Novidades na Seleção feminina para a Copa Pan-Americana



O Brasil na Copa Pan-Americana feminina em 2018 vai mesclar jogadoras experientes com necessidade de ganhar ritmo de jogo, destaques da Superliga e algumas caras novas.

Na convocação divulgada na noite desta terça-feira, 17 atletas foram chamadas para o iníco dos treinamentos no Centro de Desenvolvimento da CBV na próxima segunda-feira. Wagner Coppini, o Wagão, auxiliar de José Roberto no Hinode/Barueri e na Seleção, vai comandar a equipe.

Foram chamadas as levantadoras Dani Lins, Claudinha e Juma, as opostos Paula Borgo e Bruna Honório, as pontas Pri Daroit, Maira, Edinara, Ellen e Kasiely, as centrais Thaisa, Mara, Lara, Milka e Fran, além das líberos Tássia e Natinha.

Claudinha em ação na final da Superliga (Divulgação CBV)

Dani Lins e Thaisa estão na lista das campeãs olímpicas com necessidade de ganhar quilometragem de olho no Campeonato Mundial, que acontecerá entre 29 de setembro a 20 de outubro no Japão.

Zé Roberto utilizará uma competição mais fraca para que a levantadora e a central ganhem ritmo de jogo após a gravidez e a cirurgia no joelho, respectivamente.

No rol das jogadoras com bom desempenho na última Superliga, listo Bruna Honório, Claudinha e Milka. Nomes que muita gente queria ver jogando a Liga das Nações.

Entre as novidades, Paula Borgo, Pri Daroit e Edinara terão uma chance de voltar a mostrar um vôlei mais regular. Já a líbero Natinha é o nome mais surpreendente.

Vale dizer que a lista inicial ainda será reduzida para a competição.

LEIA TAMBÉM

+ O lançamento do Osasco/Audax



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo