O clássico de hoje na Superliga feminina



Opinião publicada hoje no LANCE! sobre o duelo entre Rexona-Ades e Vôlei Nestlé.

Poder ler no link ou abaixo: Dia de jogão no Rio

Dez pontos de diferença. Pode-se até chamar de abismo a distância entre Rexona-Ades e Vôlei Nestlé nesta fase de classificação da Superliga.

Um número raramente visto em mais de uma década de rivalidade entre as equipes do Rio e de Osasco e que traz um ingrediente especial para o duelo de hoje.

De um lado, estará em jogo a honra do Vôlei Nestlé, que faz uma campanha instável e bem abaixo do que o estrelado elenco é capaz. Do outro, uma dose enorme de confiança pode ser injetada na veia do líder disparado Rexona, que ainda vem da conquista do Sul-Americano.

Mais do que isso o resultado interfere no desenho das quartas de final. Pode colocar os rivais em rota de colisão na semifinal, fazendo com que o filme repetido de vê-los na decisão da Superliga não ganhe reprise em 2016. Seria ruim? Para o produto “vôlei brasileiro”, diria que não.



MaisRecentes

Supercopa abre temporada masculina mais imprevisível no Brasil



Continue Lendo

Itália e Sérvia na primeira final europeia do Mundial feminino



Continue Lendo

Minas e Dentil/Praia Clube conhecem rivais no Mundial



Continue Lendo