Jogadores de Canoas saem em defesa de João Rafael, do Sesc



O polêmico fim da partida entre Lebes/Canoas e Sesc, no sábado à noite, em Capão da Canoa, no Rio Grande do Sul, rendeu um caminhão de críticas e ofensas ao ponta João Rafael, do time carioca. Infelizmente uma características de caixas de comentários na internet atualmente.

Ontem, o oposto Abouba, e o central Michel, de Canoas, defenderam o adversário no Instagram.

Para quem não se recorda, Abouba e João Rafael foram protagonistas do lance que decidiu a partida. Com o Sesc vencendo o jogo por 2 sets a 1 e o placar apontando 23 a 23 no quarto, Abouba fez um ataque e a bola resvalou na ponta dos dedos de João Rafael. A arbitragem comandada por Marcos Vargas marcou bola fora. Depois da reclamação dos gaúchos um cartão vermelho foi dado e o jogo terminou em confusão.

“Galera, estão descontando a indignação na pessoa errada. No momento do toque na bola, ele (João) se acusou dizendo que havia tido o toque junto com o bandeira. A arbitragem que tinha dado bola fora, por vaidade, não quis voltar o ponto, e pra piorar começou a dar cartões sem explicações acabando com o partida que estava sendo bem disputada. Se tem algum culpado é a equipe de arbitragem que além de despreparada é soberba”, escreveu Abouba.

O meio de rede Michel reforçou as palavras de Abouba:

“Infelizmente o jogo não terminou como gostaríamos. Porém o João Rafael não teve culpa de nada. Inclusive eu mesmo o vi se acusando, de forma rápida. Porém o juiz não viu. Obrigação do juiz ficar atento em tudo durante o decorrer da partida. São quatro árbitros de linha, mais um principal e um auxiliar. Pelo tamanho do campeonato, a Superliga já necessita do vídeo check há muito tempo”

As explicações ajudaram a diminuir um pouco o tom das críticas para João Rafael.



MaisRecentes

Os números ajudam a entender melhor o Mundial



Continue Lendo

Tabela dos playoffs do Paulista masculino



Continue Lendo

Sorteio coloca EUA e Rússia no caminho do Brasil



Continue Lendo