3 a 0 importante do Brasil sobre a França



O Brasil aproveitou os desfalques da França para estrear com vitória na Copa dos Campeões.

Nesta madrugada, em Nagoya, no Japão, a reprise da final da Liga Mundial terminou com triunfo verde-amarelo em sets diretos, parciais de 27-25, 27-25 e 25-22.

Lucarelli foi o maior pontuador do encontro, com 15 acertos (12 no ataque e três no bloqueio). Lucão veio a seguir com 12 (oito no ataque, três no bloqueio e um no saque). Boyer, com 11, liderou a França.

Lucarelli no ataque pelo fundo (FIVB Divulgação)

Lucarelli no ataque pelo fundo. Ponta liderou o Brasil na abertura da Copa dos Campeões (FIVB Divulgação)

Os atuais campeões da Liga não tiveram três dos seus principais jogadores: o ponta Ngapeth e o central Le Roux, que sequer viajaram para o Japão, e o líbero Grebennikov, que foi poupado e substituído pelo improvisado ponta Kevin Tillie. Ainda assim os franceses fizeram um jogo duro, aproveitando a eficiência do saque para criar instabilidade no passe brasileiro em alguns momentos. Brasil sentiu, em parte do jogo, falta de Wallace, que teve um aproveitamento baixo no ataque em comparação com os demais jogadores: pontuou em 9 de 22 bolas recebidas. Lucarelli, por exemplo, colocou no chão 12 de 19 e Maurício Borges fez 8 em 14.

– Estou feliz por começar o campeonato vencendo a França de 3 a 0, mas nem tão satisfeito com o rendimento do time. Podemos render um pouco mais. Tivemos pontos positivos, mas pecamos em alguns que não podemos, como o sistema de passe. Precisamos melhorar, mas, para uma estreia, reafirmo que estou feliz com o resultado. Em um segundo jogo, já amanhã, tenho certeza que vamos melhorar técnica e taticamente – analisou o técnico Renan Dal Zotto, já projetando o duelo com a Itália, na madrugada desta quarta-feira, às 0h40.

Nos outros jogos da primeira rodada, o Irã surpreendeu a vice-campeã olímpica Itália, no tie-break, parciais de 25-19, 23-25, 28-26, 29-31 e 15-11. Já os Estados Unidos confirmaram o favoritismo diante do Japão, vencendo em sets diretos: 25-21, 25-18 e 25-13.

Um novo triunfo brasileiro sobre a Azzurra praticamente eliminará o rival da disputa pelo título, restringindo a briga apenas com iranianos e americanos.



MaisRecentes

As quartas de final do Paulista masculino



Continue Lendo

Bruninho e Renan analisam conquista



Continue Lendo

Brasil fatura a Copa dos Campeões



Continue Lendo