Nestlé anuncia fim do patrocínio ao time de Osasco



Um verdadeiro baque. Assim recebi a notícia do fim do patrocínio da Nestlé ao time feminino de Osasco.

A notícia foi confirmada nesta terça-feira, dias após a eliminação do time nas semifinais da Superliga Cimed Feminina, após uma série duríssima contra o Dentil/Praia Clube.

Confira a íntegra da nota da empresa.

“Após nove anos de uma parceria bem-sucedida com o time de vôlei feminino de Osasco, a Nestlé anuncia que conclui sua jornada com a equipe, a partir do final da temporada 2017/2018 da Superliga Feminina de Vôlei, a fim de concentrar seus investimentos e esforços no fortalecimento de sua atuação em plataformas que amplifiquem o impacto nas comunidades onde tem operações. O encerramento do patrocínio neste primeiro semestre já estava previsto no contrato com o clube.

A parceria vitoriosa entre Nestlé e Osasco Voleibol Clube, iniciada em 2009, deixa um legado de títulos e conquistas históricas. Neste período, a equipe conquistou títulos importantes, como a Superliga (2009/10 e 2011/12), o tetracampeonato Sul-americano (2009, 2010, 2011 e 2012), o hexacampeonato Campeonato Paulista (2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017), a Copa Brasil (2014, 2018), o tradicional Top Volley (2014), disputado na Basileia, Suíça, e o Mundial de Clubes (2012).

Tandara era uma das estrelas do Vôlei Nestlé (Divulgação)Antes disso, a Nestlé já havia construído uma história vitoriosa no vôlei feminino, desde 1992, quando a empresa iniciou o patrocínio ao time de Sorocaba, que no início foi nomeado como Leite Moça e, posteriormente, já na cidade de Jundiaí, Leites Nestlé. De 1992 a 1999, a Nestlé foi campeã Mundial de Clubes (1994), tricampeã Sul-Americana (1996, 1997 e 1998), tricampeã da Superliga (1994/95, 1995/96 e 1996/97) e tricampeã Paulista (1993, 1995 e 1998).

Com a decisão, a Nestlé reforça a estratégia adotada globalmente de agir no desenvolvimento de iniciativas que ajudem a impactar positivamente as Pessoas e Famílias, Comunidades e o Planeta, dentro do propósito de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável. Entre seus compromissos públicos, está o de ajudar 50 milhões de crianças a terem vidas mais saudáveis em todo o mundo, até 2030″

 



MaisRecentes

Reflexão sobre o momento da Seleção é necessária



Continue Lendo

O novo capítulo de uma relação conturbada entre Brait e Zé Roberto



Continue Lendo

Coluna: A empolgante decisão da Superliga feminina



Continue Lendo