Mari não atua pelo Bolzano neste domingo. E tem substituta em quadra!



Atualizando assunto publicado no início da semana. E que sempre gera muitos comentários.

O Bolzano está enfrentando agora o Novara pelo Campeonato Italiano. E a oposto brasileira Mari não está em quadra.

O jogo marca ainda a estreia da dominicana Gina Mambru como oposto titular do Bolzano.

 

 



  • Fernando Marcelo

    Detalhe que a Dominicana Gina foi pior que a Mari, teve aproveitamento de 29% de 28 bolas virou só 8.

    A levantadora é péssima, outro detalhe que a Brayelin estrela da Rep.Dominicana com 2,00 metros, tem o mesmo rendimento da Mari dentro de quadra. Pela seleção ela tem o rendimento muito maior.

    Enfim, ninguém vai bem neste time, espero que a Mari vá para um time melhor.

    • Jorge

      Já está tentando enterrar a jogadora após um único jogo? Esses fãs lunáticos da Mari são fogo.

      • Fernando Marcelo

        Cadê a interpretação de texto?
        A própria comissão técnica do Bolzano confirmou que foi a Mari que estava acertando contrato com o RC Cannes e Baku. Ela era a capitã do time e tinha o mesmo rendimento da Brayelin.

        A levantadora é péssima, o passe do time idém, todo mundo tá indo mal naquele time, não dá para jogar a culpa em uma única jogadora.

        A própria Gina vai penar muito no time, é a mesma coisa colocar a KIM ou Goncharova para jogar no São Caetano ou no SESI todo desfalcado!.

        • Jorge

          A única declaração oficial do Sudtirol Bolzano em relação a Mari foi: “Precisamos nós livrar dela o mais rápido possível”, está lá na página da equipe para você ver, se prefere acreditar em blogs amadores que não são escritos por jornalistas como o Daniel, boa sorte!

  • Fernando Marcelo

    Alguém sabe o time que a Mari vai atuar?

  • Edu

    Pelas informações parece que foi dispensada.Lamentável, não assisti as suas partidas mas o voleibol é um esporte coletivo e uma jogadora representa um elo dentro de um conjunto sendo impossível carregar um time totalmente nas costas numa temporada completa.Outro fator é que revela que as equipes europeias tem colocado nos contratos uma clausula de dispensa já na metade da temporada caso haja insatisfação de uma das partes.O contrato não vige pela temporada inteira, como era o de costume, e a equipe fica livre para rescindir na metade sem obrigação de pagar o restante do contrato .Logan Tom teve duas noticias nessa temporada.A primeira, a boa, foi eleita pela federação americana de voleibol a maior jogadora de voleibol da história no pais.A segunda, a não tão boa, foi dispensada da equipe de Ankara após dois meses de contrato por insatisfação técnica.A alegação oficial era que o contrato era de três meses de experiencia.Sendo que ela receberia o mês restante a título de compensação.Sei não.Assim como outras atletas estão sendo dispensadas nessa fase da temporada segundo o informadíssimo blog do volei sem fronteiras.Para terminar.Registrar que a Fernandinha, já declaradamente uma ex-atleta, após conhecer a estrutura medica,fisioterápica e os não cuidados específicos de preparação física para uma atleta de sua idade e histórico de lesões especificas que deixaria de receber no Nantes abriu um restaurante vegano (aquele que não se utiliza da proteína animal e nem seus derivados por caráter humanitário e opção de saúde) na cidade do Rio de Janeiro.Esta colocando a mão na massa colaborando no cardápio, fazendo a administração e ajudando no serviço das mesas com a devida e engrandecedora dignidade de preservar o que foi investido em seu “pé de meia ” de atleta.Uma sugestão ao solerte Daniel: um dia fosse almoçar lá (parece que é mais destinado, pela simplicidade, à pessoas que almoçam no horário de trabalho) para tentar obter com detalhes um relato de como foi aquela transição da equipe feminina olímpica na semana final da Olimpíada de Londres.O motim das jogadoras consagradas.A ruptura entre a comissão técnica e o grupo e o que uniu a todos a reverter uma situação dada como perdida.Fernandinha, uma ex atleta participe do grupo e atingida nessa mudança com a retirada da sua recente titularidade provocadora de algumas cosequencias dentro da estabilidade do grupo é reconhecidamente uma pessoa franca e integra que traria um interessante ponto de vista a esse fato que nunca foi detalhadamente revelado ao grande público.E não sendo mais atleta em atividade não teria constrangimento por não estar mais vinculada com a a CBV e nem beneficiaria daquele patrocínio pessoal que amordaça uma opinião mais critica de diversos ex-atletas que trabalham hoje como comentaristas como Virna,Marcelo Negrão, Carlão,Tande e Nalbert.

  • Juliano Castro

    Adiantou nd. O time ja tem duas derrotas. O time vai cair c certeza.

MaisRecentes

Zenit campeão com méritos. “Cubanos” dominam premiação



Continue Lendo

Sada/Cruzeiro sai do Mundial com bronze e cabeça erguida



Continue Lendo

Rodada define confrontos da Copa Brasil masculina



Continue Lendo