Finais da Superliga em Brasília



A CBV anunciou, nesta quinta-feira, que a cidade de Brasília vai receber as finais da Superliga 2015/2016.

O Ginásio Nilson Nelson, será o palco da decisão feminina, no dia 3 de abril, e da masculina, uma semana depois.

Segundo a entidade, a cidade foi escolhida “por ter um ginásio que oferece boa estrutura e, especialmente, por ser uma cidade que tem, por tradição, um público amante do voleibol”.

O local é um daqueles fenômenos de encolhimento com o passar do ano. Inaugurado na década de 1970, tinha capacidade para quase 25 mil pessoas. No início dos anos 1990, o teto do Nilson Nelson desabou após uma tempestade na cidade.  Há oito anos, uma grande reforma aconteceu no ginásio antes de um Mundial de futsal. A capacidade caiu para 16 mil, mas os eventos não costumam ter liberação para receber mais do que 14 mil.

Registro do jogo Brasil x Bulgária, pela Liga Mundial, em 2013

Registro do jogo Brasil x Bulgária, pela Liga Mundial, em 2013

Nos últimos anos ele passou a receber os jogos do Brasília pelo Novo Basquete Brasil.

A Seleção Brasileira masculina já realizou diversos jogos de fase inicial da Liga Mundial no Nilson Nelson. Os últimos foram em 2013, contra os búlgaros.

 



  • Matheus Melo

    Faltou a informação mais importante na matéria, o Rexona -Ades por ter se classificado em primeiro lugar, chagando a final teria direito de jogar em casa, ou seja, no Rio de Janeiro. Por que isso mudou blogueiro?

    • Daniel Bortoletto

      Do regulamento:

      – Na final (Feminino e Masculino), independente da emissora de Televisão que estiver
      transmitindo a partida, o mando de quadra será sempre da CBV.
      16.1. – A sede do jogo único da Final da Superliga Feminina e Masculina, será definido
      pela CBV, podendo ser realizado em qualquer estado do território brasileiro,
      independente das equipes classificadas.

      • Jorge

        Não era isso que o regulamento dizia quando a Superliga foi lançada Daniel, quando a CBV quer, ela muda tudo e está pouco se lixando para a opinião dos clubes.

  • fabio

    Os melhores jogos do campeonato serão realizados na cidade que não terá representantes na final. Não dá para entender. Até o basquete que está cada vez mais desorganizado terá playoffs finais na cidades das equipes que disputam o título. Saudades do voleibol dos velhos tempos.

  • Edu

    Nos últimos dois meses de campeonato se fez um rx das condições de manutenção e uso das instalações em que se abriga o voleibol brasileiro.Em Brasilia, uma parte do forro do ginásio do Sesi começou a se desfazer lançando os detritos em plena partida do Brasilia.Culparam a força do vento.Em São Caetano, um principio de incêndio no teto do ginásio municipal.Um funcionário corajoso ou essencialmente despreocupado sobe no telhado sem nenhum equipamento de segurança e despeja o conteúdo do extintor debelando o fogo e sujando a quadra.Isso em plena partida do time do ABC.No ginásio do Tijuca uma goteira constante interrompe a partida entre o RJ e o Minas.Se faz a espera de mais de 40 minutos quando o regulamentar geralmente e na casa dos 25 minutos.Para preencher conversa os narradores minimizam a situação como um fato corriqueiro e sem importância.Agora os jogos das finais, tanto a masculina como a feminina, são transferidos para Brasilia se o próprio regulamento contemplava que os prováveis finalistas: o Sada e o Rexona(já confirmado) receberiam o bônus de sediar o jogo por exercer a liderança do campeonato.O ginásio de Contagem se considerou, na minha opinião, acanhado e menor para uma eventual final.E no Rio de Janeiro as instalações do Maracanãzinho esta comprometida com as obras para os jogos de olimpicos.

  • Edu

    Caro Daniel,permita-me abordar 3 tópicos nem tão breves que tomei conhecimento hoje referentes ao vólei.A crise terrível no time feminino de Araraquara que até o ano passado disputava a Superliga e o Paulista.O time perdeu no inicio do ano o patrocínio da Universidade que bancava a equipe.Um time que era organizadinho e com orçamento enxuto o que não garantia grandes talentos e jogadoras reconhecidas. Único com 100% de comissão técnica feminina.Pois bem, a técnica Sandra Leão, esta fazendo praticamente das tripas o coração e vendendo bens pessoais para garantir a manutenção da equipe para disputar o acesso a volta da Superliga.Para garantir a subsistência do projeto esportivo.Caso não consiga, o time não tem condições de se manter mais um ano na serie B e pode sofrer a punição da suspensão do vinculo federativo caso fique 2017 sem disputar a serie B.O caso Tandara.Ficou constrangedor, feio até, a revelação que o gerente de vólei do Praia e que decidiu suspender os pagamentos da Tandara no final da sua gravidez alegando irresponsabilidade profissional.Poderia se tentar um acordo celebrando um eventual contrato futuro mas suspender os pagamentos sob essa alegação e na condição de gestante que necessita amparo e cuidado demonstra mais que um retrocesso.O caso atrasado e irracional que se praticava até meados do seculo XX em que as domesticas eram demitidas e expulsas do seu local de trabalho quando residiam nas casas dos patrões ao engravidarem.O esporte como um todo e o mundo evoluiu.Sim, existem alguns questionamentos a se fazer nesse caso mas não suspender os pagamentos e o caso se tornasse público quando chegou a justiça.Tandara dificilmente irá perder essa causa que lhe é favorecida em todos os sentidos.Poderia haver um maior comprometimento maior profissional, concordo,mas também ela carrega uma especie de fardo já que o marido e um jogador em reconhecido declínio profissional que nessa temporada precisou ser contrapeso no contrato da esposa com o Minas.Foi revelado também as condições recebidas por Fabíola no Vollero quando ela anunciou a gravidez ao time.O contrato negociado era de 6 meses.A gravidez foi descoberta aos 40 dias.Ela comunicou ao clube a situação.Não gostaram.A norma nesses casos na Europa e receber duas semanas adicionais e suspender o contrato.Pela forma que ela agregou ao time o Vollero exetndeu por mais 3 meses sua participação na equipe.Inclusive com ela jogando com a barriguinha visivel de 4 meses e meio de gravidez a CL.Renovaram antecipadamente seu contrato para 2016-17 e lhe deram o restante dos 3 meses de forma antecipada em um só pagamento para fazer ajudar nas despesas médicas e hospitalares da gravidez.Tanto que a levantadora contratada para substitui-la, Barakova, da seleção búlgara,bem mais jovem, não agradou tanto.Promoveram a terceira levantadora para reserva imediata da titular e a Barakova ficou como terceira opção de levantadora.Para encerrar esse quase manifesto mencionar a entrevista da Logan Tom ao site da NBC(segunda maior rede de televisão dos EUA).Faz um retrospecto da carreira (Tom foi eleita a maior jogadora do voleibol feminino dos EUA segunda a federação estadunidense de vôlei).Segundo ela, depois de romper os ligamentos do tornozelo de forma grave na passagem pelo Rexona ela retorna aos EUA e pede uma bolsa na Universidade de Stanford para terminar os estudos universitários já que estava inapta a jogar por meses.Ao finalizar o curso de relações internacionais recebeu a proposta para ser a técnica de voleibol feminino da universidade.Considerava se iria aceitar a proposta quando recebeu uma oferta do voleibol italiano.Foi mais forte e se preparava para ir a Europa quando recebe um telefonema do Kirally que agradece muito tudo que ela fez para a seleção mas comunica que como técnico ela não iria mais ser novamente convocada para a seleção.Mesmo sendo a atleta americana de vôlei com mais jogos oficiais disputados.Moral da história, faz 3 anos e ela não recebeu mais nenhuma convocação e que o Kirally comunicou a pessoas que trabalham na comissão técnica que ele prefere trabalhar com jogadoras de até no máximo 29 anos.Dois fatos questionam essa versão da faixa etária restritiva.A Larson hoje tem 30 anos.Provavelmente a jogadora mais completa da atualidade nos últimos 3 anos.Segundo, a própria situação da Thompson , 32 anos,que parecia riscada dos planos preterida em favor da jovem Kreklow de 24 anos.Porém, Kreklow foi para a reserva do Eczasibasi, perdendo espaço e a Thompson ressurgiu praticamente do limbo fazendo grande temporada no Brasil.

    • Billy

      Li uma entrevista da Logan Tom e ela deixou transparecer nitidamente o quão decepcionada ficou após o telefonema do técnico Kiraly à ela.Mas eu acho que o tempo da Tom na seleção americana já foi prás cucuias mesmo.Hoje os EUA têm jogadoras mais altas e gabaritadas do que ela,na minha opinião.

      • Edu

        E a mesma sensação que sinto quando mencionam o desatino eufemismo de absurdo, de falar que a PP, como todo respeito, deveria voltar a seleção.Justo no momento em que a Natália é a maior jogadora do voleibol brasileiro jogando na Superliga e a Gaby explodindo na miraculosa velocidade e melhorando muito na recepção de passe.E com o Garay brilhando no Dinâmo Moscou favorito absoluto ao título do campeonato russo.Dando um 3 a zero seguido no Dínamo Kazan nas duas rodadas.Trabalho realçado pela Natália Goncharova, hoje a maior jogadora do voleibol russo,que fez questão, numa entrevista recente,de dizer que a Garay elevou muito o padrão do time com sua entrada.Quanto a Logan a declaração dela veio ao encontro depois da sua eleição pela Federação de Voleibol Estadunidense de maior jogadora de voleibol da história do pais.

MaisRecentes

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo

Após virada incrível no 3º set, Minas avança na Copa



Continue Lendo