Irã quase apronta mais uma. Saque salva a Rússia no tie-break



A fase final da Liga Mundial começou melhor do que eu imaginava.

O Irã deu um calor na Rússia, perdendo apenas no tie-break, parciais de 18-25, 25-18, 25-21, 35-37 e 15-8, na tarde desta quarta-feira, em Florença (ITA).

Se você não viu pela TV, perdeu uma partidaça, apesar da quantidade absurda de erros: 38 iranianos e 28 russos. E esse número merece uma reflexão: o Irã conseguiu levar a favorita Rússia para o tie-break entregando um set e meio de graça para os adversários. Se errasse um pouco menos…

Mais um ponto para reflexão. O Irã teve 5 a 1 no quinto set. Estava empolgado pela vitória na parcial anterior e abriu uma vantagem cômoda para um set de 15 pontos. Tinha acuado o rival, a ponto de Muserskiy errar sua bola de segurança no meio. Mas, naquele momento, começou a falhar, principalmente no ataque. E o triunfo foi escapando.

O mérito russo no momento de desvantagem no set decisivo foi mudar a estratégia de saque. Estranhamente, a melhor seleção do mundo não estava indo para a pancadaria. Muitos jogadores sacando taticamente, o que facilitou em diversos momentos o jogo iraniano. Daí Pavlov soltou o braço, Muserskiy fez o mesmo e a virada foi construída. O maluco beleza Spiridonov, vulgo Tintin, também foi decisivo, principalmente no ataque. E não deixou de provocar os rivais, algo que os brasileiros conhecem bem como funciona. O central de 2,18m terminou o confronto com 20 pontos (14 de ataque, cinco de bloqueio e um de saque). Pavlov colaborou com 17, todos no ataque. Pelo Irã, belíssima atuação do oposto Ghafour, com 30 acertos.

Vai ser uma noite difícil para os iranianos, que tiveram uma vitória histórica nas mãos. Teriam dado, inclusive, um passo gigantesco para a inédita presença na semifinal da Liga. Mas o crescimento de uma geração também acontece com derrotas marcantes. E essa molecada iraniana parece ter chegado para ficar. Atendendo a um pedido do amigo Rodrigo Borges, vou voltar a este assunto depois.

PS – O Brasil terá muito trabalho com os dois rivais quinta e sexta. Ficou mais do que provado hoje.



MaisRecentes

Na Liga das Nações masculina, se a primeira impressão é a que fica…



Continue Lendo

Vaivém: Itapetininga anuncia reforços experientes



Continue Lendo

E experiência de Eric Endres no Brasileiro Estudantil



Continue Lendo