FIVB investe mais de R$ 1,3 milhão para deixar legado



A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) quer aproveitar a Rio-2016 para deixar uma boa impressão. E para isso vai investir mais de R$ 1,3 milhão para deixar projetos sociais como legado, além de montar um quartel-general para reunir patrocinadores, mostrar projetos e “vender” melhor o vôlei e o vôlei de praia como produtos.

Na sexta-feira, a entidade vai inaugurar a Casa do Vôlei. O espaço funcionará na Escola Municipal Cícero Pena, na Avenida Atlântica, em Copacabana. Ela foi reformada ao custo de US$ 200 mil, cerca de R$ 650 mil, segundo a própria FIVB, com renovação das partes hidráulica e elétrica, além de melhorias em salas de aula, banheiros, cozinha e telhado. O primeiro grande evento será no sábado, com o anúncio da sede do Campeonato Mundial de vôlei de praia de 2017. Já no dia 15, com a presença de vários ex-atletas, será formalizada a criação da Comissão de Atletas da FIVB (relembre aqui: Comissão de Atletas).

Fachada da escola em Copacabana que será a Casa do Vôlei (Divulgação)

Fachada da escola em Copacabana que será a Casa do Vôlei (Divulgação)

A visitação à Casa do Vôlei será restrita a quem tiver convites.

Já em frente ao local foi montado um complexo com seis quadras de vôlei, que vão abrigar clínicas especiais, entretenimento e jogos de exibição durante todos os dias da Olimpíada. As quadras são destinadas ao público em geral e ficarão em funcionamento entre os dias 6 e 21 de agosto.

O restante do investimento foi feito em dois centros de treinamento para crianças carentes. O primeiro foi lançado hoje, no Morro da Formiga, na Tijuca. O segundo será inaugurado na quinta, no Forte do Leme, para atender atender crianças e jovens das comunidades da Babilônia e do Chapéu Mangueira.

Os centros vão oferecer aulas gratuitas de segunda à sexta-feira e cada um deles vai atender mais de 600 crianças. A FIVB vai financiar o projeto ao longo de quatro anos, com investimento de R$ 650 mil na adequação do espaço, instrutores e equipamentos. A operação local será feita pela CBV, com larga experiência com o VivaVôlei.



  • Rento

    Daniel, sei que o momento é olímpico, mas também sei que vc é antenado na base e no volei de praia… neste sentido foi muito legal ver a Duda conquistando seu 3º título sub-19 (ela é fera!!!) junto com a Victoria, que é uma quase irmã dela… A outra dupla brasileira ficou em 4º. No masculino Renato e Rafael também ganharam o ouro! Muito legal, e a outra dupla brasileira foi desclassifica pelo letões ( não tenho certeza) que ficaram com o segundo lugar… Pelo visto estamos no caminho certo na base do volei de praia! o que acha? Não merece um tópico? kkkkk Abração!!! Ansioso pelas olímpiadas!!! #VaiBrasil

MaisRecentes

Vaivém: Ju Carrijo em Bauru



Continue Lendo

Vaivém: Primeiros nomes certos em Campinas



Continue Lendo

Lançamento do uniforme em grande estilo



Continue Lendo