Fabíola pode ser liberada para treinos nesta semana



A levantadora Fabíola deve se apresentar para os treinos da Seleção Brasileira na próxima semana.

Segundo o técnico José Roberto Guimarães, a jogadora terá uma consulta médica na terça-feira. E ele espera que ela seja liberada para iniciar os treinamentos.

– Se tudo correr bem, no dia 19 ela estará liberada e outro dia já poderá treinar conosco – disse o tricampeão olímpico.

Fabíola com a filha recém-nascida (Divulgação)

Fabíola com a filha recém-nascida (Divulgação)

Fabíola teve a segunda filha (Annah Vitória) no último dia 19 de maio, em Brasília. Como o parto foi normal, ela manteve as chances de disputar os Jogos Olímpicos. A recuperação está dentro do previsto, com a liberação para atividades físicas acontecendo exatamente um mês após o parto.

A jogadora foi acompanhada pela comissão técnica da Seleção durante toda a gravidez. Fez inclusive trabalhos físicos com José Elias de Proença, preparador do time brasileiro, em Brasília, até dias antes do nascimento de Annah Vitória.

Caso seja liberada na próxima semana Fabíola iniciará os treinos sem as demais companheiras, que embarcam para a China, local da disputa da etapa de Macau.



  • Edu

    Mesmo sendo a levantadora brasileira que mais se destacou no período 2015-16, a convocação da Fabíola se próxima de se tornar um imbróglio problemático no processo indeciso de escolha de ZRG. Na semana em que a equipe se desloca a Asia para cumprimento de mais uma fase de GP e ela, teoricamente, se apresenta ao grupo em condições físicas e técnicas naturais desfavoráveis em relação ao restante do grupo.Impossível não pensar que pesa nesta decisão um tentativa de remissão do ZRG e seu prematuro e injustificadamente,sob o ponto de vista técnico, opção de corte( a escolhida,não correspondeu e caso a equipe não reagisse e a Dani não desatasse o nó, as consequências seriam trágicas na iminência da desclassificação na primeira fase olímpica).Situação mais grave, porém , e a da própria Jaqueline, com 99,9% de chances de corte caso a Olimpíada ocorresse nos próximos 30 dias e com praticamente solenização da prodigiosa Gabi como a sétima jogadora do elenco principal.O alento e que na passagem do GP por aqui revimos a Bracosevic jogar com vontade e técnica.Longe das quadras a quase dois anos e convalescente de uma retirada forçada pela gravidez e a tranquilidade de ter casado com um milionário italiano. demonstrou que quer voltar não apenas a seleção como retomar a titularidade da posição.Quanto a Fabíola ela enfrentará um novo desafio ,também sérvio,depois da Olimpiada. Seu novo treinador sera o Zoran Terzic, técnico da seleção Servia, que assinou com o Vollero em detrimento ao sereno holandes e ex levantador Avitel Selinger que a prestigiou mesmo gravida dentro da equipe suiça Dividindo igualmente espaço com a então titular e servia Zivckovic. Terzic, um reconhecido treinador e de filosofia de nascente em um navio, com a carranca de enjoado, terá na sua futura equipe duas atletas de sua seleção no elenco.A libero Popovic e Zikvovic. Pela fluência no relacionamento do idioma, e por não ser reconhecido por seu talento de poliglota,indiretamente dará prioridade na formação principal a essas duas atletas.Um fator a considerar a favor da Fabíola, porém, e que ele conhece de perto o trabalho realizado pela levantadora no campeonato russo quando treinou o Omichka .Equipe que sob sua direção se tornou a terceira força do campeonato feminino russo com menos recursos que os considerados gigantes Dinamo Moscou,Dinamo Kazan e o Dinamo Krasnodar.E ,após a sua saída, corroida por uma grave crise financeira, desceu a ladeira para a penúltima força do voleibol russo feminino.

MaisRecentes

A dinastia do Sada/Cruzeiro



Continue Lendo

As semifinais do Sul-Americano



Continue Lendo

As transmissões pela web começaram



Continue Lendo