Gamova faria sucesso no masculino?



Amigos e amigas, segue a coluna Saque publicada neste domingo no LANCE!

Ninguém ousa negar que a oposto russa Gamova, de 2,02m, é um fenômeno. Pelo menos quando encara outras mulheres, como visto no Campeonato Mundial do Japão. Não é preciso elogiar sua competência no ataque, sua presença no bloqueio e capacidade para fazer estragos com o saque. Mas como seria se a gigante (para os padrões do vôlei no feminino) jogasse contra os homens?

Para responder o questionamento desta coluna, nada melhor do que quatro titulares na conquista do Brasil no Mundial da Itália, há um mês, e um treinador que a enfrentou.

Bruninho, levantador
– A Gamova é uma grande jogadora e foi decisiva naquela final contra o Brasil. Se ela enfrentasse um time masculino, não faria feio, mas se tornaria uma jogadora ‘normal’, sem se destacar muito.

Rodrigão, central
– É difícil dizer se a Gamova poderia jogar contra um time masculino. Eu acho até que ela poderia se virar bem no ataque, mas encontraria muitas dificuldades no bloqueio. Lembro que já me fizeram uma pergunta parecida sobre a Mireia. Diziam até que ela treinava com a seleção masculina de Cuba para ganhar mais força, o que eu não duvido.

Lucão, central
– Eu acho que a Gamova não teria nenhuma condição de manter o seu padrão de jogo contra um time masculino. Ela impressiona porque é alta entre as mulheres, mas a diferença física para os homens é muito grande.

Leandro Vissotto, oposto
– A Gamova fez toda a diferença na final contra o Brasil. Mas acredito que ela seria uma jogadora comum se enfrentasse um time masculino. Ela é alta, mas ataca a 3,20m do chão, contra 3,50m dos homens de sua mesma altura. É uma diferença enorme.

Marcos Kwiek, brasileiro que comanda a República Dominicana
– Não sei se ela faria bonito jogando contra um time masculino, mas com certeza jogaria. É uma mulher de 2m de altura que sabe jogar. Como ela não joga passando, acho que jogaria facilmente, por ter muitos recursos no ataque. Jogando com um bom levantador, tenho certeza de que jogaria sim. Ela está em outro nivel, pode ter certeza.

Tirou suas conclusões? E qual sua análise sobre uma hipotética presença de Gamova em um jogo masculino? Opiniões para @danbortoletto no Twitter ou para o e-mail danielb@lancenet.com.br



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo