O desabafo de Rodrigão



O meio-de-rede Rodrigão criticou o Pinheiros pela forma com que foi demitido, nesta semana.

Em entrevistas ao amigos Luiz Paulo Montes, do LANCE!, e Marcel Merguizo, da Folha de S. Paulo, o jogador reclamou da montagem do time de galácticos, da escolha dos jogadores menos renomados e da maneira que a dispensa dele e de Marcelinho aconteceu. Veja abaixo uma coletânea do que ele disse:

CULPA
Não assumo a culpa de jeito nenhum. Eu, Marcelinho, Giba e Gustavo fomos os primeiros a ajudar na montagem da equipe para esta temporada. Nós só temos de responder por atuações.

DEMISSÃO
Falaram que foi deficiência técnica, mas isso aí é desculpa esfarrapada. É difícil acreditar nisso. Mas eles têm o direito de fazer o que quiserem.

COMUNICADO
Após o treino, o Mauro Grasso [técnico], o Dininho [Antonio Beradino dos Santos, gerente de vôlei] e o Rafael [Prado de Castro, diretor] nos chamaram, agradeceram e avisaram. Não deram explicação. Foi uma baita sacanagem, não tem como perdoar. Acabaram com nossa carreira no Brasil nesta temporada. Não podemos mais jogar por nenhum clube [como já atuaram na Superliga, o prazo de transferência acabou no dia da demissão]. Foi o que mais machucou.

QUESTIONAMENTO
Falaram que estavam descontentes com os resultados desde o ano passado. Por que não me mandaram embora antes, então? Deixaram a gente sem alternativa agora.

AS FALHAS PRINCIPAIS
Fora as derrotas, que todo mundo sofreu e estava passando vergonha junto, nada mais. É muito difícil ficar alegre se está perdendo. Estamos acostumados a vencer. É frustrante. Estávamos passando vergonha. Queríamos vencer e não estávamos conseguindo. Mas não participei da montagem da equipe, o clube bateu no peito e disse que ia montar a melhor equipe do Brasil. A responsabilidade tinha que ser deles. Arrumaram um culpado que não são eles. Tiram a responsabilidade do Pinheiros, que não é mais galáctico, não é mais o supertime agora.

PROBLEMAS DE RELACIONAMENTO ENTRE OS GALÁCTICOS
São quatro ótimos jogadores [Marcelinho, Rodrigão, Giba e Gustavo]. Mas não depende só de quatro. Nem na seleção. Mesmo os jogadores mais fracos tem que ser bem escolhidos. Se perguntar para dez jogadores quais são os favoritos para a Superliga, os dez vão dizer Sesi, Florianópolis e Vôlei Futuro. Ninguém fala Pinheiros nem eu falaria. Tinha só o rótulo de galáctico. Agora, sem nós dois, pode perder, porque não é mais galáctico. Deve ser o pensamento deles.

REPERCUSSÃO
Sei que foi dada ordem para eles (Giba e Gustavo) não comentarem. É o Pinheiros que têm que dar explicação. Quero saber quem vão contratar para o meu lugar para melhorar o time.



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo