Lucarelli: o garoto que jogou como gente grande



Lucarelli é o caçula da atual Seleção: 23 anos. Nesta quinta, no Maracanãzinho, na partida que poderia marcar a eliminação do Brasil da Liga Mundial, demonstrou maturidade de gente grande e foi o nome da vitória sobre os Estados Unidos, por 3 sets a 1.

Você até pode contestar o primeiro parágrafo deste texto, alegando que Lipe, que entrou no decorrer terceiro set, foi o cara do jogo. Ele foi importante mesmo, verdade, incendiando o time com vibração ao fazer pontos decisivos, como escrevi na crônica do duelo já publicada no blog. Mas Lucarelli, no geral, jogou mais.

O ponta terminou o duelo com 21 pontos (atrás apenas de Matt Anderson, com 30), e um aproveitamento de 52% no ataque. Números consideráveis, levando em consideração que Bruninho usou Lucarelli como seu “homem de segurança”. Quando o passe não saiu (e foram várias as vezes que os americanos quebraram a recepção brasileira no saque), o ponta foi a opção. E deu conta do recado.

O amadurecimento foi enaltecido após o jogo por Bruninho, o capitão, e por Bernardinho.

– Hoje ele está entre os cinco melhores atacantes do mundo. Fico muito contente pelo progresso que ele vem demonstrando. Mas ainda tem muito para dar. É só o início – elogiou o levantador.

– Tive a oportunidade e a honra de trabalhar com alguns dos maiores ponteiros deste país. Como jogador, com Renan e Bernard, dois dos grandes da história. Como treinador, com Giovane, Nalbert, Dante e Giba… Em capacidade técnica, Lucarelli não deve nada para eles. Tem potencial para entrar para a história como um destes grandes citados – reforçou o treinador, que citou o trabalho que vem sendo nos últimos três anos com o ponta, desde que foi levado para Londres, em 2012, como observador, para vivenciar a experiência olímpica com foco na Rio-2016.

Lucarelli vem mesmo sendo trabalhado nos últimos anos para assumir uma posição até certo ponto carente para quem já teve tantos craques nos ciclos olímpicos recentes. Deixou de ser o menino formado pelo Minas, transferiu-se para o Sesi, foi criticado em alguns momentos, e busca agora atingir agora um nível de excelência, para poder se transformar em referência da atual Seleção.

Nesta sexta-feira, para seguir na briga pelo título, o Brasil não precisará dos ataques do tão elogiado Lucarelli. Terá de torcer para algumas possibilidades de resultado para França x EUA. Triunfo por qualquer placar dos franceses ou 3 a 0 e 3 a 2 a favor dos americanos classifica a Seleção. Se der 3 a 1 para os EUA, os três times ficarão empatados e a decisão sairá nos pontos average (divisão dos pontos feitos pelos sofridos).



  • Alex Lima

    Imagina em Leal ao lado dele??? Time pra 2016:
    Bruninho
    Riad
    Leal
    Wallace
    Sidao
    Lucarelli

    Rafael
    Lucao
    Dante
    Evandro
    Serginho
    Murilo

    • Ivan

      Realmente, seria ótimo o leal. Mas cadê o Lipe nesse elenco?

      • Alex Lima

        Lipe não é confiável… Não é constante. E o passe não é lá essas coisas.

    • Danilo Ferreira

      Murilo?
      só se for de libero..

    • Hebert Freitas

      Acho bom colocar o Leal e mais uns 5 cubanos. Pois a seleção brasileira de vôlei masculino está um lixo!

  • Maysa

    Vi muitas pessoas, muitos veículos elogiando e colocando o Lipe como herói e ignorando o que o Lucarelli fez no jogo de hoje! Parabéns pelo texto, Daniel. Hoje o menino arrebentou e temos que nos lembrar de valorizar isso! 🙂

  • Jaque

    Adoro o Lucareli!! Vida longa e próspera para ele. 🙂

  • Guilherme

    Não é de hoje que Lucareli tem carregado este time nas costas. Agora, não dá mais pra ignorar isso. Só que a seleção não pode ter apenas ele como ponteiro – já que Murilo deixa a equipe manca. Parece que passou em concurso público, tem vaga garantida e não entendo o que passa pela cabeça de Bernardinho. Outro que fosse 50% do que está sendo Lucareli, levaria de volta o Brasil para o topo e com grandes chances novamente de vitórias que não vêm desde 2010.

  • Primeiramente parabéns ao Lucarelli pela boa fase em que está e por colocar em prática o que vem aprendendo. Em segundo lugar , ontem quando li alguns comentários de que iriamos perder dos americanos , levar surras e tudo mais, achei exagerado, porque os brasileiros tiram forças de onde não há e conseguem reverter placares e situações adversas. Aos que tanto criticaram deveriam apoiar um esporte que nos trouxe alegrias e popularidade.Saibam criticar com respeito e dignidade, porque acredito que um de vocês que julgam de forma agressiva e com insultos não fazem um terço de algo produtivo para melhoria de nosso país. Em terceiro fiquei surpreso com a declaração do Bernardino em citar os melhores ponteiros que já trabalhou e o nome do Murilo não aparecer. Hoje minha seleção seria um pouco diferente desta .Levantadores ( Raphael e Willian ), Ponteiros ( Lucarelli, Lucas Loh,Dante , Mão e Ricardo ) e caso consiga naturalização do Leal sem sombra de duvida Leal no lugar de Ricardo, Oposto ( Wallace), porque iria treinar o Lucão como oposto e somente em inversões de 5x 1 entraria até acostumar na nova função, Meios ( Riad, Isaac e Eder) liberos (Serginho e Tiago ) , treinando com a equipe para pegar experiência levantadores Murilo e Tiago (Sesi), oposto Renan e Rafael , meios Flavio e Otávio, ponteiros Douglas, Ale ( (CANOAS), João , Batagin , Canuto . Não estariam em minha lista Murilo, Lipe, Vissoto, Evandro, Sidão,Mario Junior,Bruninho , pois são jogadores de um jogo só , porque no próximo não conseguem repetir ou dar sequencia . Eu só queria ver um pouco mais de vontade por parte de alguns jogadores fazer o que gostam e sentem prazer que é jogar volei por amor ao esporte e a nação como faziam jogadores de outroras.

  • Infelizmente não vejo muito futuro para o Lucarelli ,não porque ele é ruim ou deixa a desejar, mas pelo contrário porque não há outro para dividir a responsabilidade e com isso aos 30 anos será um jogador cheio de lesões devido ao desgaste físico. Que apareça um companheiro para dividir está tarefa. Bernadinho para de ser teimoso e treina logo o Lucas Loh, colocar o Lipe com 32 anos para jogar é matar um futuro promissor daqueles jovens que podem render, mas acho que você tem medo de arriscar. O Lipe jó está jogando porque foi banco até os 28 / 29 anos nos times que jogou. Quem não lembra dele afinando no extinto Rio de Janeiro quando o Marlon era levantador? Fora que não lembro de o mesmo fazer um jogo bom em final Lipe e Tiago Alves só mudam o nome porque render mesmo não consigo ver. Minha visão de futuro ; treinar o Wallace e Renan como ponteiro e Lucão oposto e tentaria trazer para a quadra o jogador de volei de praia Evandro.

  • Stefan

    Brasil caiu fora hein! Acaba de sair o resultado e segundo o Sportv o point average desclassificou a seleção.

  • Guilherme

    Pena que apenas Lucareli, agora com 23, teve espaço nesta seleção do Brasil. Olhem o Ata e o levantador da Sérvia; o Sander, o Russel, o levantador e outros dos EUA; o central de 2,10 e meio da França…apenas pra citar alguns. Ou seja: aqui, não se renova, não se confia, não se retira os donos da bola….

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo