Mais um 3 a 0 e a briga pelo título fica restrita



A mudança no estilo do rival não foi capaz de atrapalhar a caminhada brasileira na fase final do Grand Prix. Mais um 3 a 0, agora em cima da Itália, parciais de 25-16, 26-24 e 25-11.

E a Seleção atinge os nove pontos, sem perder nenhum set, mantendo-se na liderança, seguida por China, com oito, e Sérvia, com seis. E são justamente os próximos dois e últimos rivais em Sapporo, no Japão. Na próxima madrugada, vencer as europeias vai restringir a briga apenas com as asiáticas (desde que a China também vença na rodada).

Depois de pegar um rápido asiático em um dia, foi a vez de duelar com o ataque mais alto e forte da Itália. Sheilla desta vez foi titular no lugar de Monique. No primeiro e terceiro sets, domínio total e absoluto, deixando a vitória encaminhada antes mesmo do segundo tempo técnico.

Uma jogadora que tem mostrado uma regularidade incrível nesta fase final é a central Thaisa. Pouco utilizada na fase de classificação, ela tem sido decisiva no bloqueio. Nesta madrugada, também brilhou no saque. No total, foram 16 acertos (sete de ataque, quatro de bloqueio e cinco de saque).

 Contra a Sérvia, o estilo de jogo será parecido com o da Itália. A diferença é o momento das principais atacantes: Brakocevic e Mihajlovic. A dupla merece atuação especial. Pelo empenho e foco do time nos três primeiros jogos, porém,  as sérvias terão vida duríssima.



MaisRecentes

Dentil/Praia Clube confirma presença no Mundial



Continue Lendo

Seleções disputarão amistosos pelo país antes dos Mundiais



Continue Lendo

O adeus do genial genioso Ricardinho



Continue Lendo