Lucarelli: o garoto que jogou como gente grande



Lucarelli é o caçula da atual Seleção: 23 anos. Nesta quinta, no Maracanãzinho, na partida que poderia marcar a eliminação do Brasil da Liga Mundial, demonstrou maturidade de gente grande e foi o nome da vitória sobre os Estados Unidos, por 3 sets a 1.

Você até pode contestar o primeiro parágrafo deste texto, alegando que Lipe, que entrou no decorrer terceiro set, foi o cara do jogo. Ele foi importante mesmo, verdade, incendiando o time com vibração ao fazer pontos decisivos, como escrevi na crônica do duelo já publicada no blog. Mas Lucarelli, no geral, jogou mais.

O ponta terminou o duelo com 21 pontos (atrás apenas de Matt Anderson, com 30), e um aproveitamento de 52% no ataque. Números consideráveis, levando em consideração que Bruninho usou Lucarelli como seu “homem de segurança”. Quando o passe não saiu (e foram várias as vezes que os americanos quebraram a recepção brasileira no saque), o ponta foi a opção. E deu conta do recado.

O amadurecimento foi enaltecido após o jogo por Bruninho, o capitão, e por Bernardinho.

– Hoje ele está entre os cinco melhores atacantes do mundo. Fico muito contente pelo progresso que ele vem demonstrando. Mas ainda tem muito para dar. É só o início – elogiou o levantador.

– Tive a oportunidade e a honra de trabalhar com alguns dos maiores ponteiros deste país. Como jogador, com Renan e Bernard, dois dos grandes da história. Como treinador, com Giovane, Nalbert, Dante e Giba… Em capacidade técnica, Lucarelli não deve nada para eles. Tem potencial para entrar para a história como um destes grandes citados – reforçou o treinador, que citou o trabalho que vem sendo nos últimos três anos com o ponta, desde que foi levado para Londres, em 2012, como observador, para vivenciar a experiência olímpica com foco na Rio-2016.

Lucarelli vem mesmo sendo trabalhado nos últimos anos para assumir uma posição até certo ponto carente para quem já teve tantos craques nos ciclos olímpicos recentes. Deixou de ser o menino formado pelo Minas, transferiu-se para o Sesi, foi criticado em alguns momentos, e busca agora atingir agora um nível de excelência, para poder se transformar em referência da atual Seleção.

Nesta sexta-feira, para seguir na briga pelo título, o Brasil não precisará dos ataques do tão elogiado Lucarelli. Terá de torcer para algumas possibilidades de resultado para França x EUA. Triunfo por qualquer placar dos franceses ou 3 a 0 e 3 a 2 a favor dos americanos classifica a Seleção. Se der 3 a 1 para os EUA, os três times ficarão empatados e a decisão sairá nos pontos average (divisão dos pontos feitos pelos sofridos).



  • Alex Lima

    Imagina em Leal ao lado dele??? Time pra 2016:
    Bruninho
    Riad
    Leal
    Wallace
    Sidao
    Lucarelli

    Rafael
    Lucao
    Dante
    Evandro
    Serginho
    Murilo

    • Ivan

      Realmente, seria ótimo o leal. Mas cadê o Lipe nesse elenco?

      • Alex Lima

        Lipe não é confiável… Não é constante. E o passe não é lá essas coisas.

    • Danilo Ferreira

      Murilo?
      só se for de libero..

    • Hebert Freitas

      Acho bom colocar o Leal e mais uns 5 cubanos. Pois a seleção brasileira de vôlei masculino está um lixo!

  • Maysa

    Vi muitas pessoas, muitos veículos elogiando e colocando o Lipe como herói e ignorando o que o Lucarelli fez no jogo de hoje! Parabéns pelo texto, Daniel. Hoje o menino arrebentou e temos que nos lembrar de valorizar isso! 🙂

  • Jaque

    Adoro o Lucareli!! Vida longa e próspera para ele. 🙂

  • Guilherme

    Não é de hoje que Lucareli tem carregado este time nas costas. Agora, não dá mais pra ignorar isso. Só que a seleção não pode ter apenas ele como ponteiro – já que Murilo deixa a equipe manca. Parece que passou em concurso público, tem vaga garantida e não entendo o que passa pela cabeça de Bernardinho. Outro que fosse 50% do que está sendo Lucareli, levaria de volta o Brasil para o topo e com grandes chances novamente de vitórias que não vêm desde 2010.

  • Primeiramente parabéns ao Lucarelli pela boa fase em que está e por colocar em prática o que vem aprendendo. Em segundo lugar , ontem quando li alguns comentários de que iriamos perder dos americanos , levar surras e tudo mais, achei exagerado, porque os brasileiros tiram forças de onde não há e conseguem reverter placares e situações adversas. Aos que tanto criticaram deveriam apoiar um esporte que nos trouxe alegrias e popularidade.Saibam criticar com respeito e dignidade, porque acredito que um de vocês que julgam de forma agressiva e com insultos não fazem um terço de algo produtivo para melhoria de nosso país. Em terceiro fiquei surpreso com a declaração do Bernardino em citar os melhores ponteiros que já trabalhou e o nome do Murilo não aparecer. Hoje minha seleção seria um pouco diferente desta .Levantadores ( Raphael e Willian ), Ponteiros ( Lucarelli, Lucas Loh,Dante , Mão e Ricardo ) e caso consiga naturalização do Leal sem sombra de duvida Leal no lugar de Ricardo, Oposto ( Wallace), porque iria treinar o Lucão como oposto e somente em inversões de 5x 1 entraria até acostumar na nova função, Meios ( Riad, Isaac e Eder) liberos (Serginho e Tiago ) , treinando com a equipe para pegar experiência levantadores Murilo e Tiago (Sesi), oposto Renan e Rafael , meios Flavio e Otávio, ponteiros Douglas, Ale ( (CANOAS), João , Batagin , Canuto . Não estariam em minha lista Murilo, Lipe, Vissoto, Evandro, Sidão,Mario Junior,Bruninho , pois são jogadores de um jogo só , porque no próximo não conseguem repetir ou dar sequencia . Eu só queria ver um pouco mais de vontade por parte de alguns jogadores fazer o que gostam e sentem prazer que é jogar volei por amor ao esporte e a nação como faziam jogadores de outroras.

  • Infelizmente não vejo muito futuro para o Lucarelli ,não porque ele é ruim ou deixa a desejar, mas pelo contrário porque não há outro para dividir a responsabilidade e com isso aos 30 anos será um jogador cheio de lesões devido ao desgaste físico. Que apareça um companheiro para dividir está tarefa. Bernadinho para de ser teimoso e treina logo o Lucas Loh, colocar o Lipe com 32 anos para jogar é matar um futuro promissor daqueles jovens que podem render, mas acho que você tem medo de arriscar. O Lipe jó está jogando porque foi banco até os 28 / 29 anos nos times que jogou. Quem não lembra dele afinando no extinto Rio de Janeiro quando o Marlon era levantador? Fora que não lembro de o mesmo fazer um jogo bom em final Lipe e Tiago Alves só mudam o nome porque render mesmo não consigo ver. Minha visão de futuro ; treinar o Wallace e Renan como ponteiro e Lucão oposto e tentaria trazer para a quadra o jogador de volei de praia Evandro.

  • Stefan

    Brasil caiu fora hein! Acaba de sair o resultado e segundo o Sportv o point average desclassificou a seleção.

  • Guilherme

    Pena que apenas Lucareli, agora com 23, teve espaço nesta seleção do Brasil. Olhem o Ata e o levantador da Sérvia; o Sander, o Russel, o levantador e outros dos EUA; o central de 2,10 e meio da França…apenas pra citar alguns. Ou seja: aqui, não se renova, não se confia, não se retira os donos da bola….

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo