Levantadora será convidada para assumir cargo na Seleção



Assim que se aposentar das quadras, em maio, Fofão já poderá assumir um cargo fora delas. Basta dizer sim ao técnico da Seleção Brasileira.

– Pretendo no futuro convidá-la para ser assistente na Seleção feminina. Eu não consegui convencê-la a voltar para a Seleção e participar da Olimpíada. Então vou tentar fazer com que ela participe dos Jogos de 2016 ajudando as meninas do lado de fora, passando tudo o que ela sabe e tem de conhecimento – revelou José Roberto Guimarães ao blog.

Depois de conquistar o ouro olímpico em Pequim-2008, Fofão decidiu deixar a Seleção. Achava que a carreira estava prestes a acabar. Apesar de se manter em alto nível, não aceitou voltar e disputar os Jogos de Londres, em 2012.

Confira a íntegra da entrevista com a levantadora: http://www.lancenet.com.br/volei/tiver-experiencia-tecnica-aproveitar-Fofao_0_1344465650.html



  • fernando carneiro

    Parabens Zé pela atitude, Fofão vc merece tudo……………..

  • Léo

    vai ensinar as levantadoras como jogar.

  • Renato

    Essa foi a melhor notícia dos últimos tempos para a seleção feminina de volei, pois as coisas não andam muito bem por lá. A Fofão vai poder ensinar as outras jogadoras como manter um padrão de levantamento com passes ruins e a usar a inteligência dentro de quadra, pois nossas atuais levantadoras são totalmente dependentes de passe.

    Vamos torcer para ela aceitar esse convite.

  • Billy

    ZRG(um misto de boboca e arrogância)Ele…na verdade só quer a Fofão na sua comissão técnica pois ela é tímida e submissa(assim ele pode continuar mandando e desmandando…como é de praxe).Porque não chama alguém temperamental!??Tomara que a Fofão não aceite,pois continuar tolerando esse técnico é demais prá qualquer um.Podem discordar de mim quem quiser…(estou aberto à críticas contrárias do meu ponto de vista) Abraços…

    • Juliano

      Fofão coloca o Bernadinho no bolso. Se ela fala x, é x e pronto acabou. Dá para ver isso nos tempos técnicos.

      Se ela coloca o Bernadinho e sua comissão no lugar, o que dirá do Zé Ruela, né?

      • Billy

        Será mesmo Juliano!!??Tomara…e gostei do Zé Ruela(é a cara dele mesmo).Pessoal(amigos)do blog estamos numa democracia e que bom que há opiniões divergentes(o que seria se todos tivéssemos a mesma opinião e concordássemos com tudo,não é mesmo!!??)Eu gosto de todo mundo que gosta de v ôlei(mesmo os que discordam de mim)…pois temos isso em comum:somos todos torcedores do vôlei brasileiro.Gente vamos interagir mais nos comentários-quem quiser é lógico-(assim o blog fica mais divertido).Um grande abraço á todo mundo.

    • DENIS

      CONCORDO PLENAMENTE, É TAMBEM UM DESMERCIMENTO AOS ASSISTENTES TÉCNICOS QUE JÁ COMPOEM A SELEÇÃO, SERIA TAMBÉM OUTRO DEMERITO A DANIS LINS E FABIOLA SE ELA ACEITASSE VOLTAR A SELEÇÃO… TUDO PASSA JOGADORES NOVOS E TALENTOSOS CHEGAM… OBRIGADO FOFÃO PELOS SEUS SERVIÇOS A SELEÇÃO… AGORA VAI TER FILHOS E CUIDAR DA SUA FAMILIA…

  • Jairo(RJ)

    Acho que Fofão ficará dividida. Para a seleção um ganho e tanto, mas e a vida pessoal ?
    A seleção ganhará e o Zé já deve estar com contrato pronto.

    • wms

      Pela trajetória dela até aqui, acho que ela é uma dessas pessoas que vivem enquanto fazem o que gostam (mas numa intensidade maior que o comum). É como aqueles professores que fazem pesquisa nas Universidades: Ficam até uma década aposentáveis, finalmente se aposentam, mas continuam no posto de trabalho e tocando projetos novos até o fim. Acho que Fofão está nessa linha mesmo, ou do contrário não estaria até agora nas quadras com a mesma paixão e dedicação. Se ela deixar esse tipo de oportunidade passar, o impacto pessoal pode ser mais negativo que positivo.
      Como fã de vôlei, espero que ela continue no pedaço, especialmente na Seleção.

  • Edu

    Fofão numa comissão de alto nível e principalmente trabalhando para a evolução das levantadoras da seleção é justificável.o que esta estranho nessa CBV e empregar ao mesmo o Gigio(que lutava por dois anos para treinar alguma equipe), o Renan e o Radamés para praticamente exercerem funções co-relatas com salários próximos a 40 SM cada um.Fora aquele absurdo de colocarem trinta ditos profissionais no treinamento das duplas fixas de praia.Coisa que abandonaram pela sandice e insanidade.

MaisRecentes

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo

Coluna: A imprevisível Superliga feminina



Continue Lendo