Gustavo encerra a carreira. Mas ainda tem muito a fazer!



Foto Divulgação

Gustavo durante os três anos de projeto em Canoas

Um saque errado, com o placar apontando 23 a 23, no terceiro set, foi a última ação do central Gustavo Endres como jogador de vôlei. O Canoas, na sequência, foi derrotado pela Funvic/Taubaté por 3 a 0 e acabou eliminado nas quartas de final da Superliga masculina. Rivais demonstraram respeito e se despediram com abraços e palavras de agradecimento ainda em quadra, no Ginásio do Abaeté, em Taubaté. Merecido. Mas não será esta falha no serviço que marcará o fim de uma carreira gloriosa, aos 39 anos de idade.

Gustavo foi um ícone dentro de uma geração vitoriosa na Seleção Brasileira. E não é fácil falar em ícone jogando ao lado de Ricardinho, Maurício, Giba, Nalbert, Escadinha e tantos outros craques. O gaúcho, de 2,03m, se transformou em referência na posição. É, para muitos, um dos maiores bloqueadores de todos os tempos. Temido por adversários e exemplo para gerações e gerações de centrais que chegaram depois dele.

Em mais de 20 anos de carreira, Gustavo acumulou títulos: uma Olimpíada, dois Mundiais, seis Ligas, Pan, Copa América, Copa dos Campeões, Copa do Mundo, Sul-Americanos… Por clubes, marcou época em Treviso e também venceu tudo o que era possível em nível local e europeu. Um jogador realizado, você vai dizer. Eu diria quase.

Quase pois Gustavo nunca aceitou as condições que o Brasil oferece para atletas e clubes, mesmo sendo campeão de tudo e tendo patrocinadores milionários, contratos de TV, etc… Sempre exigiu mais e foi comprando uma briga atrás da outra. Vestiu nariz de palhaço para reclamar da CBV, jogou com tarja preta no uniforme, organizou uma Comissão de Atletas para lutar por melhores condições, pensou em cruzar os braços e fazer greve, comandou reuniões tensas com cartolas e técnicos, comprando briga com gente grande, muito grande. Colocou em risco, com tudo isso, o projeto que ele ajudou a pôr de pé em Canoas, já que o temor de represálias sempre aconteceu. E seguiu jogando em alto nível, até ontem, 17 de março de 2015.

A partir de agora ele já adianta que vai atrás de um cargo “diretivo” no esporte. Eu diria que ele já ocupa. Só terá agora mais tempo para se dedicar e seguir lutando por um vôlei melhor no Brasil. Poderia refletir sobre erros e acertos e montar um plano de ação. Qualquer dirigente sério terá a obrigação de ouvi-lo.

Os fãs agradecem por tudo que o camisa 13 fez em quadra. E os fãs agradecerão ainda mais pelas vitórias que estão por vir na atuação fora dela.

 



  • Carreira brilhante, de fato. Um excelente jogador e tenho muita esperança de que ele poderá fazer ainda mais pelo vôlei fora de quadras. Que ele continue lutando pelas tão necessárias melhorias que esse esporte precisa urgentemente.

    Desejo ainda mais sucesso ao Gustavo!

  • klaus

    Dizer o que sobre Gustavo.Só tenho a agradecer por tudo que ele fez pelo nosso vôlei e que certamente fará ainda.Dói ver uma geração espetacular saindo de cena.São tantos jogadores geniais numa seleção que certamente é a melhor da história do vôlei mundial.Queria poder fazer essa geração voltar no tempo ,mas não posso.O que fica são todos os momentos de glórias e conquistas.Obrigado Gustavo por todas as vezes que vc me encheu de alegria por mais um título.Ainda espero ver vc fazendo muito mais.O Hall da fama do vôlei te espera.

  • Guilherme

    Vai dar saudades de ver ele em quadra, ainda bem que vai continuar nos “bastidores” fortalecendo o vôlei gaúcho, que deve se fortalecer ainda mais ano que vem com a continuação e mais investimento no Canoas e no Voleisul, que já tem renovação de patrocínio encaminhada, e a provável entrada do Bento Vôlei, que já tem bastante apoio da prefeitura e de empresas, (um desses times poderia contratar André Nascimento, que pretendia jogar mais algum tempo, segundo uma entrevista no ano passado).
    Canoas precisa buscar um central de peso e experiente para substituir Gustavo. Espero que mantenha Dennis (acredito que fique por causa da filha recém-nascida e da esposa), Evandro (está bem melhor que o Paulo Renan), Jeffe, Tiago Barth, Quiroga e Alê (ou que deixe o jovem seguir o exemplo de Enrico e Renan e buscar amadurecimento no exterior). O time ainda precisa de um ponta que tenha o ataque diferenciado, pois os 4 pontas desse ano têm características idênticas, e um oposto reserva como Xanxa, Luan ou Bergamo.
    Quanto ao Taubaté, não tinha opção a não ser vencer. Os patrocinadores não gostarão nada se o time não for à final.

  • Edu

    Tem ex jogadores que fora das quadras se dedicam a cultivar imagem pública muito distante da realidade pessoal e real.Outros se mostraram tão insuportáveis dentro de seu novo ambiente profissional que cultivam uma aura crescente de antipatia tendo papel preponderante no seu revés profissional.Breve mergulha numa piscina para voltar a ter algum destaque na emissora que trabalha.Um comenta os jogos de maneira tão estudada para não melindrar dirigentes,jogadores,arbitragens e a própria CBV que praticamente presta um desserviço ao telespectador.Gustavo, porém, demonstra na carreira personalidade e profundo caráter .Sendo tão maior na vida como foi e continua sendo na sua brilhante carreira.A lamentar que uma emissora que tem Fabi,Giba.Tande.Nalbert,Carlão( o melhor deles exercendo seu oficio) e o Marcos Freitas( dissociado da patriotagem) na sua folha de pagamento submeta o bom Jader Rocha a reprisar em três partidas consecutivas a afirmação equivocada que todo o toque na rede já era infração no decorrer da atual superliga.Um mico desnecessário.

  • Bernardo

    Sem dúvida ele foi um dos melhores de todos os tempos no meio de rede, e ele pode ser para o vôlei o que a Hortência é para o basquete. O vôlei brasileiro precisa de gente como o Gustavo no comando, só assim vamos continuar vendo a seleção brilhar e uma superliga decente.

  • Marcio T.

    Muito obrigado, Gustavo!! Sua geração com certeza foi a mais brilhante de todos os tempos…Jogador de raça, sabia como se impor diante dos adversários, no tremia na hora decidir ( ao contrário dos atuais meios de rede). Talvez o melhor bloqueador de todos os tempos!!! Obrigado pelos títulos e pelas alegrias de tantas finais!!

  • marcian

    Sucesso pro Gustavo. Os heróis do esporte aos poucos vão saindo de cena. Cadê os novos? Cadê?

  • “Doidinha por vôlei”

    Parabéns Gustavo, por tudo que você fez, faz e fará pelo vôlei brasileiro e mundial. Você é sem dúvida alguma um dos maiores de todos os tempos. Espero que fora das quadras você também possa contribuir decisivamente para o desenvolvimento do nosso voleibol, tirando do poder estes dirigentes ultrapassados, arcaicos, déspotas, que se agarram a estes poderes que nem ostras nas pedras e que nunca jogaram coisa alguma, talvez bola de gude, quem sabe. Fora com todos eles. Gustavo para presidente da CBV já. Reforma política esportiva é também necessária para o Brasil.

  • Junior

    Tira-se os prêmios e sobra um péssimo esportista, passou a vida toda praticando um esporte indoor onde uma gota de suor no chão é o suficiente para paralisar um jogo e falou muita m***** para a Fabiana Murer nas Olimpíadas.

  • jorge luis sebastião

    com certeza um dos ícones do vôlei mundial………….vai deixar saudades da garra, técnica e vibração desse que foi um dos melhores meios de rede do mundo !!!!!

  • “Doidinha por vôlei”

    Parabéns e obrigado Gustavo, por tudo o que fizeste pelo vôlei brasileiro e mundial.

    Espero que continues a trabalhar pelo nosso amado vôlei, agora como dirigente. Está mais do que na hora de tirarmos estes energúmenos que aí estão perpetuando-se num poder que jamais deveriam ter alcançado, sem nunca terem feito nada de bom para o desenvolvimento do vôlei, são uns parasitas. Estes senhores que aí estão sequer jogaram voleibol, talvez tenham jogado no máximo, “bolinha de gude”. rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs.

  • Mariana

    Você me representa Daniel. Ótimas palavras!
    Valeu Gustavo! Que a luta continue…

  • Luiz

    Aposto um fio de cabelo hehehehe que ele vai fazer um passeio em Maringa.

  • ESM

    Engraçado como jogadores como o Gustavo, mesmo sendo referências na função tendo inclusive ganho todos os prêmios coletivos possíveis (olimpíada, mundiais, copa do mundo…) e muitos prêmios individuais (melhor bloqueio, melhor central, melhor saque…) marcam pelas atitudes dentro e fora da quadra. Lembro que antes das olimpíadas, um pouco antes do Gustavo retornar a seleção por um breve período, o Bernardinho durante um jogo havia cobrado o Lucão pois achava que se ele desse um peixinho poderia alcançar a bola e o Lucão fez não com a mão, compreenssível afinal centrais não se destacam pela atuação no fundo de quadra. Eis que alguns dias depois, em seu retorno a seleção (mesmo que por um breve período) está lá Gustavo, campeão de tudo dando peixinho tentando buscar uma bola. Nem lembro se ele conseguiu chegar na bola, mas o que ficou para mim foi o fato dele ter tentado, de não ter desistido. Se teve esse tipo de impacto em mim, imagino no Lucão e de tantos outros profissionais que puderam conviver com ele.
    Valeu Gustavo, concordo com o blogueiro quando ele diz que podemos esperar muitas coisas boas vindas de você!

  • Michel Pereira de Oliveira

    Esse cara vai deixar muita saudade pro nosso voleibol. O saque errado foi um mero detalhe e não vem a ser uma mácula que possa trazer qualquer risco de comprometer a brilhante trajetória do Gustavo no voleibol. Seja em clubes ou na seleção, essa máquina de bloquear sempre foi um jogador aguerrido e fundamental pro crescimento e difusão do esporte. Saudades de ver em quadra a geração consagrada que dominou praticamente tudo nos anos 2000. Entre tantos craques, Gustavo cavou seu espaço e deixará saudades. Em uma época em que tínhamos ele, Rodrigão, André Heller e Henrique, os quatro em ótima fase e forma física, Gustavo exercia liderança tanto dentro quanto fora de quadro (algo que não se percebe nos atuais titulares, muito embora sejam bons jogadores). Espero que efetivamente o Gustavo continue atuando no vôlei, agora como dirigente. Ele já deu mostras de que tem muito a contribuir e que pode atuar nos bastidores para fortalecer ainda mais o nosso voleibol. Obrigado Gustavo Endres.

MaisRecentes

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo

Coluna: A imprevisível Superliga feminina



Continue Lendo