Mudanças no ranking



A próxima Superliga feminina terá mudanças importantes. Em reunião entre clubes e CBV ficou definido que o ranking sofrerá uma alteração radical para a temporada 2017/2018.

As únicas limitações do regulamento são: cada equipe poderá ter até duas jogadoras de sete pontos e duas estrangeiras.

Com a decisão não haverá mais atletas pontuadas de 0 a 6, acabando também com a somatória de pontos para formação de um elenco. Ou seja: a formação dos times fica bem menos engessada.

Atualmente nove jogadoras levam pontuação máxima: Thaísa, Sheilla, Dani Lins, Fernanda Garay, Natália, Fabiana, Gabi, Tandara e Jaqueline.

Por enquanto a regra vale apenas para as mulheres, já que a reunião com os times masculinos acontecerá no dia 24.

Ficou definido que o formato será testado na próxima temporada e depois reavaliado por clubes e CBV.



  • Jorge

    Mudança feita com dois anos de atraso, já havia sido sugerida aos clubes e aceita apenas por Osasco, São Caetano e pelo finado Campinas, quem sabe se já fosse assim o vôlei brasileiro não estaria ladeira abaixo e passado vergonha em casa no Rio 2016.

  • AfonsoRJ

    Isso praticamente acaba com o ranking. Se isso se confirmar, apenas nove jogadoras serão afetadas pela nova regra.

MaisRecentes

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo