Momento de definições na Superliga feminina



Faltando duas rodadas para o fim da fase de classificação, a Superliga feminina vê disputas interessantes em diversas posições da classificação. Em jogo, um caminho mais tranquilo nos playoffs.

O Rexona-Ades é o ponto fora da curva neste cenário. Com a vitória por 3 a 0 sobre o Camponesa/Minas, ontem, no Rio, garantiu antecipadamente a primeira posição e terá o mando de quadra em todas as fases do mata-mata. O time vive ótima fase e já deixou bem claro o recado para os rivais: a tarefa para impedir o 11º título das cariocas será árdua. Thompson está cada vez mais à vontade com as atacantes e isso está fazendo a diferença.

Rexona festeja vitória sobre o Minas (Divulgação)

Rexona festeja vitória sobre o Minas (Divulgação)

Nove pontos atrás, o Dentil/Praia Clube encerra a antepenúltima rodada contra o Concilig/Bauru hoje. Uma vitória valendo três pontos deixará bem encaminhada a vice-liderança para a equipe de Uberlândia, que ficaria quatro à frente do Vôlei Nestlé e cinco adiante do Minas. Na rodada seguinte, o Praia terá pela frente o lanterna São Bernardo. Novo triunfo e o time fugirá de confronto com o Rexona antes da decisão.

Nestlé e Minas farão um duelo à parte nas rodadas finais. O instável time de Osasco, que ontem fez 3 a o no Sesi, terá uma tarefa mais complicada, já que na última rodada enfrentará o Rexona, no Rio. Antes pegará o Renata/Valinhos, em casa. Já as mineiras, que ontem erraram demais no confronto com as cariocas, enfrentarão Bauru (casa) e São Bernardo (fora). Em tese, são favoritas para a terceira colocação.

Logo abaixo, mais uma briga bem intensa. O Equibrasil/Rio do Sul e o Terracap/Brasília estão empatados com 33 pontos, após o triunfo de ontem das catarinenses por 3 a 2 no confronto direto (um detalhe: reparem na foto do jogo e percebam que os dois times jogaram com uniformes idênticos ontem). Nos critérios de desempate, o time de Spencer Lee está na frente. Nas próximas rodadas, o Rio do Sul pegará o Pinheiros/Klar, fora de casa, e o Praia, como mandante. Já o Brasília recebe o São Cristovão/São Caetano e viaja para pegar o Valinhos. Vantagem, neste caso, para a equipe de Paula Pequeno.

Ontem, Rio do Sul e Brasília se enfrentaram com uniformes parecidos (Divulgação)

Ontem, Rio do Sul e Brasília se enfrentaram com uniformes parecidos (Divulgação)

Por fim, a disputa pelas últimas vagas para os playoffs. Por incrível que pareça, o poderoso Sesi ainda não está garantido. Com 26 pontos, em sétimo lugar, precisa de ao menos uma vitória. Mas terá pela frente o Rexona-Ades na próxima rodada. Deve, então, fazer o jogo de vida ou morte contra Bauru, no interior paulista, na última rodada. Sinal vermelho aceso. Logo abaixo aparecem São Caetano (23 pontos), Pinheiros (22) e Bauru (2o), todos ainda sonhando. Na última rodada, por exemplo, haverá o confronto direto entre São Caetano e Pinheiros, no ABC.

O bicho vai pegar!

Se o campeonato terminasse hoje, os confrontos dos playoffs seriam:

Rexona-Ades x São Cristovão/São Caetano

Dentil/Praia Clube x Sesi

Vôlei Nestlé x Terracap/Brasília

Camponesa/Minas x Equibrasil/Rio do Sul



MaisRecentes

Vaivém: Sada/Cruzeiro terá oposto “repatriado”



Continue Lendo

Conheça a lista de 26 inscritas do Brasil para a Liga das Nações



Continue Lendo

Informações sobre as finais da Superliga Masculina



Continue Lendo