Giba para por 45 dias e Cimed/Sky já procura substituto



É bom os torcedores da Cimed/Sky se acostumarem a ver o time sem o ponta Giba.

Uma nota oficial divulgada nesta sexta-feira revelou que o jogador vai passar um mês e meio afastado das quadras para tratar de um princípio de fratura por estresse na tíbia (canela) esquerda.  E justamente no momento que o camisa 7 voltava a mostrar seu melhor vôlei.

O problema já incomodava o jogador desde a disputa da Copa do Mundo, no Japão, pela seleção brasileira, no mês passado.

– Constatamos o problema já nos primeiros exames, e nas próximas duas semanas, o tratamento consistirá em um programa de fisioterapia associado a exercícios de reforço e alongamento. Em 45 dias, faremos novos exames para definir o restante do tratamento. A causa básica da lesão é o excesso de sobrecarga produzido sobre a estrutura óssea. E neste caso, o excesso de esforço é inevitável para a atividade do atleta – afirmou Luis Fernando Funchal, médico da Cimed/Sky.

O jogador lamentou a situação, agravada pelos jogos em sequência na Copa do Mundo do Japão.

– É uma fratura por sobrecarga de trabalho na canela esquerda que comecei a sentir no início do ano e na Liga Mundial, por isso fiquei de fora do Sul-Americano para me recuperar. Durante a Copa do Mundo, as dores voltaram depois dos 11 jogos em apenas 14 dias. Agora é fazer o tratamento para voltar a treinar em breve e ajudar a equipe na busca do nosso objetivo na Superliga.

A Cimed já procura um novo ponta para substituir Giba neste período.



MaisRecentes

Brasil impõe primeira derrota à Turquia na Liga das Nações



Continue Lendo

Entrevista com Kerri Walsh, três vezes campeã olímpica



Continue Lendo

Vaivém: Oposto troca Sada/Cruzeiro por Ribeirão



Continue Lendo