Larissa e Talita arrebentam, Rexona-Ades estreia com título, levantador muda de time. Um resumão do fim de semana



Larissa e Talita festejam título (FIVB/Divulgação)

Larissa e Talita festejam título (FIVB/Divulgação)

Vôlei e vôlei de praia tiveram dias movimentados no fim de semana.

Além do encerramento da primeira fase do Campeonato Mundial da Itália e as projeções que já postei para a etapa seguinte (http://blogs.lancenet.com.br/volei/2014/09/28/o-cenario-da-segunda-fase/), destaco aqui alguns temas importantes:

1) Larissa e Talita conquistaram mais uma etapa do Circuito Mundial: o Grand Slam de Barueri (SP). Impressiona como elas, que se juntaram em junho, se entrosaram rapidamente e estão conseguindo bons resultados. O título foi o quinto consecutivo (três no Circuito Mundial e duas no Circuito Banco do Brasil) e assim elas somam 32 jogos de invencibilidade (leia a nota publicada pelo LANCE!Net: http://www.lancenet.com.br/volei/TalitaLarissa-campeas-Grand-Slam-Barueri_0_1220277996.html

Ainda é cedo, mas o Brasil parece ganhar uma possibilidade real de medalha na Olimpíada de 2016.

2) Ricardo e Emanuel, juntos novamente após cinco anos de separação, também estão mostrando força neste início de corrida olímpica. Os quarentões foram vice em Barueri, perdendo para os holandeses Nummerdor (aquele mesmo) e o gigante Varenhorst, de 2,12m. Veja mais: http://www.lancenet.com.br/mais-esportes/Ricardo-Emanuel-Grand-Slam-Barueri_0_1220277992.html

Caso os campeões olímpicos mantenham a vitalidade até 2016, terão boa chance de estar entre os representantes brasileiros nos Jogos do Rio.

Para encerrar o tema vôlei de praia, não deixa de ser estranho um país com litoral tão lindo e extenso ter a sua maior competição na Grande São Paulo.

3) Em sua estreia na temporada 2014/2014, o Rexona-Ades conquistou o título de um quadrangular disputado em Brasília. O time carioca, desfalcado das selecionáveis que estão no Mundial, derrotou o time da casa e o Camponesa/Minas, perdendo para o Dentil/Praia Clube. A decisão do título aconteceu no desempate por sets vencidos contra a equipe de Uberlândia. A oposto Andreia, ex-Pinheiros, uma das novidades do time, precisou quebrar um galho na ponta, para mininizar os desfalques. Fofão, Fabi e Juciely estiveram em quadra.

Festa do Rexona-Ades (Divulgação)

4) Nas quartas de final do Paulista masculino, os favoritos Funvic/Taubaté, Sesi e São José dos Campos saíram na frente de Rio Claro, São Bernardo e Santo André, respectivamente, com vitórias fora de casa. O Brasil Kirin, melhor da fase inicial, já está na semifinal.

5) No feminino, o Molico/Osasco ainda sofre para engrenar sem suas selecionáveis. Mesmo com Mari e a cubana Carcaces, vitória suada sobre o São Caetano, no tie-break.  http://www.lancenet.com.br/volei/MolicoOsasco-Caetano-virada-Paulista-Volei_0_1219678121.html

6) Pelas redes sociais, o levantador Murilo Radke anunciou sua transferência para o Budva, de Montenegro, time treinado por Slobodan Boskan, ex-jogador da seleção da Sérvia. Presença constante em convocações de Seleções menores e visto como opção para renovação da posição, ele ficou sem espaço no país após fazer uma temporada regular pelo Canoas. Que ele possa fazer uma boa temporada para se recolocar em um centro mais relevante do vôlei mundial.

7) O Sada/Cruzeiro conquistou pela terceira vez o título do Torneio de Irvine, nos EUA. O cubano Leal foi eleito o melhor jogador da competição.

 



  • Mihajlovic continua no Rio essa temporada?

    • Daniel Bortoletto

      não

  • Edu

    Caro Daniel duas informações adicionais.Primeira, parece não ter sido bom negocio a Brasil Kirin ter vencido de forma invicta a primeira fase do paulista e garantindo seu acesso direto nas semis.Quase certo nesta fase cruzar com o Sesi , acrescido agora de Lucão ,Murilo,Lucarelli nas semi finais.O ponteiro Thiago Alves , depois de receber uma declaração amorosa publica, para justificar sua viagem ao Brasil, da central recém cortada da seleção estadunidense, Lauren Gibbemeyer, deixa o Taubaté depois de apenas dois meses de clube.Thiago perdeu nesse período a posição de titular na equipe para seu xara Thiago Sanz e volta a jogar a temporada japonesa a partir de novembro.

    • Euripedes Junior

      Será que o Thiago Alves não fez um “bico” pra não ficar parado ?

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo