O bom e o ruim de Funvic/Taubaté x Brasil Kirin



Gostaria de falar aqui apenas sobre o lado técnico, tático ou emocional da abertura da semifinal da Superliga masculina. Mas um “detalhe” me impedirá.

O jogo entre Funvic/Taubaté e Brasil Kirin começou com atraso de 30 minutos. Motivo: um pequeno incêndio em uma das luminárias do Ginásio do Abaeté, em Taubaté.

O público foi corretamente impedido de entrar no local até que a situação estivesse resolvida. Segurança em primeiro lugar. Básico. Mas é preciso ligar o sinal amarelo sobre a situação.

Já havia acontecido em outro jogo desta temporada, em São Caetano do Sul, algo parecido. A repetição obrigará a CBV a aumentar a rigidez com os clubes neste quesito de manutenção dos ginásios para a próxima edição da Superliga. Forçar novas vistorias do Corpo de Bombeiros, cobrar mais laudos para liberação do espaço para utilização, sei lá. Redobrar a atenção é o mínimo que se espera para evitar novos casos assim.

Lipe foi o maior pontuador do jogo (Bruno Miani/Divulgação)

Lipe foi o maior pontuador do jogo (Bruno Miani/Divulgação)

Sobre o jogo, os donos da casa comprovaram a superioridade nos dois sets iniciais. Foram dominantes e pareciam para caminhar para um 3 a 0. O Brasil Kirin ainda perdeu Lucas Loh, com uma torção de tornozelo (notícia que preocupa para o jogo da próxima semana, no Taquaral). Mas ainda conseguiu esboçar uma reação, vencendo a terceira parcial. Não o suficiente.

Para os donos da casa, a boa notícia foi a atuação de Lipe. O ponta ainda não tinha feito um jogo consistente desde que operou os joelhos, no fim de 2015. Nos últimos jogos foi substituído várias vezes por Japa. Neste sábado, marcou 19 pontos, foi o melhor do Taubaté no bloqueio e ainda com bom aproveitamento no passe.

 



  • Kleber Alves

    Espero que o Campinas se recupere. Lucas Loh vem fazendo um bom campeonato,mas estava horrendo na partida. O time só melhorou com sua saída. Não entendo os motivos que fazem o técnico do Campinas não colocar o romeno em quadra. Achei que poderia ter utilizaod mais o banco. Lucerelli, o “ladrão” de prêmios, recebeu mais um. Jogou bem, mas abaixo do cubano e do Lipe.

  • Edu

    Para efeito de comparação de realidades e estrutura basta conferir no Laola a rodada decisiva para o final four da CL masculina em que o Zenit Kazan foi para a Polônia jogar contra o PGE equipe de estrutura argentina com o levantador Uriarte e o oposto Facundo Comte, filho do maior jogador daquela nação de todos os tempos e hoje único jogador argentino da atualidade na lista dos seis maiores jogadores de voleibol da América do Sul.Num daquelas arenas polonesas moderníssimas e com novo show da torcida local famosa pela empolgação e euforia com mais de 12 mil pessoas pagantes.No entanto, o Zenit Kazan conseguiu reverter o resultado de derrota por 3 a 2 em seu território definindo o confronto numa vitória por 3 a 0.Em relação a equipe da temporada passada que enfrentou o Cruzeiro no Mundial de Clubes a desconfiança com o então levantador Kobzar foi confirmada com a contratação do novo titular Butko.Reserva da posição na seleção russa.

MaisRecentes

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo