Mais um passo para volta do Flamengo ao vôlei



Uma reunião entre clubes e CBV deixou muito bem encaminhada a entrada do Flamengo na próxima Superliga masculina de vôlei.

O Rubro-Negro voltará ao esporte como parceiro da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Mas com um detalhe importante. O clube carioca passará a ser o detentor da vaga, que pertencia aos mineiros pelo desempenho na temporada passada (nono lugar, posição que evita a participação no torneio classificatório em busca de vaga na elite). A mudança de “mãos” foi aprovada ontem pelos demais participantes da próxima competição nacional.

Segundo o blog apurou, a UFJF cuidará da gestão do time, montagem de comissão técnica e elenco. Ao Fla caberá a busca por patrocinadores a partir do uso de sua fortíssima marca. A sede, inicialmente, deverá continuar sendo em Juiz de Fora, mas com alguns jogos da temporada sendo realizados no Rio de Janeiro. Não me perguntem ainda sobre reforços, algo que dependerá do orçamento do projeto neste primeiro ano.

A decisão de trocar a vaga de dono afasta um dos temores do mercado: como detentor do lugar na elite do vôlei, o Flamengo pode fazer um projeto mais consistente e de longo prazo. Não seria mais um aventura de um “clube de camisa”, algo comum durante as duas décadas de Superliga. Cenário que eu já não acreditava, apoiado pela atual política dos esportes coletivos rubro-negros, com modalidades autossustentáveis e sem megalomanias milionárias.

Com a entrada do Flamengo, a próxima Superliga contará com vários clássicos do futebol. O Sada/Cruzeiro defenderá o título, enquanto o São Paulo/Funvic, outra parceria já certa para a temporada, se reforçou com craques da Seleção, como Lucarelli, em busca de quebrar a atual hegemonia celeste. Certamente os duelos Fla x Cruzeiro, Fla x São Paulo e Cruzeiro x São Paulo darão um atrativo especial para o vôlei.



  • Kaio

    Eu já acho péssimo a vaga ser do Flamengo e não da UFJF, se amanhã eles acharam que o projeto deve ir para o Rio, eles vão e deixam a universidade a ver navios.

    • Kaio

      Esqueci do mais importante, o Flamengo, assim como diversos clubes mais famosos pelo futebol, possuem categorias de base em diversas modalidades, por que não começar do zero com seus atletas da casa na SL B? Se esse esquema de parceria for só um atalho para o acesso direto a primeira divisão, é melhor a CBV instituir o sistema de venda de “título esportivo” (vaga na competição) como a liga italiana faz.

      O lado bom disso é o auxílio que o Flamengo pode dar a “profissionalização” da Superliga, na NBB os dirigentes tem voz ativa, acho que não será o caso já esse papel ficou com a UFJF, e lá até as finais da Liga Ouro (divisão de acesso) tem transmissão pela Internet.

      • Mauricio

        Rapaz eu acho que essa parceria dará certo pq o UFJF entrará com a gestão e o Flamengo com o Patrocínio. O Flamengo idealiza algo parecido com o Basquete!!!!!
        Na minha opinião ambos vão ganhar com isso!!!!

      • icaro

        Eu discordo de vc, acho que com os clubes de futebol investindo cada vez mais no volei, só ajuda a valorizar mais, tbm dar mais mídia e aproxima mais o grande pública do nosso esporte.

      • Carlos Almeida

        Kaio, a comissão técnica, dirigentes, elenco, ficará a cargo do UFJF, já a parte dos patrocínios ficará a cargo do Flamengo, já que ele vai “emprestar” a camisa para UFJF, pois a marca Flamengo é bem forte, com isso terá mais dinheiro para contratações, e formar um time competitivo, e JF é uma cidade com bastantes flamenguistas tbm, eu só vejo ganho com essas parcerias, mas para a UFJF do que pro Flamengo .

    • Marcello

      Olha, sinceramente trata-se de uma grande oportunidade para o voley da universidade. Em primeiro lugar, o Flamengo tem forte torcida em Minas, principalmente em Juiz de Fora. Visibilidade, patrocínios, apreço popular, time forte e arquibancada cheia são apenas algumas vantagens que este acordo trará a universidade. Assim como o bem que fará, sob todos os aspectos, para a cidade de Juiz de Fora, atraindo pessoas(público, turistas), publicidades, eventos e outras coisas mais. Lembrando que no último campeonato nacional o time da universidade terminou apenas em 9º, ficando fora dos playoffs. Com este acordo firmado e certeza de trabalho bem feito, em poucos anos a UFJF deixará de ser coadjuvante e passará a ser uma das estrelas principais da próxima liga nacional. Parabéns para esta nova diretoria do FLAMENGO, mais uma tacada certeira.

  • Charles

    Resumindo, vaga no tapetão!

    • Kaio

      Tapetão? Para ter conseguido a vaga as outras equipes tiveram que aprovar.

    • Carlos Almeida

      Que tapetão cara? Isso é permitido nas regras, foi a própria UFJF que propôs essa parceria .

      • Flavio Ferreira

        Meus caros amigos. Vocês ainda dão ibope pra este tipo de comentario de tapetão. Ignora que é melhor. Provavelmente o time desse ai deve ser o tapetense.

        • mariel

          Pra cima deles mengôooooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! o cidadão acima, só pode ser vascaino, o dor de cotovelo kkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • vai virar uma merda.

    Se a UFJF ceder a vaga e o local dos jogos pro Flamengo e Rio, respectivamente, será a maior burrice. O time é Mineiro, a vaga é de um time mineiro. Deveriam fazer uma parceria com o atletico. Como podem ceder pra outro estado? Já esculhambou tudo. Seria espetacular ver os clubes de futebol com times de vôlei na superliga, assim como acontece na turquia. Mas aqui e o brasil. E todo mundo sabe que zona e esse pais.

    • Marcelo

      Espetacular? Você acompanha o campeonato turco? Sempre que duas equipes de camisa se encontram da briga, foi assim no último jogo entre Besiktas e Fenerbahce no masculino e Galatasaray e Fenerbahce no feminino, o jogo teve um atraso de mais de uma hora porque os torcedores foram retirados do ginásio, até líquidos inflamáveis foi na quadra.

    • Rômulo

      Espetacular como na Turquia, onde todo Fenerbahce x Galatasaray tem jogo adiado, interrompido, até com bomba e gente ferida? Não, obrigado. Prefiro essa tal “zona” daqui.

      • Eduardo

        Espetacular as suas palavras. As pessoas tem mania de falar que o Brasil é isso ou aquilo, apenas por preguiça de pensar. Certamente o ser que postou, nem irá ler os nossos comentários, mas que sirva pra outros que pensam igual.

  • E o vasco foi campeao ou não foi

    • Renato

      foi vice…kkkkkkkkkkkkkk

  • E o Vasco foi pra primeira pagina na marra

  • Sergio Roberto Santos

    Apesar de Flamenguista apaixonado, acho temerária esta volta do clube à Superliga.
    O Flamengo tem tradição no Vôlei, mas será que tem estrutura para manter basquete, natação e vôlei? Outra coisa, não se pode falar em projeto de médio prazo em clube, muda a diretoria muda tudo.
    Não sei a opinião das outras pessoas no Blog ou do próprio Daniel, mas para mim o mais importante seria a Superliga ter transmissão de uma TV aberta, com jogos em bons horários e horários fixos para criar publico. Uma boa parceria com uma TV aberta permitiria divulgar o nome do patrocinador, coisa que a Globo? SPORTV não faz e desincentiva as empresas investirem no esporte. Muitas empresas tem interesse em se associar ao vôlei mas não tem estrutura para bancar uma equipe, e poderiam patrocinar as transmissões.
    Deveriam voltar as finais em três jogos e outra coisa seria cobrar pelos ingressos, mesmo que seja pouco, mas cobrar. Seria uma fonte de receita a mais para os clubes.

    • Renato

      Flamengo tradição no volei? kkkkkkkkkkkkkkkkk mau mau tem no futebol

      • Sergio Santos

        Renato. Você sabe o que significa tradição. Não seja bobo

      • Alexandre Coelhão

        Se o Mengão não tem tradição no futebol, imagina times que tem tradição na série B, C, amigon o Mengão NÃO fica mais de 5 anos sem título, já alguns que querem ser maiores na marra ficam 21, 22, 12, 15, etc de anos com bico seco, se é pra rir rí direito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Você provou que não sabe nada sobre o vôlei observe o artigo abaixo:
        “Anos antes da fundação da FIVB- Federação Internacional de Voleibol, o Flamengo formou sua primeira equipe profissional no feminino, sendo um dos clubes fundadores da Liga Metropolitana, conquistando o primeiro título em 1938 .
        A primeira equipe conquistou o pentacampeonato brasileiro e recebeu o título de Campeão dos campeões e o apelido de “Rolinho compressor” e os êxitos desta equipe, elevaram o nome do clube internacionalmente pela primeira vez, quando foram disputar campeonatos do Peru em 1953 e 1956, vencendo todos os jogo, com a mesma supremacia até o final da década de 60, conquistou vários títulos, tal equipe era composta pelas jogadoras : Carmem Castelo Branco, Marina Menezes, Leila Peixoto, Norma Rosa Vaz, Maria Pequenina Azevedo, Marlene Guedes Schenkel, Carmen Marques Pereira, Rosa Maria O’Shea (Rosinha), Lígia Cossenza, Rosy Torres e Vilma Fernandes .
        O elenco feminino do Flamengo sempre tinha um plantel com jogadoras que serviram a Seleção Brasileira de Voleibol Feminino como também ocorreu na década de 70 quando defendeu as cores rubro-negras as jogadoras como: Isabel Salgado, Jacqueline Silva, Regina Villela, Ana Lúcia e Ida e sob o comando do técnico Enio Figueiredo conquistaram o título do Campeonato Brasileiro nos anos de 1978 e 1980 , além do título do Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1981 em Sucre-Bolívia1 .

        Outros nomes também vestiram a camisa rubro-negro como a atacante da seleção principal Fernanda Emerick, a central Mônica Caetano e atletas que mais tarde se destacariam no vôlei de praia como:Maria Clara Salgado Rufino e sua irmã Carolina Solberg. O sucesso do voleibol rubro negro fez com que o ex-judoca Dartagnan Jatobá se tornasse um dos fundadores da “ Raça Rubro Negra” , empurrando o time desde 1982.

        Na história recente do clube vestiram a camisa do Mengão atletas de alto nível como: Virna Dias e Leila Barros e a rivalidade Flamengo e Vasco ocorreu nas quadras de voleibol quando decidiram a final da Superliga Brasileira A na temporada 2000-01, levando a melhor sobre o time cruzmaltino .
        No masculino, o primeiro campeonato carioca veio em 1949. A equipe profissional do mengão no voleibol masculino tinha os seguintes jogadores: John O’Shea, João Cancio, Antônio Pelosi, Helio Cerqueira, Lúcio Figueiredo, Paulo Pinto, Wellington Dias, Luiz Ferreira (Passarinho) , Jonas Souza e Wantuil Costa .

        Nas décadas de 80 e 90 surgiram grandes astros do voleibol nacional e mundial como: Marcus Vinícius, Bernard, Bernardinho e Tande .Na história mais recente do clube, outros jogadores da seleção brasileira também defenderam as cores do Mengão como: Carlos Schwanke, estrelas do vôlei de praia como Pedro Solberg entre outros”.

        E aí clube sem tradição? Imagine se tivesse!Não tinha Rexona e Sada/Cruzeiro que o parasse.

        • Sergio Roberto

          Parabéns Anderson. Você além de tudo foi generoso em esclarecer a questão.

          • Obrigado Sergio Roberto, só quis deixar claro a verdade com fatos verdadeiros que comprovam a real história.

    • Carlos Almeida

      O vice presidente de esportes olímpicos, disse que esses esportes já estão tendo independência financeira, e o Fla voltar pra Superliga é mto bom .

  • Thyago

    Não gostei. Acho que para o Flamengo querer fazer parcerias com alguma UNIVERSIDADE, que seja do Rio, e não de outro estado. Sei que Juiz de Fora fica aqui do lado, mas ficar levando jogo pra lá tem nada a ver. Como disse o Kaio, temos divisões de base, temos uma diretoria do esportes Olímpicos competente, não precisamos de parceria pra crescer no vôlei. O RJX conseguiu ser campeão em uma temporada, em época que iniciou o projeto. Claro que não temos o dinheiro do Eike Batista, mas tudo é um começo. Nosso início no basquete foi difícil e olha aonde já chegamos … Bola fora essa parceria ae hein Flamengo, não gostei, mas pode ser que dê certo.

    • Eduardo

      Thyago, você acompanha o basquete do Flamengo desde quando ? Pesquisa um pouco antes de comentar. Flamengo foi o último campeão nacional, antes da criação da nbb.

    • Carlos Almeida

      O UFJF está precisando de verbas extras para manter o time, o Fla é para atrair patrocínios de peso, o próprio time que procurou essa parceria, ou faz uma parceria com o Fla ou com outro time, ou cai fora da Superliga, e os jogos vão continuar em JF, pensa pro lado dos jogadores tbm, será que eles não querem essa parceria pro time poder continuar ?

  • Euripedes Jr.

    Ginásio pequeno da UFJF , essas parcerias tem que ser para equipes que colocam grandes públicos como Montes Claros , Araçatuba , Campinas , Maringá , Londrina

    • Joao Leonardo

      Euripedes Jr, a UFJF está inaugurando um ginasio pra 3.500 pessoas ate o fim do ano e a prefeitura de JF esta em obras pro ano que vem de outro de 7.000 pesssoas…. ta ruim?

      • Euripedes Jr.

        Já passou da hora

  • Eduardo

    O Flamengo faz um trabalho consistente e com responsabilidade no basquete, o que ajudou muito no desenvolvimento da NBB. Tenho certeza que fará o mesmo na Superliga.

    Ademais, preenche a lacuna deixada pelo time do Eike, retornando uma equipe da Cidade Olímpica na principal competição de Vôlei do país.

    Acho que será bom para todos.

    • Marcelo

      O time é de Juiz de Fora, não do Rio.

      • RJ – JF

        Leia a reportagem novamente: “O clube carioca passará a ser o detentor da vaga, que pertencia aos mineiros.”

        Certamente, haverá jogos na cidade mineira e na capital fluminense, preenchendo a lacuna de jogos citada acima.

        Outro fato importante a ser analisado é a informação da coluna “De Prima” do Lance:

        “Um fato foi crucial para o Flamengo obter uma vaga na Superliga Masculina de Vôlei por meio da parceira com o time da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF): o novo reitor da instituição mineira, Júlio Chebli, que assumiu o cargo em setembro do ano passado, estava disposto a se desfazer da equipe para reduzir as despesas”

  • Eu , acho bom porque vai da renda e ajuda os clubes e arrumar patrocínio pois times.

  • Elcio

    Eu não gostei dessa idéia. O Vôlei UFJF é um projeto de extensão da Faculdade de Educação Física (FAEFID) e tem por objetivo proporcionar um laboratório multi-disciplinar para variados cursos. Esse projeto já rendeu teses e dissertações acadêmicas. O Flamengo certamente vai querer levar os jogos para o RJ, ou então deixar a fase classificatória em JF e levar os jogos de um possível play-off para a capital fluminense. Ou seja, vão deixar osso na em JF e ficar com o filé na melhor hora do campeonato. Foi pra isso que criaram o projeto??? Acho que não. Eu, como juizforano, prefiro jogar a Superliga B do que arriscar a perder ótimos jogos de vôlei dentro de um ou dois anos. Como comentaram anteriormente, o Flamengo tem todas as condições de disputar a categoria de acesso e conquistar a vaga na quadra. A própria UFJF fez isso… Sinceramente, vou ficar muito triste se essa parceria seguir adiante.

    • Joao Leonardo

      Vc deve ser Botafoguense né Elcio…. Juiz de Fora tem sempre este pensamento tacanho mesmo… A parceria vai ser otima…. menos pros vascainos, botafoguenses de JF….. ou vao ter que gritar mengo conta a vontade ! kkkkkk!!!!

      • Marcelo

        Só pela queda no nivel dos comentários já deu para ver como vai péssima essa parceria, o cara coloca vários argumentos para justificar sua ideia e o outro resume a opinião dele a um time oposto.

      • Marcelo

        Só pela queda no nivel dos comentários já deu para ver como vai péssima essa parceria, o cara coloca vários argumentos para justificar sua ideia e o outro resume a opinião dele a um time oposto.

        • Elcio

          Caro João Leonardo, não sou botafoguense e nem vejo futebol… Aliás me abstenho de qualquer comentário sobre esse esporte. Apenas dei a minha opinião como admirador do vôlei e torcedor da UFJF. Reforçando o que eu disse anteriormente: se essa parceria acontecer, em um curtíssimo prazo o Flamengo vai levar todos os jogos para o RJ e o que vai sobrar para nós, juizforanos carentes de esportes de alto nível???? Eu, que assisti a todos os jogos da UFJF nestas quatro temporadas não tenho condições de ir ao estado vizinho para assistir às partidas. Se você tem condições para isso, muito bom…
          Eu só acho que existem alternativas para a Federal conseguir a verba necessária para montar uma equipe competitiva. A Lei de Incentivo ao Esporte existe para isso, basta saber usá-la.

          • Alberto

            Elcio, resumindo… se não houver time que “assuma financeiramente” o time da UFJF ele acaba. Não teremos mais jogos do mesmo jeito.

  • libia

    Daniel boa noite!

    Quando souber que o grupo do sada cruzeiro está completo ou mais saídas posta por favor!

    Obrigada

  • Raffy

    Como mineiro e flamenguista fico muito feliz com essa parceria. Acho que será muito benéfico para ambos e sobretudo para o voleibol brasileiro.

  • Roberto

    Caro Elcio!
    Alguma vez o UFJF passou para os playoffs?
    Se passar na próxima Superliga e o Flamengo quiser trazer os jogos para o Rio, não será nenhum absurdo, pois é ele o de maior peso nessa sociedade.
    Lei de mercado!

    • Elcio

      Caro Roberto, realmente a UFJF nunca passou dos play-offs, nem precisou de parceira para entrar na elite do vôlei. Já que você diz que o Flamengo tem o maior peso nessa possível sociedade, ele então que consiga essa vaga dentro da quadra!!! Só os mais ingênuos não percebem que o Flamengo só quer a vaga e que o projeto da UFJF vai ser descartado na primeira oportunidade… Se você é flamenguista e mora no Rio, ótimo! Mas quem é UFJF e reside em Juiz de Fora vai ficar com o que?????

      • Rex-AnDErSon

        “quem é UFJF e reside em Juiz de Fora vai ficar” com nada se não for a parceria com o Flamengo!
        Você, Elcio, já disse que preferia que UFJF jogasse a liga B a essa parceria, mas e nada, prefere o nada também?
        Simples assim!

  • Pedrin

    Concordo com a maioria dos maioria dos comentários, principalmente no que diz respeito a vaga da UFJF/Flamengo acabar indo para o Rio em uma possível transferência do projeto. É decepcionante para a cidade, que estava abraçando um time TOTALMENTE juizforano, algo novo e que deixava a todos orgulhosos. Agora entra uma paixão clubista, de outro estado, que irá, com certeza, trazer grandes vantagens econômicas, porém que fará com que deixe de ser algo da cidade. Não podemos esquecer que muitos juizforanos que acompanham a UFJF não são flamenguistas ou nem gostam de futebol. Estão pensando muito no lado financeiro e técnico, mas abandonaram os verdadeiros torcedores da UFJF. Caso essa parceria se concretize eu deixarei de acompanhar a UFJF, pois não sou flamenguista, sou JF. É decepcionante!!!!

    • Elcio

      Caro Pedrin, faço minhas as suas palavras. Independente se qual equipe ou esporte: sou JUIZ DE FORA e quero os eventos acontecendo aqui na minha cidade. Ganhando ou perdendo, esporte amador ou profissional, eu quero estar jogando junto…

  • Marcio

    Acho que vai ser bom pro vôlei brasileiro ter uma parceira dessa, si vai dar certo ou não só o tempo pra dizer. Mais desde de já estou torcendo pra que dê certo.

  • Joel Antonío

    A proximidade de Juiz de Fora com o Rio de Janeiro e a influência dos torcedores com os times cariocas facilitou o acordo. É bom para o volei brasileiro e é bom para Juiz de Fora. A UFJF tem uma história linda na formação de acadêmicos em diversas áreas, uma instituição de credibilidade. O cenário favorece, e muito, uma parceria com a administração séria como é atualmente a do Flamengo.

  • Mário Rodrigues

    A parceria veio em boa hora, e será muito bom para os dois! O resto dos comentários é dor de cotovelo sim !!! Lembrando que não importa o estado que será sede do Flamengo, porque o Flamengo só foi do Rio acho que nos anos 20 !! De la pra cá O FLAMENGO é DO BRASIL – FLAMENGO/BR

  • Riller Marinho

    Daniel,
    O flamengo tentando montar um time de volei ainda essa temporada, nao será uma equipe competitiva nao acha? Afinal essa grande demora acaba fechando cada vez mais o mercado para contratacoes mesmo que consiga um bom patrocinio, ate mesmo estrangeiros seria ruim, ja que so poderiam. Nao concorda?

    • Daniel Bortoletto

      ainda dá pra montar time bom no masculino. mas precisa ser já.
      Imagine Marlon, Dante, João Tavares, Alan…

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo