O bom sábado das Seleções Brasileiras



O sábado foi brasileiro no vôlei. As Seleções masculina e feminina venceram, com enredos parecidos e boas atuações pela Liga Mundial e Torneio de Montreaux, respectivamente.

Em Varna, na Bulgária, a equipe comandada por Renal Dal Zotto se vingou da Polônia, única algoz da primeira semana da competição, com triunfo por 3 sets a 1: 25-21, 25-20, 17-25 e 25-19.

O resultado deixou o Brasil na liderança do Grupo E, com seis pontos. Neste domingo, às 14h40 (horário de Brasília), última partida da etapa contra a Bulgária, que soma apenas dois, com transmissão pelo SporTV. Na classificação geral da Liga, a Seleção ocupa a vice-liderança com 13 pontos, dois atrás da França, única com 100% de aproveitamento após cinco rodadas.

O oposto Renan Buiatti mais uma vez liderou o Brasil na pontuação, desta vez com 18 acertos, todos eles no ataque. O reforço do Sesc para a temporada 2017/2018 vem dando conta do recado na ausência de Evandro, lesionado.

– O Renan vem crescendo muito, evoluindo a cada jogo e todo o bom rendimento do time vem nos agradando bastante, mas, é claro, ainda precisamos melhorar – comentou Renan Dal Zotto.

Já na Suíça, a Seleção feminina se garantiu na decisão do Torneio de Montreux, após vencer a China por 3 sets a 1. Assim como o time masculina, vitória nas duas primeiras parciais 25-17 e 25-22, derrota no terceiro (27-29) e retomada do controle para fechar em quatro sets, com 25-16.

Rosamaria e Tandara dividiram o protagonismo, dividindo o posto de maiores pontuadoras do Brasil com 22 acertos.  Rosa fez 19 no ataque, dois no bloqueio e um no saque. Já Tandara marcou 20 vezes no ataque e duas no block. A destacar ainda os 12 pontos de bloqueio marcados pela dupla Carol (sete) e Adenízia (cinco).

Vale lembrar que o time chinês que está na Suíça é formado por jovens atletas, não o que frustrou o sonho de medalha verde-amarela na Rio-2016. Gong, 20 anos, foi a maior pontuadora do time asiático com 20 acertos.

– Depois de um começo de competição com altos e baixos hoje conseguimos fazer uma boa partida. Sabemos que ainda precisamos melhorar, mas a atitude que o time teve e a busca pelo resultado foram fatores positivos. Agora temos que pensar na Alemanha. Elas têm um time que evoluiu nos últimos anos e vivem um bom momento. Será um jogo bastante interessante essa final – analisou Zé Roberto.

Na decisão, neste domingo, às 11h, o time comandado por José Roberto Guimarães enfrentará a Alemanha, rival que impôs a única derrota brasileira na primeira fase. O SporTV2 anuncia transmissão.



MaisRecentes

12 anos. Mas parece que foi ontem em Pequim



Continue Lendo

Unir concorrentes mostra o tamanho de Rodrigo Rodrigues



Continue Lendo

O indispensável fair play precisa evoluir



Continue Lendo