Líder cede set, mas segue com aproveitamento perfeito



O líder invicto Dentil/Praia Clube voltou a dar mostras de sua força na temporada 2017/2018 da Superliga feminina. Em Uberlândia, na noite desta sexta-feira, vitória sobre o Vôlei Nestlé por 3 sets a 1 (25-17, 28-26, 20-25 e 25-16).

O resultado mantém as mineiras mais líderes do que nunca, agora com 27 pontos. A diferença para o rival desta nona rodada agora é de nove pontos. Bem considerável a margem entre Praia e Vôlei Nestlé antes de a competição atingir a metade da fase de classificação!

Comparem as campanhas entre os dois candidatos ao título até aqui:

Vitórias: Praia 9 – 6
Derrotas: Vôlei Nestlé 3 – 0
Sets vencidos: Praia 27 – 23
Sets perdidos: Vôlei Nestlé 15 – 1

O troféu VivaVôlei Cimed foi dado para Fê Garay, autora de 17 pontos. Mas a ponta fez questão de entregá-lo para a líbero Suelen. A maior pontuadora foi a americana Fawcett, com 22.

– Foi um jogo muito difícil e que exigiu muito de nossa equipe. O poderio ofensivo do Vôlei Nestlé é fenomenal, assim como o forte bloqueio, mas nossa equipe se portou bem. Tanto no primeiro quanto no segundo set. As meninas tiveram paciência para aguentar a pressão e recuperar os pontos. Foi uma partida muito importante pela vitória, pelos três pontos e, principalmente, pela exigência que o adversário nos causou. Precisamos crescer cada vez mais! Foi importante passarmos por dificuldades para que a equipe crie um lastro e comece a ter um equilíbrio e padrão de jogo cada vez mais eficiente – analisou Coco, ainda cobrando evolução do líder da Superliga.

Pelo time de Osasco, Tandara fez 16. A ponta, que jogou parte do jogo na saída de rede, foi perseguida durante todo o jogo pela torcida do Praia, com direito ao animador do ginásio puxando os gritos. E o “saca na Tandara” foi a estratégia do Praia no início do confronto. Deu certo, a ponto de Luizomar de Moura alterar a estrutura da equipe com a peruana Leyva entrando na linha de passe com Mari Paraíba, deixando Tandara mais livre para atacar. A alteração equilibrou as ações, mas não o suficiente para impedir a nona vitória seguida do time de Paulo Coco.

Vale lembrar que Tandara tem uma relação delicada com o Praia. Ela processa o clube na área trabalhista desde 2015, alegando fraude contratual. Na última semana a discussão chegou ao Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília, com vitória para o clube.

A derrota (em quadra) deixou o Vôlei Nestlé com companhia na pontuação. O Hinode/Barueri chegou aos 18 pontos neste sábado, após bater, fora de casa, o Bauru no tie-break. A vantagem do time de Osasco é no set average. Existe a possibilidade de tríplice empate com 18 pontos caso o Camponesa/Minas vença, neste domingo, o Sesc por 3 a 0 ou 3 a 1.



  • AfonsoRJ

    A menos que ocorra uma verdadeira HECATOMBE em Uberlândia, vai ser difícil o Praia deixar de ser campeão nessa temporada. Ou um verdadeiro MILAGRE de algum outro time.
    E antes que digam que há precedente com o time do Rio vencendo a suprliga no tempo em que o Osasco era praticamente a seleção recém campeã olímpica e o time campeão do mundo, é bom lembrar que o técnico do Osasco era o Luizomar, enquanto que o técniico dp Praia é o Paulo Coco…

    • marcelo ferreira

      Acho que ainda é cedo pra cravar que o Dentil será campeão, é vdd que elas estão jogando muito, mais acho quem temos além do Dentil mais quatro times com chances de serem campeã!!! Então é esperar pra ver

MaisRecentes

Dia de aplaudir o Zenit Kazan



Continue Lendo

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo