Noite perfeita do Minas também no masculino



Não bastasse a vitória do Camponesa/Minas sobre o Vôlei Nestlé, o torcedor do tradicional clube de BH ainda comemorou o triunfo do time masculino sobre o Sesi, na noite desta quinta-feira.

Mesmo jogando no Ginásio da Vila Leopoldina, o time comandado por Nery Tambeiro ditou o ritmo da partida e voltará de São Paulo com um 3 a 1 na bagagem, parciais de 25-16, 25-19, 20-25 e 25-19.

O resultado coloca um tempero especial na classificação da Superliga Cimed masculina. O Minas subiu para 34 pontos, ainda na quinta colocação, mas vê agora o Sesi bem pertinho (35), em quarto lugar, e segue à caça do EMS/Taubaté (36), que na rodada bateu Juiz de Fora por 3 sets a 1.

O ponta Bob foi eleito o melhor jogador da partida e faturou o VivaVôlei Cimed. Ele marcou 15 pontos, mesmo número do oposto Felipe Roque e do central Petrus. O jogo coletivo primoroso do Minas comprova-se com os 12 acertos cada do central Flávio e do ponta Honorato.

Minas teve atuação coletiva quase impecável na Vila Leopoldina (Divulgação)

Pelo lado do Sesi, em uma noite com baixo aproveitamento no ataque e muita instabilidade no passe, apenas Lipe e o oposto reserva Franco chegaram aos dois dígitos de pontuação: 12 e 10, respectivamente.

Foi a segunda vitória do Minas sobre o Sesi na competição. No turno, em BH, 3 a 1, de virada.

– Sabíamos que não seria um jogo fácil. Nós travamos em alguns momentos. Eles nos anularam e principalmente acertaram a mão no saque. Foi o jogo todo dificultando o nosso passe, e deu certo. Agora é recuperar, treinar e pensar nos próximos adversários”, comentou Lipe.

– Nosso saque funcionou muito bem e desestabilizou a recepção deles, nos dando possibilidade de contra-ataque. Por outro lado, o saque deles não foi tão eficiente, com exceção do terceiro set, quando dificultou nosso sistema ofensivo. No quarto, tivemos o domínio da partida de novo – emendou Bob.

Vale ressaltar como Nery Tambeiro “achou” a formação titular do Minas como Honorato e Bob nas pontas. O time está mais equilibrado, vem encarando os favoritos de igual para igual e está definitivamente na briga pelo terceiro lugar. E tem Bisset como opção de peso no banco de reservas. Terminar a fase de classificação à frente de EMS/Taubaté ou Sesi já seria um feito e tanto, levando em consideração a diferença entre os orçamentos.

– Com a entrada do Honorato, nosso time está muito estruturado na linha de passe, o que tem feito o nosso sistema ofensivo funcionar muito bem. Temos um maestro, que é o Marlon, que, tendo o passe na mão, facilita bastante o nosso sistema ofensivo. Ele é um grande levantador – finalizou Bob.

 



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo