Na semi, aumenta a importância de Ricardinho e Lorena



No início da semana passada, escrevi um post sobre a eficiência da dupla Ricardinho/Lorena no Vôlei Futuro. Quem não viu, segue o link http://wp.me/p1b2tr-Qz

Para chegar à final da Superliga, o time de Araçatuba dependerá muito dos dois. A força do oposto no saque/ataque e distribuição do levantador campeão olímpico talvez sejam a chaves do jogo contra o RJX.

Com Camejo longe das melhores condições físicas, o Vôlei Futuro depende ainda mais de Lorena para quebrar o passe dos rivais e ser eficiente nos contra-ataques. Tanto que ele foi o melhor jogador desta rodada dos playoffs, segundo as estatísticas da CBV (contra a Medley/Campinas, ele ainda se destacou no bloqueio).

Os demais pontas (Dentinho, Bob e Piá) atacam mais na velocidade e categoria do que na força. É fato que Ricardinho irá usar bastante o ponta que cruzar com Marlon na rede. Ele sabe também que terá de prender Lucão no meio para evitar que o bloqueio pesado do titular da Seleção faça a diferença.

O RJX é o time com mais atletas entre os principais defensores (Dante em primeiro, Marlon em sexto e Theo em sétimo). Isso significa que o Vôlei Futuro precisará ter paciência para derrubar os ataques. Um recado direto para Lorena.

Vai ser interessante ver também o duelo de Mário Júnior e Alan, líberos do Brasil na conquista do Mundial de 2010.

O duelo por vaga na final da Superliga tem favorito?



MaisRecentes

Na Liga das Nações masculina, se a primeira impressão é a que fica…



Continue Lendo

Vaivém: Itapetininga anuncia reforços experientes



Continue Lendo

E experiência de Eric Endres no Brasileiro Estudantil



Continue Lendo