Juciely rouba a cena no encontro de Zé Roberto x Bernardinho



Juciely fez a diferença na vitória da Unilever sobre o Vôlei Amil, na noite desta terça, em Campinas, por 3 a 1 (25-23, 25-21, 20-25 e 25-15).

A central anotou nove (é isso mesmo!) dos seus 15 pontos no bloqueio, uma marca extraordinária. Com o desempenho acima da média no fundamento, Juciely foi decisiva para parar o forte ataque campineiro, que teve na búlgara Vasileva, com 18 pontos, seu destaque. O restante da time colaborou com mais sete pontos no block, que inclusive foi o total feito pela equipe da casa.

Impressiona também no time carioca a distribuição dos pontos, mérito grande da levantadora Fofão. Mais três jogadoras passaram dos dois dígitos: Logan Tom e Natália, com 16 acertos, e Sarah Pavan, com 13.

Infelizmente estava em um evento da Ferrari, com Felipe Massa presente, no Rio, e não consegui ver o esperado duelo pela TV. Pelo que li, o encontro de Bernardinho e Zé Roberto foi o esperado, com um aperto de mão e nada mais. Sinceramente, não imaginava que fosse diferente disso.

Dando uma olhada nos números, algumas coisas me chamam a atenção para o bem e para o mal. Quero ouvir de vocês, que viram o jogo, as impressões:

– Apenas seis pontos de Pri Daroit, muito aquém de suas possibilidades.

– Natália aparenta não sofrer mais os efeitos dos problemas na canela.

– O duelo entre Fofão e Fernandinha foi desigual

– Vasileva vai dar muito trabalho para as defesas e bloqueios rivais nesta Superliga



  • cleverton

    Olha todas as suas impressões estão certas. Destaque para Natália que enfim desencantou e acho que tem muito ainda para vir. Confronto desigual entre Fernanda e Fofão devido ao passe, Amil péssima nesse fundamento. Bloqueio não sei mas acho que foi circunstâncias do jogo, pode se repetir com times inferiores, mas Juciely não repetira o mesmo desempenho e, por último Vasileva, ela vai dar trabalho apostem.

    • lucas

      procura Juciely, o paredão da unilever o yt… ela repetiu os 9 bloqueios duas temporadas atrás contra o OSASCO. fim.

  • Volleyball Motorsports

    É bem isso mesmo. A Daroit segue devendo. Natália foi peça fundamental na vitória de ontem, virando boas bolas; pelo jeito, problemas na canela ficaram pra trás. Fofão, mesmo com 42 anos, jogou o fino da bola, ofuscando a Fernandinha, que tinha se destacado contra o Sollys/Nestlè. E quanto à bela búlgara Vasileva, é isso mesmo, vai dar um baita trabalho pras equipes adversárias, que têm que se arrumar na defesa.

  • Fabiano Gomes

    A Vasileva impressionou desde o primeiro ataque. Ela tem potência acima da média para o feminino e boa técnica também. Quanto à Sara, ainda não deu pra ver tudo, mas foi desencantando a partir do 3º set e também mostra uma força muito grande no ataque, porém, com menos técnica que a búlgara. Natália mostra que já chegou, mas ainda vai crescer mais (segundo o próprio Bernardinho, ela é a principal contratação do time). Fofão deu um showzaço, nem parece que tinha parado de jogar e que tá com 42. Eu daria o prêmio de melhor em quadra pra Juciely pelos nove pontos de bloqueio, que foram impressionantes. No mais, acho que Unilever, pra contrariar o Bernardinho, vai ter que começar a conviver com o status de favorito (sim, acho que elas tem plenas condições de vencer o outro favoritaço, Osasco).

  • Roger Federer

    Assisti ao jogo e posso afirmar que o fator determinante para esse resultado foram os erros principalmente os de saque que deixou a equipe de campinas em desvantagem nesse jogão.Fofão é sem dúvida craque de bola e com toda sua experiencia teve calma e distribuiu as bolas com toda sua categoria.Sarah teve dificuldades para virar as bolas nos dois primeiros sets mas depois se encontrou na partida.Jucyely pra mim deveria ter ganho o trofeú viva volei foi simplesmente fantástica a sua atuação no bloqueio.Fabi fez boas defesas,fofão também defendeu Natalia jogou bem, pra mim poderia ter jogado melhor as vezes ela abusa na força e perde pontos importantes.Quem me encanta de verdade é Logan Tom como joga essa americana!!!!Fez de tudo no jogo.E para finalizar eu acredito que a Vasileva vai sim dar muito trabalho as equipes adversarias é jovem tem muito petencial sabe explorar o bloqueio e tem um ataque na diagonal de dar inveja,tem tudo pra ser uma grande surpresa nessa superliga.

  • Thiago Santos

    acho q o time do rio jogou muito, na verdade quando soube da mudança radical do time esse ano pensei inclusive em uma final sem o time do rio, mas depois desse jogo, posso ate errar, mas o time ta muito bom, sarah ta jogando bem, com com um pouco de dificuldade de botar a bola no chão ontem, mas ta indo muito bem, fiquei supreso com a performace dela no quarto sete, e o saque dela fez alguns estragos no time de campinas, acho q o rio ja deveria segura-la para a proxima temporada. nathalia nem parece que ficou muito tempo parada jogou muito, claro sem dar aqueles enormes saltos q dava, mas ta jogando um bola redondinha, e ainda me arrisco a dizer q ainda esta melhor que antes, me pareceu uma jogadora muito mas tecnica e inteligente, não precisou soltar bombas como sempre fez, pri daroit ficou um pouco apagada no jogo, e uma otima jogadora , mas ainda falta confiança e tranquilidade, e acho q tales se o zé tivese começado com a vasileva o jogo seria um pouco diferente. entre fernandinha e fofão fofão foi muito inteligente e nem parece q ficou um ano sem jogar claro falta um pouco de ritmo, mas a experiencia e inteligencia aliada a otimas jogadoras da nisso vitoria do rio, mas essa superliga tem ainda muita coisa pra mostrar

  • Darci

    Só assisti ao quarto set. A Pavan jogou muito naquela parcial e a Fofão aparenta estar em uma forma física muito boa. É craque e dá gosto vê-la jogar.

  • leandro

    Eu vi todo o jogo, e segue minhas observações:

    1) Vasileva só entrou no 2º set e teve um desempenho fenomenal no ataque. Fantástica. Ponteira alta, grande alcance e potência no ataque, sabe passar e defender. Revejam os jogos dela na Itália e na seleção búlgara. É o tipo de ponteira que falta ao vôlei brasileiro. Se ela tivesse começado o jogo, o resultado poderia ter sido outro;

    2) Natália para quem ficou mais de 1 ano sem jogar, jogou muito, imagina quando ganhar rítimo de jogo e voltar a forma física ideal?

    3) Sara Pavan é outra que jogou muito bem, se destacou;

    4) Pri Daroit foi um fiasco, tomou um 300 bloqueios;

    5) Daymi Ramires jogou bem;

    6) Fernandinha esteve mal na distribuição, tinha que ter acionado mais a Vasileva que era a única que virava as bolas, insistiu com a Valeuska nas chinas;

    7) Valeska tem que parar de atacar só china, ela sabe atacar bolas rápidas. Se ela ficar só atacando bolas chinas fica previsível as suas jogadas, igual aconteceu ontem no jogo;

    8) Suelem como líbero é um fiasco, até que tem um bom passe, mas na defesa é uma tristeza, não tem agilidade. Ela não comprometeu nos saques da Logan Tom e Sara Pavan;

    9) Juciele bloqueou muito, ataca bolas rápidas com velocidade e potência. É uma grande central, mas infelizmente é baixa para os padrões internacionais;

    10) Logan Tom tomou muito toco, errou alguns passes, mas no geral foi bem;

    11) Natasha até que é boa no bloqueio, mas no ataque é um fiasco, sem potência. Ela está parando de só atacar chinas;

    12) Fabi é uma grande líbero, não vi ela errar passe;

    O Amil/Campinas errou muitos saques, o time estava ancioso, nervoso em quadra, enquanto a Unilever é um time mais experiente.

    • César Castro

      Não concordo em dizer que a Pri Daroit é um fiasco.
      Ela é ponteira de composição, não é de definição. É uma das posições mais complicadas no vôlei.
      Tenho certeza que ela vai arrasar. Tem tudo pra se tornar a reserva da Jaqueline.

  • Foi um jogo equilibrado, como se esperava , Unilever venceu nos detalhes, uma vez que a Amil teve muita dificuldade na passagem na rede da Fenandinha, ás jogadoras do Unilever expertas usou da arte-manha em sacar curto próximo a linha de três metros, que na gíria do vôlei “saque cem vergonha”, e dificultou barbaridade para a Fernandinha e, não havia como jogar com bolas rápidas pelo meio era obrigada a jogar com bolas altas na ponta, onde prevaleceu o broqueio da Juciely, e a Unilever mereceu o triunfo, o time é mais encorpado…

  • debygoiania

    A Natália no quarto set voou, muito bom vê-la atacando de novo.
    A Vasileva provou que craque se faz cedo, sem esperar amadurecimento. Por isso digo que no Brasil há jogadoras excepcionais, mas craques são poucas. No Brasil a Taisa é uma delas.
    A Sarah ainda não disse a que veio, a Tom ainda está abaixo do esperado.
    Dica prá Ju Nogueira, procura outro time, pq com Vasileva é banco ,querida.

  • daniel

    Caro Daniel, não existe qualquer espaço para duelo entre Fofão e Fernandinha. São atletas que ocupam patamares completamente distintos. Uma já é uma lenda e joga fácil, muito fácil, aos 42 anos. A outra é esforçada.

    • Daniel_Sam

      Adorei xará, eu tbm penso assim, pois a Fofão não precisa provar nada a ninguém, todos a reconhecem, quem fica de arch-rival da fernandinha nessa superliga é a Fabíola, e é claro que sempre que Fabíola jogar contra a Fernandinha ou a Dani Lins, e tbm Fernandinha jogar contra a Dani, daí sim, teremos duelos que merecem e devem ser comparados…
      Minha favorita é a Fabíola, mas tiro o chapéu pra Dani devido à Olimpíada.

  • TASSO FLAVIO

    OLÁ, O JOGO FOI UMA TÔNICA DE ERROS DO AMIL/CAMPINAS…. PORÉM, JUCIELY FOI O NOME DO JOGO…… PO´REM NATÁLIA GANHOU COM MELHOR JOGADORA DA PARTIDA……ABSURDO, NÃO MAIS NÃO A REALIDADE DO JOGO…….. TOM NÃO ESTÁ NÃO FIRME NA RECEPÇÃO AINDA, VASILEVA DEU AMOSTRA QUE O LUGAR DELA NÃO É A RESERVA…. PRI DAROIT, MUITO MARCADA, E MUITO POUCO UTILIZADA POR FERNANDINHA…E NEM A IDADE DE FOFÃO TIRA, ELA DO GRANDE NÍVEL,, LARGADA ALI NÃO CAI…..KKKKK

    • Fabiano Gomes

      Esse é um detalhe importante e pouco ressaltado: a Fofão não deixa largadinha cair mesmo não. E só tava com dificuldade de mandar a defesa alta na diagonal pra dar seguimento à jogada pq quem tava atacando era a Vasileva.

  • Emanuella

    gente e a Gabi??? não esta jogando??? não consegui ver o jogo, fim de ano é correria mesmo. Muito feliz pela Natalia finalmente estar jogando volei.

    • César Castro

      Ela, em tese, é banco da Natália. Acho q ue não vai jogar muito.

  • Paula

    Gostei do jogo de ontem. O Unilever está muito bem e, pela primeira vez, não tenho mais tanta certeza do favoritismo do Osasco. Sarah Pavan é uma excelente atacante, a Logan Tom não dá pra expressar em palavras, a Fofão continua a mesma levantadora fenomenal, além é claro da Natália e Fabi. Juci foi bem, mas acho que o jogo do Amil estava meio previsível, facilitando para ela.
    Sobre o Amil, perdeu principalmente pelo abuso dos erros, porque teve momentos maravilhosos. Conseguiu frear um pouco a Pavan e a Logan Tom nos primeiros sets e, com a entrada da Vasileva, foi demais no ataque. As meninas do time precisam ficar mais confiantes, principalmente a Pri Daroit, que tem um saque excelente, mas erra de bobeira. Acho que o segundo confronto entre essas equipes será melhor, pois o Zé é um excelente estrategista (Bernadinho não fica atrás) e vai saber posicionar melhor suas jogadoras no saque, defesa e ataque. Afinal, ele conseguiu frear a Destinee Hooker nos jogos olímpicos.
    Se esses dois times continuarem nessas ascendente, acho que o Osasco terá muito trabalho para chegar a final. Não sei se o Sollys pode ir além de suas excelentes atuações nos últimos campeonatos. Estou louca para ver o confronto Sollys (completo com a Sheila e Adenísia) x Unilever e o returno do Amil com esses dois times. Prevejo jogos de 5 sets.

  • Bruno de Morais

    Só tenho duas coisas a falar do jogo.

    1° Fiquei muito feliz em ver Natalia voltando a jogar. Ela tem muito a oferecer.

    2° Vasileva destruiu tudo! JOGA MUIIIIIIIIITO! Sem mais!

  • Léo

    Alguém pode me explicar a FOFÃO? Ela tá com a mesma cara, rosto , corpo e habilidade de décadas atrás ( como assim???). Tá certo isso produção?

    • Felipe Lima

      Dormiu no formol 😀

  • Jairo(RJ)

    Vendo um pouco da reprise hoje, vi o Zé falando para a Pri não largar a bola que a Fofão iria pegar todas. A “velhinha” sobrou diante de uma menina ? rsrs

    Creio que a galera já colocou o resumo do que percebi. Mas, pedindo ajuda ao povo, fica a pergunta: A AMIL tem a proposta da Ramirez como falsa oposta. Onde funciona e onde perde ?

  • César Castro

    Não consegui conter o choro quando vi a Natália atacando de novo. Pra mim, ela representa nossa grande chance de sermos campeões mundiais e tricampeões olímpicos.
    E concordo em gênero, número e grau com o Bernardo. A volta da Natália é o grande reforço da Unilever.

    Não consigo não pensar na SFV que jogará o mundial de 2014:

    Sheilla – Dani Lins
    Natália – Jaqueline
    Fabiana – Thaísa
    Camila Brait

    • thiago

      só acho q ele vai continua com a garay com titular, só não sei quem ele vai colocar no banco !!

  • César Castro

    Ah, a propósito: aquilo entre o ZRG e o Bernardinho esteve mais para trombada do que aperto de mãos.

  • Afonso RJ

    Não concordo muito que o time da Amil perdeu porque cometeu muitos erros. Acho que as duas equipes cometeram aproximadamente uma quantidade equivalente de erros. Para mim o diferencial foi a maior experiência do time carioca, e principalmente o saque da Logan Tom e da Sarah Pavan, e a proficiência no bloqueio da Jucieli.

    Gostei muito da Natália, mas acho que não foi ela o diferencial nesse jogo. Pode perfeitamente ser o diferencial em jogos futuros, mas não nesse.

    Achei a Sarah às vezes meio desengonçada, mas ela fez duas largadinhas, uma no meio e outra no fundo da quadra, que mostram que ela tem categoria, e não é só potência no saque e no ataque. E mais para o final do jogo foi se soltando mais e começou a mostrar por que foi a maior pontuadora do último campeonato italiano.

    Logan Tom é aquilo que todo o mundo sabe: uma jogadora completa – uma “Jqaqueline muito melhorada”.

    Fofão jogou simples mas com muita precisão nos levantamentos e boa distribuição no ataque, além de posicionamento perfeito nas coberturas. A Fernandinha foi mais ousada, como é sua característica. Como sempre, por arriscar mais cometeu mais erros.

    Pelo lado da Amil, se não fosse a gata búlgara, o prejuízo teria sido muito maior. A “caçulinha” em quadra tem um braço extremamente rápido. E é essa velocidade no braço que faz com que seus ataques saiam com tanta potência. Não é força. É velocidade de braço. Gratíssima surpresa essa magnífica búlgara de só 22 aninhos (se é que é possível alguém nesse mundo ter essa idade :/ ).

    O prêmio de melhor em quadra foi a meu ver mais um incentivo para a Natália, e uma espécie de prêmio por todo o esforço que ela investiu na recuperação. Mas acho que seria mais justo se o prêmio fosse dado para a Jucieli. E se o prêmio fosse para a melhor em quadra e não para a melhor do time vencedor, o merecimento maior na minha opinião seria para a Vasileva. A búlgara deixou uma primeira impressão para lá de positiva, e se continuar evoluindo tem tudo para ser um dos destaques dessa superliga colocando muita medalhista olímpica no chinelo. Pena que o vôlei do seu país de origem ande meio por baixo, senão a gente ia ouvir muito falar dessa jogadora nas grandes competições internacionais.

    • leandro

      Alonso, a seleção feminina da Bulgária se classificou para o Grand Prix de 2013.

    • Fabiano Gomes

      Pô, foi mal, mas a Logan Tom nem jogou isso tudo não. Eu tenho muito registrado em mente os erros dela contra a Brasil e nesse jogo ela fez isso em alguns momentos. É boa, mas não bate a Jaqueline tb não.

      • Fabiano Gomes

        Outro detalhe: é o próprio Bernardinho quem tá corrigindo algumas afirmações por aí: a maior contratação da Unilever foi a Natália.

  • Afonso RJ

    A quem possa interessar:

    Link para o vídeo do jogo completo no You Tube:

    http://www.youtube.com/watch?v=e0W13N_1ppE&feature=plcp

    • Ana

      Ótimo Afonso, obrigada! Vou assistir agora!

  • Adriano

    Foi uma bela partida, bem disputada, tecnicamente muito superior ao jogo de abertura, entre Amil e Sollys. Acho que vai dar gosto ver esses times se enfrentando no futuro, quando estiverem mais bem preparados pelos seus técnicos gabaritados. Durante a transmissão, o Marco Freitas chamou muito a atenção para o quanto o Amil estava defendendo, mas, na verdade, achei que a Unilever defendeu bastante, também, destaque aí pra Fofão, que tava varrendo a quadra. Apenas, principalmente nos ralis, o Amil estava conseguindo aproveitar mais os contra-ataques, em especial graças à fenomenal atuação da Vasileva.

    Quanto aos pontos levantados pelo Daniel:

    1)De fato, a Daroit teve uma atuação mais acanhada, mas não acho que ela foi propriamente mal no jogo. A distribuição da Fernandinha estava sabiamente pendendo pra Vasileva, que virava todas. Me surpreendeu principalmente a boa atuação das passadoras do Amil. Acho que a Unilever não sacou tão bem quanto poderia.

    2)Natália foi uma grata surpresa. Ainda pode crescer bastante, em todos os aspectos do jogo. Mas havia uma expectativa em relação a se ela poderia voltar a jogar tão bem quanto antes do problema que teve e parece que isso foi confirmado. Provavelmente, pela estrutura tática da Unilever, ela deverá ser a principal atacante do time. Achei merecido o trofeuzinho de melhor da partida para ela. Se tivesse ido para a Juci ou a Fofão também estaria em boas mãos.

    3)Não acho que o duelo entre Fofão e Fernandinha tenha sido desigual. O duelo entre Fernandinha e Fabíola, sim, foi desigual. Fernandinha fez o que pôde. Diga-se de passagem, o passe do Amil foi mais constante que o da Unilever e a virada de bola, mais fluída. A Fernandinha arriscou em alguns momentos impróprios no 4º set, mas quando saiu do jogo, a diferença estava em 4 pontos, se não me engano. Acho que ali o Zé se precipitou, com a entrada da Pri Heldes. Já a Fofão, acho que podia trabalhar mais com as centrais, mesmo com o passe inconstante. Um dos grandes méritos foi ter conseguido recolocar a Pavan no jogo, no quarto set.

    4)O time do Amil deve crescer muitíssimo à medida que a Vasileva estiver devidamente entrosada. Não creio que haja uma atacante como ela na Superliga.

  • Perikito

    Nasce quando esse menino que a Sara Pavan está esperando?

  • romano

    gostei do jogo, as duas equipes aplicadas e com bom volume de jogo. No primeiro set o Amil perdeu por causa do excesso de erros, e no momento chave, principalmente a Ju Nogueira, que errou muitos saque e ataques. O sistema defensivo da Amil estava muito bom, ele teve um salto de qualidade, assim como a recepção pro que apresentaram no paulista, melhorou muito.

    A Fofão é muito sensível, ela saca o momento de baixa e de subida das jogadoras, quando percebeu que a Pavan estava com vontade ela levantou direto pra ela, a Fernandinha foi muito bem, foi bem equilibrado nos levantamentos. Valiseva foi de encher os olhos, pqp, assim como ver a Natália jogando bem, até recebendo sem ser tão ruim como a Mari ou a Regis. Logan ton jogou pro gasto, mas joga muito. A Daymi foi bem, poderia ter sido mais acionada.

    As centrais da Amil que ficaram devendo, elas não bloqueiam nada e só batem china… e elas perderam feio pra Juciely, mais baixa e menos badalada. eu acho a natasha bem regular, nunca vi ela jogar muito, como a Walewka ou a Fabiana por exemplo, é sempre a mesma coisa, china pra cá e de vez em quando um bloqueio. a Wal ta ficando devagar, sem vontade, acho que tomar banco ajudaria…

MaisRecentes

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo

Após virada incrível no 3º set, Minas avança na Copa



Continue Lendo

O tetra está vivo! Sada/Cruzeiro na semi do Mundial



Continue Lendo