Jornalistas italianos opinam sobre Diouf



No post sobre a contratação de Valentina Diouf pelo Sesi Bauru, prometi voltar ao assunto com a análise de jornalistas italianos sobre a atleta.

Então aqui estou. Abaixo, a opinião de dois especialistas do respeitado Volleyball.it. Na sequência, algumas estatísticas da Liga Italiana sobre Diouf nas últimas temporadas.

Luca Muzzioli, Voleyball.it

Valentina Diouf perdeu espaço na seleção italiana graças ao brilho de Egonu. Não é adequada para ter o papel de reserva.

Alta, com ataque pesado, mas não é tão uma atleta muito dinâmica em quadra. Ela teve algumas lesões no Busto Arsizio, onde trabalhou com Marco Mencarelli, um grande treinador das seleções italianas de base, onde ela se desenvolveu.

No Modena, três anos atrás, ela não impressionou. Muita expectativa criada, muitos patrocinadores, entrevistas, presença na TV, mas em quadra ganhou pouco.

É de se esperar que no Brasil, longe da Itália e das cobranças, ela melhore.

Diouf em ação pela seleção italiana (Divulgação)

Giacomo Tarsi, Volleyball.it

Ela não é uma das minhas jogadoras favoritas, mas é uma boa atacante, pode ser adaptar rapidamente e jogar bem. Ela teve algumas lesões não muito graves na última temporada, mas está curada.

O que eu não compreendo é a opção do Sesi Bauru. Qual o motivo de assinar com uma boa oposto quando você já tem a Tiffany? Creio que eles deveriam pensar em melhorar em outras posições, como na ponta.

ESTATÍSTICAS DE DIOUF

2017/2018 – Jogos (28); Aproveitamento no ataque (39,5%); Aces (11); Pontos de bloqueio por set (0,29)
2016/2017 – Jogos (27); Aproveitamento no ataque (36,5%); Aces (17); Pontos de bloqueio por set (0,34)
2015/2016 – Jogos (29); Aproveitamento no ataque (34,2%); Aces (21); Pontos de bloqueio por set (0,54)
2014/2015 – Jogos (23); Aproveitamento no ataque (37,5%); Aces (16); Pontos de bloqueio por set (0,39)
2013/2014 – Jogos (22); Aproveitamento no ataque (38,4%); Aces (10); Pontos de bloqueio por set (0,59)
2012/2013 – Jogos (23); Aproveitamento no ataque (38,5%); Aces (8); Pontos de bloqueio por set (0,57)
2011/2012 – Jogos (25); Aproveitamento no ataque (34,3%); Aces (6); Pontos de bloqueio por set (0,32)



MaisRecentes

Vaivém: Ribeirão apresenta novo elenco



Continue Lendo

Vaivém: Claudinha chega com moral ao Osasco/Audax



Continue Lendo

Vaivém: “Livre”, Thaisa seguirá atuando no Brasil



Continue Lendo