Façam suas apostas



China x Japão (1)

Brasil x Rússia (2)

EUA x República Dominicana (3)

Itália x Coreia do Sul (4)

Definidas as quartas de final e o emparceiramento para a semi (1×2 e 3×4). Será que a bola de cristal de vocês está funcionando?

Pela lógica e pelo apresentado na primeira fase, a final será entre russas e americanas. Mas, em esporte e principalmente Olimpíada, não é possível cravar e ter certeza disso.

Como brasileiro, espero que a lógica não prevaleça na partida 2 das quartas de final. O time de Zé Roberto envelheceu alguns anos nos últimos dias. Atuações coletivas e individuais abaixo da média, risco de eliminação precoce e muita pressão para seguir na briga por medalha. Tudo isso pode servir, sim, de combustível em um clássico com as russas.

É perceptível pelas declarações pós-vitória sobre a Sérvia:

– Foi um longo dia de angústia grande. Tivemos uma situação extremamente difícil, vivemos e agora é hora de aproveitar esse aprendizado. Não tem esse de ficar remoendo erros – disse Zé Roberto.

– Tive uma noite mal dormida. Pegamos um pouco de Coreia e China porque foi na hora do nosso treinamento e não tinha como ficar tranquila. Na verdade, o campeonato começa agora. Eu prefiro jogar contra a Rússia, mas não tem essa história de fantasma – comentou Fabiana.

– Mas não foi um dia tranquilo. A gente imaginava que China e Coreia fosse dar um 3 a 2, porque já se falava nisso – finalizou Dani Lins.

No mais, são times que se conhecem muito bem. Bola para Gamova e pancada. Não existe um mistério a ser desvendado. As russas não erram muito, mas não possuem tanto volume de jogo, algo que irrita o Brasil em certos momentos. Então, o sonho do bi segue vivo.



MaisRecentes

Conheça Kadu, a novidade da Seleção nos jogos pré-Mundial



Continue Lendo

Em dia de justa homenagem por ouro em Pequim, Brasil perde a quarta seguida



Continue Lendo

Coluna: Uma semana estranha para o vôlei brasileiro



Continue Lendo