O fator Ramirez na decisão



Pessoal, bom dia. Está no LANCE! de hoje reportagem assinada pelo repórter Jonas Moura sobre a cubana Ramirez.

Reproduzo aqui o conteúdo: O sangue cubano na decisão

E segue abaixo o texto que preparei para complementar o conteúdo:

Título: ‘Ramirez será termômetro da final da Superliga’

Ramirez é emoção pura. E, como emoção nem sempre é razão, a cubana muitas vezes extrapola limites.

Ramirez é “ame ou odeie”. E sabe muito bem como usar o sentimento negativo a seu favor nos jogos.

Ramirez é explosão. Física para realizar os ataques. Emocional para comemorar os pontos marcados.

Ramirez é referência. Se ele está “on fire” o Praia Clube cresce. Mas quando ela se abate…

Ramirez pode decidir a final. Para o bem do time de Uberlândia. Ou para o mal

 



MaisRecentes

Uma satisfação



Continue Lendo

Coluna: Parelha, Liga das Nações feminina promete



Continue Lendo

Na Liga das Nações masculina, se a primeira impressão é a que fica…



Continue Lendo