Numeralha das classificadas para as quartas de final



A CBV publicou neste sábado números comparativos de cada duelo das quartas de final da Superliga feminina.

Vale dar uma conferida:

UNILEVER (1º) x RIO DO SUL (8º)

Maiores pontuadoras

3ª) Neneca (RDS) – 273 pontos

4ª) Sarah Pavan (UNI) – 263 pontos

Melhores no ataque

3ª) Sarah Pavan (UNI) – 24.30% de eficiência

8ª) Neneca (RDS) – 18.53% de eficiência

Melhores no bloqueio

5ª) Juciely (UNI) – 28.36% de sucesso

10ª) Valeskinha (UNI) – 24.31% de sucesso

Melhores no saque

1ª) Neneca (RDS) – 14.35% de sucesso

3ª) Sarah Pavan (UNI) – 9.38% de sucesso

5ª) Juciely (UNI) – 8.70% de sucesso

4ª) Elis (RDS) – 9.30% de sucesso

7ª) Natália (UNI) – 8.33% de sucesso

8ª) Aline (Wime) (RDS) – 8.24% de sucesso

Melhores na defesa

1ª) Aline (Wime) (RDS) – 55.43% de eficiência

4ª) Natália (UNI) – 47.59% de eficiência

Melhores no levantamento

7ª) Fofão (UNI) – 15.91% de eficiência

6ª) Ananda (RDS) – 16.33% de eficiência

Melhores na recepção

4ª) Neneca (RDS) – 38.33% de eficiência

SOLLYS/NESTLÉ (2º) x USIMINAS/MINAS (7º)

Maiores pontuadoras

2ª) Fernanda Garay (SOL) – 274 pontos

4ª) Juliana (Lia) (MTC) – 263 pontos

8ª) Thaisa (SOL) – 242 pontos

10ª) Jaqueline (MTC) – 228 pontos

Melhores no ataque

1ª) Fernanda Garay (SOL) – 28.24% de eficiência

2ª) Jaqueline (SOL) – 24.77% de eficiência

9ª) Juliana (Lia) (MTC) – 17.57% de eficiência

10ª) Carla (MTC) – 17.31% de eficiência

Melhores no bloqueio

7ª) Thaisa (SOL) – 27.31% de sucesso

8ª) Fernanda Ísis (MTC) – 25.33% de sucesso

Melhores no saque

2ª) Thaisa (SOL) – 10% de sucesso

10ª) Jaqueline (SOL) – 7.46% de sucesso

Melhores na defesa

8ª) Jaqueline (SOL) – 44.19% de eficiência

6ª) Camila Brait (SOL) – 45.73% de eficiência

Melhores no levantamento

3ª) Fabíola (SOL) – 21.52% de eficiência

8ª) Claudinha (MTC) – 13.74% de eficiência

Melhores na recepção

1ª) Tássia (MTC) – 40.91% de eficiência

3ª) Jaqueline (SOL) – 39.68% de eficiência

5ª) Fernanda Garay (SOL) – 38.05% de eficiência

VÔLEI AMIL (3º) x PINHEIROS (6º)

Maiores pontuadoras

6ª) Andreia (ECP) – 248 pontos

7ª) Vasileva (CVC) – 243 pontos

9ª) Pri Daroit (CVC) – 235 pontos

Melhores no ataque

6ª) Daymi (CVC) – 22.70% de eficiência

5ª) Vasileva (CVC) – 23.45% de eficiência

7ª) Andreia (ECP) – 19.40% de eficiência

Melhores no bloqueio

6ª) Ana Carolina (ECP) – 27.83% de sucesso

Melhores no saque

Não há atletas de Vôlei Amil e Pinheiros entre as dez melhores deste fundamento

Melhores na defesa

2ª) Andreia (ECP) – 49.12% de eficiência

10ª) Macris (ECP) – 42.86% de eficiência

Melhores no levantamento

1ª) Fernandinha (CVC) – 24.82% de eficiência

2ª) Macris (ECP) – 22.34% de eficiência

Melhores na recepção

2ª) Suelen (CVC) – 40.86% de eficiência

8ª) Leia (ECP) – 34.72% de eficiência

10ª) Pri Daroit (CVC) – 31.21% de eficiência

BANANA BOAT/PRAIA CLUBE (4º) x SESI-SP (5º)

Maiores pontuadoras

1ª) Tandara (SES) – 329 pontos

Melhores no ataque

4ª) Tandara (SES) – 23.92% de eficiência

Melhores no bloqueio

1ª) Bia (SES) – 31.60% de sucesso

4ª) Angélica (PRA) – 29.56% de sucesso

9ª) Fabiana (SES) – 25.14% de sucesso

Melhores no saque

9ª) Tandara (SES) – 7.51% de sucesso

Melhores na defesa

5ª) Dani Lins (SES) – 46.33% de eficiência

3ª) Monique (PRA) – 48.54% de eficiência

7ª) Sassá (SES) – 45.28% de eficiência

9ª) Juliana Carrijo (PRA) – 42.86% de eficiência

Melhores no levantamento

5ª) Juliana Carrijo (PRA) – 17.14% de eficiência

4ª) Dani Lins (SES) – 17.17% de eficiência

Melhores na recepção

6ª) Arlene (PRA) – 36.91% de eficiência

7ª) Michelle (PRA) – 35.13% de eficiência
9ª) Verê (SES) – 34.64% de eficiência



  • Ter um MVP no time, nem sempre siginifica título!

    O confronto entre SESI e PRAIA, é o confronto da individualidade(TANDARA) contra o conjunto.
    Por quanto tempo uma ponteira só definindo levará o SESI pra frente?
    Como exemplo temos o caso das MVP’s OLÍMPICAS, jogadoras completas e craques de bola, mas que às vezes não conseguem levar seu time ao título:
    MVP LONDRES/2012: a coreana KIM, seleção campeã: Brasil.
    MVP PEQUIM/2008: a brasileira PAULA, seleção campeã: Brasil.
    MVP ATENAS/2004: a chinesa FENG KUN, seleção campeã: China.
    MVP SIDNEY/2000: a croata BARBARA JELIC, seleção campeã: Cuba.
    MVP ATLANTA/1996: a holandesa CINTHA BOERSMA, seleção campeã: Cuba.
    MVP BARCELONA/1992: a japonesa MOTOKO OBAYASHI, seleção campeã:Cuba.
    Pelo histórico das MVP’s olímpicas e as seleções campeãs vimos que às vezes uma andorinha só não faz verão. Às vezes só uma atleta levando a responsabilidade do time nas costas como a Tandara faz no SESI pode não ser suficiente para conquistar um título importante.

  • Cintha Boersma

    Por falar em Cintha Boersma que saudades dessa holandesa craque de bola, MVP OLÍMPICA em Atlanta/1996. Ela foi formada na época em que a meio-de-rede fazia de tudo: passava, defendia, bloqueava, atacava etc… Foi uma das jogadoras fundadoras do projeto Rexona/Unilever, escolhida, à dedo, por Bernardinho depois de ter sido Campeã Europeia em 1995 e MVP olímpica em 1996, com o status de maior estrela internacional da Superliga 97/98, foi contratada junto com sua companheira de seleção e também campeã europeia, Erna Brinkman. Logo na sua primeira temporada foi campeã da Superliga 97/98 e depois vice em 98/99. O Rexona/Unilever estreiou na Superliga derrotando as equipes tradicionais e conquistando o título surpreendendo a todos por “monopolizar” os prêmios individuais da competição. Somente os prêmios de melhor ataque e melhor bloqueio não foram para as jogadoras do Rexona/Unilever. No bloqueio, a vencedora foi Janina Chagas, do Uniban/São Caetano e a melhor atacante foi Karin Rodrigues, do Leites Nestlé.
    Dos oito prêmios, as jogadoras do Rexona levaram seis, na estreia do time:
    1. “Melhor Jogadora Estrangeira (MVP estrangeira)”: Cintha Boersma;
    2. “Melhor Jogadora Brasileira (MVP brasileira)”: Fernanda Venturini;
    3. “Melhor Levantadora”: Fernanda Venturini;
    4. “Melhor Sacadora”: Érika Coimbra com apenas 17 anos;
    5. “Melhor Passadora”: Estefânia;
    6. “Melhor Defensora”: Ana Volponi.

  • Juju

    Os jogos mais emocionantes, na minha opinião, serão AmilxPinheiros e SesixBanana Boat, não conseguiria apontar um vencedor, os 04 times são inconstantes, sendo o Sesi o pior deles, tem jogos que eu não consigo entender como o Sesi perdeu, é loucura este time, não tem recepção, a oposta não é nada confiável, só uma ponteira, duas centrais espetaculares e uma levantadora brilhante, mas capaz de fazer sets medíocres. O Banana nas últimas rodadas caiu muito de produção ao contrário o Pinheiros tem jogado bem e o Amil é bem dependente da Daymi e da Vasileva, se estiverem em uma jornada ruim pode ser um confronto bem disputado.

MaisRecentes

Vaivém: Jaqueline no Hinode/Barueri



Continue Lendo

Cai o primeiro técnico após UMA rodada da Superliga



Continue Lendo

Luizomar e Rizola não conseguem vaga no Mundial



Continue Lendo