Molico/Osasco dá o troco, com estilo, no Sesi



O esperado reencontro entre Molico/Osasco e Sesi, rivais que decidiram Paulista, Copa Brasil e Sul-Americano, foi de alto nível,  na noite de segunda-feira. Pela rivalidade cada vez maior entre as duas equipes, o jogo teve cara de mais uma decisão.

O líder invicto da Superliga deu o troco no campeão continental vencendo por 3 a 1. Mas eu não teria me surpreendido com um 3 a 0 do Sesi, pela forma com que o jogo se desenvolveu.

Os dois primeiros sets, vencidos pelo Molico por 21-18 e 24-22, tiveram o Sesi na frente na maior parte do tempo. No primeiro, a vantagem na reta final chegou a ser de quatro pontos (18 a 14). Mas o time da casa parou, levou sete pontos (?!?) seguidos, durante uma boa sequência de Sanja no saque e Sheilla no ataque.

O segundo também começou com boa arrancada do Sesi. O equilíbrio só apareceu quando Luizomar de Moura trocou Fabíola por Ana Maria. A parcial seguiu equilibrada, o Sesi desperdiçou um set point após erro de ataque de Ivna e acabou levando a virada mais uma vez.  E, de novo, a oposto Sheilla virou as bolas decisivas.

Vale abrir parênteses para falar da atuação da oposto do Molico e da Seleção.  Foram 22 pontos, sendo acionada em momentos complicados e nem sempre com bolas bem levantadas. Como dizemos na gíria, estava com “sangue nos olhos”, parecendo disposta a dar uma resposta após a derrota na final do Sul-Americano. E assim foi protagonista.

O Sesi, apesar das bobeadas, seguiu firme e venceu o terceiro set com autoridade. Deu a impressão de que levaria o jogo para o tie-break, mas acabou dominado pelo time de Osasco na quarta parcial.  O passe não chegou com constância nas mãos de Dani Lins, as centrais Fabiana e Bia pontuaram apenas duas vezes (uma cada) no ataque e ficou mais fácil para o bloqueio amortecer as bolas na ponta.

Gostaram do que viram?

 



  • Guilherme

    Tandara e Natália são as minhas esperanças para derrotar o Osasco.

    • fernando

      senão derrotou o sesi!!!! vc acha q derrota o molico???
      uhauhauhahuahua…uhauhauhahuauhauha

  • Osmar Cordeiro

    Foi um bom jogo apesar dos muitos erros , o saque do Molico entrou dessa vez e muitas bolas foram amortecidas pelo alto bloqueio , Sanja e Sheilla foram bastante acionadas bem diferente da final do sul americano , a defesa que é de praxe bem eficiente principalmente com Camila , Sheilla e Caterina . Luizomar acertou nas substituições e a aproveitou erros em sequência do Sesi . O Sesi por sua vez não teve tantas bolas de meio acionadas , muitas bolas rápidas pra ponta pra aproveitar o bloqueio ainda não montado e cometeu erros de comunicação com duas jogadoras na mesma bola , mesmo com vantagem nos 2 primeiros sets a equipe queria abafar as bolas do que fazer o trivial . Enfim , tem tudo pra ser a semi final da Superliga e pode ter certeza q serão ótimos jogos , não é desculpa já que o Sesi está jogando algum tempo sem ponteira reserva e a central que é a Barbara não está jogando nessas últimas partidas , mas se pelo menos a Pri Daroit ou Ju Costa tiver bem no play off pelo menos pra dá uma variação e uma força a mais no ataque .

  • Carlos

    Que pena o Molico nãio ter jogado tão bem no Sulamericano. Infelizmente é o preço de se jogar apenas uma partida decisiva. Ontem deu pra ver a vontade no olhar de cada jogadora em vencer a partida. Molico não tem que provar nada à ninguem, afinal já sao 2 titulos nesta temporada e uma campanha até aqui impecável na Superliga. Vencer este duelo foi bom para mostrar que elas ainda continuam vivas na disputa, e se forem convidadas ao Mudial, a historia será outra.

    • canavarro

      mas acho que nao serão convidadas…

      • Carlos

        O que será uma pena, pois, seria otimo pra chamar a atenção do publico e da mídia em geral. Não pelo nome Molico/Osasco, mas por serem a base da seleção brasileira.

  • falou pouco mais falou bonito cadê os idiotas de plantão que falavam que o osasco ia perder?ai não gente espero que natalia e tandara derrotem o OSASCO kkkk que ridiculo vcs heim pork tanto recalque ou e inveja de não querer reconhecer que o OSASCO e o melhor time da atualiadade affzzy ainda com a volta da jaque que tem uma otima recepção so o que falta para esse timaço ser completo

  • karina

    Hoje, o Sesi está no mesmo nível do Osasco, se na próxima temporada contratar a Fernanda Garay seria perfeito. Quanto ao jogo, o que mais me chamou a atenção foi a facilidade com que o Sesi abria vantagem nos sets e depois pelos próprios erros deixava o Osasco passar. Alternaram saques na Sanja, Bossetti e Camila em situações diferentes do jogo o que me pareceu verdadeiros testes para o futuro, penso que esse jogo foi mais importante em termos de resultado para o Osasco e mais de testes para o Sesi. A recepção da Camila é algo para ser mais explorado pelos adversários. É incrível como o Sesi estudou o Osasco, sabe até a hora que vão dar um espirro kkkkkkk pena que as ponteiras não estiveram eficientes, senão seria um 3×0 facilmente, quem diria.
    Se as outras equipes querem saber como ganhar do Osasco é só assistir esse jogo, os pontos fortes e fracos do Osasco estão bem evidentes.

  • Matheus

    Não engulo esse time do Molico Osasco!

    a começar pela levantadora Fabiola , que não joga nada,
    e eu torcia por Osasco…

  • marcelo

    Bom, eu assisti o jogo, e percebo que o Sesi entra em quadra respeitando muito o Molico, mas de longe, nem lembra aquela equipe do ano passado, que contava com a boa participação de apenas uma jogadora ( leia se a Tandara), ou aquele time que não engrenava, vejo que agora o time está homogeneo, porém senti um pouco com a falta de poder de decisão de suas ponteiras, Dani Lins, Fabi e a Bia estão jogando bem, e a Ivna, se continuar evoluindo, logo brigara com uma vaga na reserva da Sheilla na seleção, só precisa de mais rodagem e paciencia para trabalhar a bola!!!

    Já o Molico, não fez uma partida espetacular, errou bastante, porém soube explorar as deficiências do Sesi, e a tempo, colocou a Sheilla no jogo, que chamou a responsabilidade e fez uma boa partida. Sanja fez o seu papel de jogadora de definição, acho que ela tem que se esconder um pouco mais no passe, assim deixando Caterina e Brait encarregadas no fundo, para se preocupar somente com o ataque, quando está na rede, Fabiola começou mal no jogo, e aos poucos foi se soltando… Adenizia muito abaixo no que pode fazer, principalmente no bloqueio, acho que ela pode render mais… Thaisa, é a mais regular do time no campeonato, sem ela, o time do Molico ia ter uma dor de cabeça imensa…

    Bom jogo, e hoje tem Praia X Rio, espero muito que seja um jogo decidido nos detalhes, e que a Mari jogue bem, mas vamos ver no que vai dar, e que seja um espetáculo!!!

  • Caco

    É uma pena que o representante brasileiro no Mundial será uma equipe que nunca ganhou nada de importante no Brasil. Acho que a Copa do Brasil, um campeonato de fim de semana, foi super-valorizado. Acho que o representante do Brasil não deveria ser escolhido por um momento, mas por um campeonato completo como a Superliga, que dura meses e exige a constância das equipes.

  • Juju

    Muito bom o jogo, a vitória poderia ter ido para qualquer dos dois times, por qualquer placar. Mas é um jogo de fase classificatória que não valia muita coisa, a partida realmente importante que dava vaga pro mundial já foi e não tem mais volta.

  • Michel Pereira de Oliveira

    Gostei muito do poder de reação do Osasco, principalmente de Sheilla, que cresce MUITO nos momentos de adversidade (me lembrou a matadora daquelas quartas-de-final contra a Rússia). Entretanto, o jogo de ontem não deve ser avaliado como um referencial para o Osasco, do contrário, serve pra acender o sinal de alerta. Muito embora argúam entrar mais focadas nos jogos, as atletas osasquenses têm demorado pra engrenar nos sets. Ontem elas conseguiram reverter dois sets praticamente perdidos, mas, duvido muito que tal panorama funcionará sempre (exemplo disso foi a final da Copa Sul-Americana).
    Outro fator preocupante está sendo a performance da Fabíola. Nos últimos jogos ela tem oscilado bastante entre momentos pífios e regulares. Tomando por exemplo os últimos 3 jogos: tivemos a imprecisão de seus levantamentos na final da Sul-Americana, no jogo seguinte foi MVP do Osasco pela Superliga e ontem oscilou muito, ora muito boa, ora menos precisa que juvenis (e olha que jogou praticamente o tempo inteiro com passe “A”). Sorte do Osasco que ontem a Ana Maria entrou bem no 2º set e acionou justamente o que a Fabíola tinha esquecido: uma bola de meio (com a Adenízia) e a maioria das outras pra Sheilla, que adorou assumir a responsabilidade e comandar a virada do placar.
    Me lembro que no início da temporada a Fabíola pediu dispensa da seleção pra tratar de questões particulares. Torço fervorosamente que o desempenho atual não seja resultado ou reflexo de tais problemas, haja vista que, jogando bem ou mal, respeito e torço pelas profissionais que representam meu time. Fico na torcida pra que Fabíola retome a boa forma e tenha sensibilidade pra aproveitar da melhor forma possível o plantel de ótimas atacantes que ela tem à disposição em quadra. #GoMolicoOsasco

  • wms

    O Sesi fez uma boa partida, se considerarmos as limitações. Acontece que nesse nível, um time que está fragilizado no potencial de ataque, não pode fraquejar na recepção em momento algum, especialmente se o momento for o da definição. A líbero (e o time) fez grandes defesas, a regularidade na maior parte dos dois primeiros sets deu uma quase-certeza de vitória e Dani Lins jogou bem como sempre. Mas faltou serenidade na hora mais importante, faltou banco, faltou aquele detalhe, entende? O Sesi deu uma de Praia Clube, perdendo pontos em um jogo que poderia ganhar.
    A diferença é que, contra o Praia, o Osasco não foi tão irregular. Ontem foi do inferno ao céu com uma velocidade altíssima: fiquei até me perguntando quando mudaram o time que tava jogando atrás. Os apagões do time de estrelas foram, e continuam sendo, muito preocupantes. Enquanto o osasco não ganhar a superliga de novo, sempre vai ficar aquela sensação de desconfiança por causa da última temporada, afinal, numa sequência de jogos ganhos, vimos a final da Copa Brasil nos lembrando que a instabilidade está vigiando o supertime.
    Agora é pagar pra ver…

MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo