Giovane, com razão, pede mudanças no calendário da próxima Superliga



Mais uma voz corajosa aparece no Twitter para falar da Superliga.

Agora é a vez de Giovane Gavio, técnico do Sesi, admitir que a tabela da competição tem equivocos e uma mudança se faz necessária para a próxima temporada.

Vejam o que disse o comandante do atual campeão nacional:

“Cheguei à conclusão que a tabela da Superliga desse ano tem mais jogos fora que em casa! O time joga fora de casa na quarta, tem voltar pra casa na quinta pra jogar na sexta, ou seja cansa igual ao time visitante. Nos outros anos jogávamos emparelhados, as distâncias eram menores e fazíamos dois jogos seguidos em casa e dois fora. Ano que vem deveremos rever essa decisão. Gostaria de salientar que foi uma decisão técnica e justificável. Mas será melhor revermos. O caos em nossos aeroportos principalmente essa época do ano atrapalha muito o deslocamento das equipes. Estamos viajando tanto que a sensação é que estamos sempre jogando fora de casa! Vamos em frente!”

A conclusão de Giovane é muito pertinente. Nesta temporada, a Superliga masculina tem menos equipes do que em temporadas anteriores. Antes, o excesso de times virava desculpa para o calendário apertado. Agora não mais. O fato de jogar em um dia, viajar no outro e jogar no seguinte impede que os times treinem. Para quem ficou vários meses sem os jogadores de Seleção é ainda mais preocupante.

Virou rotina jogadores reclamarem, com razão, do caos aéreo do país. Voos cancelados, conexões perdidas, malas que não chegam ou que somem país afora. Pensar no bem-estar físico dos atletas deve ser uma obrigação da CBV para a próxima Superliga.



MaisRecentes

Brasil impõe primeira derrota à Turquia na Liga das Nações



Continue Lendo

Entrevista com Kerri Walsh, três vezes campeã olímpica



Continue Lendo

Vaivém: Oposto troca Sada/Cruzeiro por Ribeirão



Continue Lendo