sua primeira convocação para a Seleção masculina. Hoje, 11 de janeiro de 2017, a história ganhou um ponto final.

CBV e Bernardinho anunciaram, nesta tarde, o término de uma vitoriosa relação de 16 anos apenas na Seleção masculina.

O treinador decidiu não continuar à frente do time para o próximo ciclo olímpico. Renan Dal Zotto foi anunciado como substituto.

Renan assume vaga de Bernardinho na Seleção (Divulgação)

Renan assume vaga de Bernardinho na Seleção. Foto na convocação dos atletas para a Rio-2016 (Divulgação)

A principal motivação para o rompimento, pelo lado do treinador, é ter mais tempo para a família. Em conversas com amigos, Bernardinho alegava não ter acompanhado de perto, por exemplo, a infância e adolescência do filho Bruninho. E não queria o mesmo para Vitória e Júlia, com 14 e 6 anos, respectivamente, as filhas com a ex-levantadora Fernanda Venturini.

As conversas entre entidade e Bernardinho foram iniciadas antes da Rio-2016. Na ocasião ele pediu para que as negociações acontecessem fortemente ao término da competição. A medalha de ouro, porém, fez o processo ficar ainda mais lento. O técnico pediu um tempo maior para pensar após o ouro. Não conseguia mais conciliar o projeto com o Rexona, a Seleção, os negócios como empresário/empreendedor e a pressão familiar para ser pai e marido por mais tempo.

Durante as negociações, ele sugeriu deixar de ser treinador e assumir uma função de gestão e direção, com o auxiliar Rubinho a condição de técnico. A renovação, inclusive, era uma das metas pós-olímpicas da entidade. Mas os dois lados não chegaram ao denominador comum.

Dois ouros em Olimpíadas (outras duas finais), três Mundiais, uma infinidade de Ligas, Copas, torneios continentais… Sob o comando de Bernardinho a Seleção masculina viveu seu momento mais glorioso. Uma verdadeira hegemonia, principalmente entre 2002 e 2007, fato que incomodava rivais e até a Federação Internacional. Não faltaram também discussões internas, brigas públicas e polêmicas: o corte de Ricardinho em 2007, o jogo que “ninguém” queria ganhar no Mundial da Itália em 2010, embate com Ary Graça já na FIVB no Mundial de 2014…



  • Manu_Floripa

    Não entra na minha cabeça que ele prefere sair da seleção que joga 3 meses no ano para ficar num clube. Não faz o menor sentido. Agora vem a pressão da opinião publica para colocar o Argentino que já deve estar achando que a vaga tem que ser dele.

  • Edu Jr

    Renan jogou demais e foi um excelente técnico, mas já tava afastado faz tempo. Acho q seria melhor ter trazido alguém que ainda está “em quadra”. O melhor nome sem dúvida seria o Marcelo Mendez. Conhece muito de volei em geral e ainda mais de volei brasileiro, mesmo sendo argentino

  • samara dos santos

    Obrigada a ele por tudo. Mas essa escolha da CBV para o seu substituto achei errada. O melhor tecnico do mundo na atualidade e o Marcelo Mendez. O Renan nao treina um time a 8 anos. Abriram mao de um cara que é simplesmente fantastico. Ou seja, mudaram a tampa, mas a panela é a mesma.

  • Felipe de Souza

    Bom, foi sem dúvida a era de maior hegemonia que eu acompanhei na minha vida.
    Só espero que o trabalho se mantenha (pelo menos no nível técnico, conquistas são consequencia!).
    Boa sorte para todos a partir de agora.

  • Pricila Rodrigues

    Bernardinho, obrigado por tudo que você fez para o nosso voleibol, obrigado pelas conquistas que não foram poucas, obrigado por ter deixado o vôlei no topo por todos esses anos.
    Você fez muito para o nosso esporte, ganhou tudo que tinha direito, mas a sua última conquista foi sem dúvida a maior de todas, conquistou o tão sonhado OURO olímpico , ser campeão olímpico jogando dentro da nossa casa era o sonho de todos que amam esse esporte incrível.
    SENTIREMOS SAUDADES DO MELHOR TÉCNICO DO MUNDO!!!!!!

  • Klaus

    Não tem muito o que dizer.Tinha esperanças que ele ficasse, mas no fundo sabia que ele sairia.Foi um dia muito triste ontem pra todos aqueles que amam o voleyball, como é o meu caso.Difícil imaginar a seleção sem ele.Sem mais comentários.

  • F Pereira

    Parabens ao Bernardo e a CBV pela decisão. Tinha uns torcedores vira-latinhas pedindo um técnico argentino no comando, mas prevaleceu o bom senso. Mesmo depois de ganharmos uma olimpiada com comissao tecnica e jogadores 100% brasileiros, infelizmente alguns brasileiros tem esse complexo de inferioridade e ficam pedindo arrego pra gringo.

  • Willian Garcia

    Obrigado Bernadinho por tudo. Agora por mérito e merecimento deveria ser Marcelo Mendez. Ele está ganhando tudo aqui no Brasil. Renan foi um ótimo jogador e já venceu a Superliga algumas vezes, mas está fora das quadras a 8 anos, isto pesa. Não podemos ser xenofóbicos. na seleção não deve ser sempre os melhores (jogadores e técnico) então neste raciocínio deveria ser Marcelo.

MaisRecentes

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo

Após virada incrível no 3º set, Minas avança na Copa



Continue Lendo