Final feliz na novela Jaqueline



Finalmente o desfecho que muitos torcedores esperavam aconteceu.

Jaque posa com o novo uniforme (divulgação)

Jaque posa com o novo uniforme (divulgação)

Jaqueline foi confirmada como jogadora do Camponesa/Minas no início da madrugada desta terça-feira.

Uma ótima notícia para o tradicional clube, que volta a ter um time competitivo após várias temporadas sem brilhar na Superliga. Muito bom para a ponta também, que afasta o risco de ficar apenas treinando enquanto a Seleção não retoma as atividades.

A apresentação oficial acontecerá amanhã, na Arena do Minas Tênis Clube. Como tudo nesta vida depende um pouco da sorte, eu deverei estar no evento, já que estou em BH para participar de um seminário sobre esporte olímpico.

Daqui a pouco começa o ciclo de palestras. Deixo vocês comentando a notícia aqui e voltarei mais tarde.

 



  • Léo

    Guenta coração!!!!!!

  • Arlindo

    Eu preferia ver a Jaque no Pinheiros ao Minas, mas é o que temos.

    Se a Walewska e a Gattaz jogarem em alto nível, o Minas vai ter chance de surpreender e chegar à semifinal pq o resto do time……….

  • André

    Génial !!! Este time entrosado vai dar trabalho. Ótima linha de passe, duas ótimas centrais… E Jacqueline, com certeza, vai dar sangue para derrubar outros clubes que a preteriram. Adorei!!

  • Raphael

    Boa notícia, quem sabe essa contratação eleva o Minas a um patamar mais elevado na disputa na SuperLiga esse ano, pois me parece até então, que a disputa vai ficar bem polarizada, com poucos clubes muito fortes e a maioria com equipes bem fracas. Abraço!

  • cesar silva

    Parabéns ao Minas pela contratação, e parabéns à Jaqueline pela determinação. Espero que possa fazer uma ótima super liga pelo clube que a contratou. Sou super-fã da Jaqueline, e também torcedor do Osasco, mas agora com a ida dela para Minas, vou ficar torcendo por esse respeitado clube também. Go Minas!!!

  • Rodrigo Coimbra

    Bom, a prioridade do Camponesa/Minas agr é uma boa levantadora, pois vacilaram com a Fernandinha e a Yael, mesmo a libero sendo mediana quem tem Mari P. e Jaqueline não tem no que se preocupar pq as duas ponteiras são mt boas no passe e são mt técnicas no ataque tbm, é arriscado ser o time com maior volume de jogo da Superliga valorizando tbm uma dupla invejável, Walewska e Carol G. (Valquíria). A Lia é uma boa oposta e tem a Ju Nogueira que é mais ou menos. Acredito que o Minas vai brigar por uma boa colocação! Boa contratação.

  • paulittus

    Se a Walewska e a Gattaz continuarem seguras como foram contra o Praia, a Lia mais agressiva no ataque como quando jogava no time do Brusque e Mari Paraíba continuar virando as bolas como contra o praia, a chegada da Jaqueline vai ajudar o time a brigar sim pelas semis do campeonato!!! Pena o time ter deixado escapar uma levantadora mais regular como a Ana Tiemi ou a Yael!!! Mas acredito em bom jogos da equipe!!!

  • klaus

    Muito feliz mesmo pela Jaque.Ela merece e só mesmo no Brasil pra que uma jogadora do nível dela, pra mim a mais completa do mundo em todos os fundamentos ,ter essa dificuldade em arrumar um clube.Por tudo que ela passou, esse ano a minha torcida será para o Minas e que ela faça os demais se arrependerem de não tê-la contratado.

  • Mari

    Eu preferia a Jaque no Pinheiros tb, o time do Minas é mt fraquinho e a levantadora muito limitada. Mas eu vou torcer para que seja uma temporada boa pra ela.

    • Marcio Fu

      Talvez a levantadora seja “limitada” porque o passe não estava tão bom. Com Jaqueline dominando o fundo de quadra, acredito que ela só tende a crescer!

  • gilberto

    bom para todos, principalmente para o Brasil, que verá uma de suas principal estrela em quadra.
    aproveito o momento Daniel para lhe pedir se possível, conteúdos do que for debatido nessa conferencia a qual você vai participar. o motivo é que eu trabalho na prefeitura de um município no interior de Goiás e temos em mente implantar um núcleo de esportes olímpico aqui em nossa cidade e nos falta conteúdos e conhecimento de onde buscar recursos e informações que nos ajude em nossa empreitada.
    agradeço a atenção, abraços, Gilberto Rosa.

  • Marcelo

    Não entendo essa jogadora, pois somente o Osasco tinha duas jogadoras de 7 pontos. Mas ela conseguiu fazer com que a midia cobrisse a sua tristeza e “desespero” por estar desempregada. Realmente, é a jogadora mais inteligente do volei mundial, sua vida pessoal repercute mais que as suas atuações.

    • Marcio Fu

      A questão da Jaque era mais salário do que ranking. O único time com grana para bancá-la, sem necessidade de outros patrocinadores, era o Osasco. Por isso o drama todo!

  • “Doidinha por vôlei”

    Feliz pela excelente jogadora tecnicamente falando, estamos todos: o Minas, o vôlei, a Superliga e nós amantes do bom voleibol temos de estar felizes sim pelo retorno da grande jogadora que é a Jaqueline.
    Mas pelo que ele andou “choramingando”, reclamando de tudo e de todos injustamente, afinal certo ou errado o tal do ranking da CBV (vejam que eu não concordo com este ranking atual da CBV, porque ele já foi muito mexido ao longo dos anos) ele é para todas as jogadoras e ninguém têm culpa dela ser casada com um também jogador de vôlei e muito menos de ter um filho pequeno. Ou alguém se esquece dos 500 mil dólares propostos por um time do japão, que ela recusou.
    Então amigos, deixando o emocional de lado e vendo a razão ela ano passado não agiu corretamente com o Osasco e depois se fez de vítima, só isto. E agora também não vem com essa de que acabou o medo. Medo do quê? Não deve ser do salário que pode não ser os 500 mil dólares na temporada mas deve ser pelo menos uns 250/300 mil dólares. Então, FINAL FELIZ! Ela conseguiu juntar o útil ao agradável de certa forma, mas vítima não! Melhor ela para de reclamar e fazer o que de melhor ela faz que é JOGAR!

  • “Doidinha por vôlei”

    Feliz pela excelente jogadora tecnicamente falando, estamos todos: o Minas, o vôlei, a Superliga e nós amantes do bom voleibol temos de estar felizes sim pelo retorno da grande jogadora que é a Jaqueline.
    Mas pelo que ele andou “choramingando”, reclamando de tudo e de todos injustamente, afinal certo ou errado o tal do ranking da CBV (vejam que eu não concordo com este ranking atual da CBV, porque ele já foi muito mexido ao longo dos anos) ele é para todas as jogadoras e ninguém têm culpa dela ser casada com um também jogador de vôlei e muito menos de ter um filho pequeno. Ou alguém se esquece dos 500 mil dólares propostos por um time do japão, que ela recusou.
    Então amigos, deixando o emocional de lado e vendo a razão ela ano passado não agiu corretamente com o Osasco e depois se fez de vítima, só isto. E agora também não vem com essa de que acabou o medo. Medo do quê? Não deve ser do salário que pode não ser os 500 mil dólares na temporada mas deve ser pelo menos uns 250/300 mil dólares. Então, FINAL FELIZ! Ela conseguiu juntar o útil ao agradável de certa forma, mas vítima não! Melhor ela para de reclamar e fazer o que de melhor ela faz que é JOGAR!

  • Luis Fernando Albuquerque

    Ainda reclamam do Ranking, senão fosse o ranking a Jaqueline não estaria no Minas, time de tradição que luta todos os anos para montar uma boa equipe, Tandara não estaria no Praia, Fabiana não estaria no Sesi. Estariam todas em Osasco, q já se beneficiou do ranking diversas vezes, montou uma seleção brasileira, e perdeu pro Rio de Janeiro, sem nenhuma jogadora 7 na época. As que saíram se tivessem aceitado um salario um pouco menor, com certeza estariam jogando no Brasil, saíram porque quiseram.

  • Caro Daniel, porque as seleções de vôlei infantis do Brasil (masculina e feminina) NAO FORAM ao Sulamericano apos serem convocadas e estarem treinando, alem de que a competição estava no calendário oficial da CBV e da CSV? Sao categorias fundamentais na formação de novas gerações de atletas e as seleções NAO FORAM a Argentina e Peru respectivamente?? o que aconteceu para justificar tal absurdo????

    • Daniel Bortoletto

      não sei, Andre. mas é estranho mesmo

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo