Natália define tratamento e deverá ficar 3 meses fora das quadras



A ponta Natália deverá ficar afastada das quadras por aproximadamente três meses para se recuperar de uma tendinite crônica no joelho direito.

Essa é a expectativa da equipe que auxiliará na recuperação da jogadora, com foco na disputa do Campeonato Mundial do Japão, no fim de setembro. Natália já está treinando no Centro Dois Andares, em São Paulo, sob orientação do preparador físico da Seleção, José Elias Proença.

– Tive uma temporada muito difícil, com um problema no joelho direito. Por isso, não renovei e voltei para o Brasil porque sei que aqui terei todo o suporte da parte médica. Minha intenção é me recuperar totalmente, fazer uma boa temporada e ficar bem fisicamente. O Mundial desse ano é muito importante para gente e quero estar bem e preparada. Esse é meu foco principal, fazer todo o treinamento e me recuperar – disse Natália, que após dois anos defendendo o Fenerbahce, da Turquia, voltará para o vôlei brasileiro para jogar pelo Camponesa/Minas.

José Elias de Proença explica que o foco do treinamento da Natália é o alinhamento biomecânico para organizar o tornozelo e quadril e, dessa forma, fazer com que o joelho responda às situações de jogo de forma mais confortável e protegendo a articulação. Além disso, é importante organizar toda a postura e alinhamento corporal.

Natália já iniciou a recuperação em São Paulo (Divulgação)

– A metodologia Dois Andares, com base em pilates, será importante para a recuperação da Natália, proporcionando melhor alinhamento biomecânico em função das ações do voleibol que, no caso dela, é passar, arrancar e saltar – diz o preparador físico.

Natália demonstra otimismo com o tratamento escolhido:

– Nós, atletas, dependemos muito do alinhamento do nosso corpo. Eu venho treinando isso mais a cada ano e o ‘Zezinho’ (apelido de José Elias) me conhece desde meus 16 anos e cuida muito da minha postura. Por ter ficado lá fora por duas temporadas, eu relaxei nisso, e agora vou me dedicar para não ter mais problema.

LEIA TAMBÉM

+ A guinada na carreira de Gabiru, aos 24 anos



MaisRecentes

Quem se deu bem nos grupos da segunda fase do Mundial masculino?



Continue Lendo

Brasil cumpre obrigação e agora torce por rival por liderança



Continue Lendo

Brasil se recupera, vence o Canadá e ainda pode ser 1º do grupo



Continue Lendo