Itália se poupa, Canadá vence e complica Brasil e França



Agora é oficial. Quem perder na partida entre Brasil e França estará eliminado na primeira fase da Rio-2016.

O fato foi consumado após a Itália, que já estava classificada em primeiro lugar no Grupo A, ser derrotada pelo Canadá por 3 sets a 1, parciais de 25-23, 25-17, 16-25 e 25-21.

Com o resultado, os canadenses subiram para nove pontos, deixando brasileiros e franceses com seis. Na sessão da manhã, os Estados Unidos também haviam carimbado o passaporte para as quartas de final após triunfo sobre o México por 3 a 0. Resta apenas uma vaga agora.

Canadá, quem diria, está nas quartas de final (FIVB Divulgação)

Canadá, quem diria, está nas quartas de final (FIVB Divulgação)

Gianlorenzo Blengini cumpriu o prometido após a vitória do Brasil e realmente pensou “nas condições de saúde dos jogadores” ao anunciar a escalação. Piano, que lesionou na véspera, nem sequer foi relacionado. Birarelli, que havia torcido o tornozelo no jogo com os EUA, não entrou. Assim a Azzurra tinha apenas um central de origem em quadra: Butti. Antonov, ponta/oposto, foi improvisado. Já Zaytsev, o craque do time, ficou no banco e entrou no fim do primeiro set. Voltou a ser chamado para tentar cortar uma diferença de quatro pontos na parcial seguinte, mas não evitou que os canadenses abrissem 2 a 0.

No terceiro set, com Zaytsev como ponta no lugar de Lanza, a Azzurra voltou a ser a mesma que venceu Brasil, França e Estados Unidos. O placar chegou a apontar 9 a 3 e desde então o Canadá não conseguiu esboçar qualquer reação.

No quarto set, o inverso. Os canadenses abriram rapidamente uma cômoda vantagem de cinco pontos. Blengini pediu tempo, trocou Juantorena por Rossini, líbero que até aqui é usado como ponta para melhorar o passe italiano, voltou o cubano naturalizado… A diferença chegou até a cair para um ponto, mas a virada italiana não aconteceu.

Nas estatísticas, o espantoso números de erros da Itália chama a atenção: 34.

Dá para chamar de entregada? Não com todas as letras. Mas ficou claro em vários momentos do jogo que a Itália tirou o pé e não parecia nem um pouco incomodada com o placar da partida.



MaisRecentes

Passe virou a dor de cabeça do Brasil



Continue Lendo

O vice deixou algumas boas notícias para o Brasil



Continue Lendo

Coluna: Significados da volta de Sheilla e Fabiana



Continue Lendo