Novidades na Seleção feminina para a Copa Pan-Americana



O Brasil na Copa Pan-Americana feminina em 2018 vai mesclar jogadoras experientes com necessidade de ganhar ritmo de jogo, destaques da Superliga e algumas caras novas.

Na convocação divulgada na noite desta terça-feira, 17 atletas foram chamadas para o iníco dos treinamentos no Centro de Desenvolvimento da CBV na próxima segunda-feira. Wagner Coppini, o Wagão, auxiliar de José Roberto no Hinode/Barueri e na Seleção, vai comandar a equipe.

Foram chamadas as levantadoras Dani Lins, Claudinha e Juma, as opostos Paula Borgo e Bruna Honório, as pontas Pri Daroit, Maira, Edinara, Ellen e Kasiely, as centrais Thaisa, Mara, Lara, Milka e Fran, além das líberos Tássia e Natinha.

Claudinha em ação na final da Superliga (Divulgação CBV)

Dani Lins e Thaisa estão na lista das campeãs olímpicas com necessidade de ganhar quilometragem de olho no Campeonato Mundial, que acontecerá entre 29 de setembro a 20 de outubro no Japão.

Zé Roberto utilizará uma competição mais fraca para que a levantadora e a central ganhem ritmo de jogo após a gravidez e a cirurgia no joelho, respectivamente.

No rol das jogadoras com bom desempenho na última Superliga, listo Bruna Honório, Claudinha e Milka. Nomes que muita gente queria ver jogando a Liga das Nações.

Entre as novidades, Paula Borgo, Pri Daroit e Edinara terão uma chance de voltar a mostrar um vôlei mais regular. Já a líbero Natinha é o nome mais surpreendente.

Vale dizer que a lista inicial ainda será reduzida para a competição.

LEIA TAMBÉM

+ O lançamento do Osasco/Audax



MaisRecentes

Quem fica com as últimas vagas na Superliga masculina?



Continue Lendo

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo