Mudanças no vôlei italiano



A Liga Italiana, que um dia já foi a melhor do mundo com o pé nas costas, está de mudança.

Os principais jornais do país apresentam hoje as modificações estruturais, tratando da criação da Superliga, que vai acabar com rebaixamento para a A-2 e acesso para a A-1, além da regulamentação de mecanismos  para que os times participem da competição.

São mudanças importantes para um campeonato que perdeu muita força com a grave crise financeira europeia anos atrás, forçando seus principais jogadores partirem para Rússia, Polônia e Turquia, sem contar o fechamento de times e a diminuição dos patrocinadores. Nada muito diferente do que vimos e vemos no Brasil ano após ano. A principal diferença é que na Itália a principal competição de clubes já era comandada por uma Liga, enquanto no Brasil ela sempre esteve sob o comando da Confederação.

Deixo para vocês o link (em italiano) com as alterações: http://www.repubblica.it/sport/volley/2014/06/04/news/volley_nasce_la_superlega_abolite_promozioni_e_retrocessioni-88020368/ 



  • Caio

    Uma das mudanças discutidas inicialmente foi a criação de um ranking de atlestas no mesmo formato da nossa Superliga, é claro que foi recusado pelos clubes, lá eles não possuem a mentalidade de impedir o crescimento do próximo se não for igualmente capaz.

  • Luiz

    Está dando 404 no link, acho que é o “%20” no final, mas consegui achar a materia acessando o site.

    Interessante isso de estabelecer metas como seguidores em redes sociais e público no ginásio, lembro que a um tempo atrás a CBV “devolvia” o montante pago como taxa de arbitragem pelo clube se ao fim da temporada ele atingisse certa meta de espectadores, nem sei se isso existe mais, mas era um grande estímulo aos clubes.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo