EXCLUSIVO: Clubes voltam a bater pesado na organização da Superliga



Clubes e CBV seguem em rota de colisão neste início de Superliga.

O clima voltou a esquentar neste fim de semana. Vittorio Medioli, presidente do Sada/Cruzeiro e um dos líderes da Associação de Clubes, reclamou com a entidade da ausência de transmissão da partida entre o time mineiro e o Funvic/Taubaté, no sábado.

Ele ainda voltou a contestar a entidade sobre a decisão de fazer a final da competição masculina em jogo único, contrariando a posição dos clubes. E não poupou críticas à forma com a competição é gerida.

Como se vê a partir do e-mail abaixo (na íntegra, sem qualquer correção), a relação azeda a cada dia que passa.

Prezado Renato D’ Ávila,

Escrevo-lhe indignado por sermos nesse momento cobrados de toda parte pela falta de televisionamento hoje de Cruzeiro x Taubaté, jogo que terá a nata do vôlei nacional e mundial. Ainda durante a semana fomos privados da transmissão de Taubate e SESI que escalava vários campeões olímpicos e mundiais em quadra, representando um dos 4 jogos mais importante do torneio.

Isso mostra a incapacidade de CBV atender ao interesse comezinho do vôlei nacional, em organizar um torneio com os cuidados que exige. Dessa forma geram-se prejuízos incalculáveis aos clubes, a imagem do Brasil no exterior e penalizam-se os esforços para levantar o nível do vôlei nacional.

É inconcebível que no trato com SPORTV, a CBV não tenha se lembrado e não se importe absolutamente em atender ao anseio das torcidas, dos amantes da modalidade e ao interesse do setor. Ainda descartar e humilhar os melhores valores que existem no torneio.

Reafirmo que a questão dos 3 jogos para decidir a final a nosso ver não está encerrada com a redução anunciada por CBV para um único jogo. Isso representa uma perda financeira aos clubes de mais de R$ 3 milhões com a bilheteria de 3 ou 5 jogos de final.

As regras adotadas internacionalmente é de 5 jogos e CBV é filiada a FIVB, desrespeita assim um entendimento internacional consagrado e o calendário internacional.

A incapacidade de organizar um formato que atenda ao mundo do Vôlei mostra ainda que os valores de televisionamento de todo o torneio da Superliga (R$ 3 milhões anunciados por CBV e retidos integralmente alegando custos de organização) representam menos que a bilheteria dos jogos finais na melhor de 5 jogos.

Os clubes não se importam de não ter a transmissão na teve aberta das finais, pode ser em tevê fechada ou até não ter transmissão em face a perda de propriedades e de  bilheteria. Ainda registramos que  penalizam-se os atletas e tolhe as torcidas a possibilidade de seguir seus clubes de perto.
Nas ultimas finais a carga máxima de ingresso para nosso clube foi de 2 mil ingressos com pedidos de até 25 mil. CBV evidentemente não acompanha , o desconsidera o crescimento de Superliga. Tomam-se atitudes autoritárias em desrespeito a decisão plenaria de 11 contra 1 voto decidida em sede de discussão.

A produção de um jogo do nível Cruzeiro x Taubaté interessa ao mundo inteiro assistir, recebemos da Itália mais de 10 mensagem para saber como acessar as imagens desse jogo e até da Russia, França Polônia e Japão.

Essas omissões ofendem o vôlei nacional, apequenam a CBV uma instituição que se monstra fora de sintonia com o mundo de profissionais (atletas, técnicos), torcedores e dirigentes do vôlei e os patrocinadores.

Estamos assistindo na Band Esporte a jogos de torneio realizados na Itália, na França e na Turquia sem termos a possibilidade de assistir a jogos de melhor qualidade e interesse que envolvem nossos atletas no Brasil.

Vivemos um profundo desconforto que nos leva a divulgar a nossa torcida os reais motivos dessa situação inconcebível.



  • Alex

    São verdade ..
    mas vendo os jogos , infelizmente, eu tenho que admitir que a Superliga hoje é muito inferior tecnicamente ao campeonato italiano, turco e russo.
    O nível geral do jogo é muito melhor enguanto aqui temos apenas 2 ou 3 equipes competitivas e o resto é quase nada.

    • André

      Concordo.

  • CLEVERTON

    . Esse senhor disse tudo, no meu ponto de vista, essa situação caminha para uma liga independente. Agora não adiante essa independência e fechar contrato com Globo/Sportv.

    • Valdir

      Até adianta, mas com um contrato que valorize a superliga, e não a situação atual.

  • André

    Com este cenário o nível da Superliga só cai.

  • Alex

    Gostaria de acrescentar que nunca outros países podem estar interessados na transmissão da Superliga masculina inteira por exemplo onde apenas um ou dois jogos por temporada são equilibrados. Infelizmente não. Na Itália, há pelo menos oito equipes que podem chegar à final, na Rússia 6 …. e no Brasil? Cruzeiro e Taubaté (Sesi? Talvez). Decepcionante.

    • isso acontece devido ah isso mesmo,sacanagem com o time de UFJF que não vai ter nenhum jogo televsionado no Sportv,imagina oque é isso,o quão deve ser decepcionante para ele,na Liga Russa temos Dynamo Moscow,Belogorie Belgorod,Zenit Kazan,Novosibirsk,Musersky,Anderson,Leon,Zaytsev,Mikhaylov,aki no Brasil só os brasileiros e o unico estrangeiro de nivel e o Leal

      • Alex

        Na Italia tambem ….tem Modena, Macerata, Ravenna, Verona, Perugia , Piacenza com Sander,Kaziyski,Atanasijevic,Ostapenko, De Cecco, Bruno, Ngapeth, Kurek Podrascanin, Le Roux, Henno ,Toniutti etc e o nivel é bem alto….imagina se não houvesse crise…..aqui SEMPRE OS MESMOS JOGADORES há anos…fica chato tambem acompanhar..

  • Renan

    O Brasil está caminhando para a falência do futebol, vôlei, basquete entre outros. Um exemplo é o futebol, esse monopólio que dura a anos da rede globo enfraquece o esporte brasileiro. Emissoras como record, band, sbt, poderiam sim transmitir jogos de futebol, volei, e com isso os clubes ganhariam muito mais dinheiro as empresas pagariam bem mais patrocínios na camisa enfim a GLOBO DITA AS REGRAS FAZ UQ ELA QUER E COM ISSO LEVA A FALENCIA O ESPORTE NO BRASIL.

    • Renan

      PELO AMOR DE DEUS ALGUM DIRIGENTE TOME A FRENTE NESSE PAIS E MUDE ESSE CENÁRIO DE TUDO SER DA GLOBO NINGUEM AGUENTA MAIS ISSO.

  • Lilika

    O problema é sério…mas….adianta reclamar?!? Não…os direitos de transmissão por exemplo já estão vendidos acho que por pelo menos mais 3 temporadas se não me engano…

    • Queline

      Perfeito já ta vendido como se quebra um contrato desse de milhões, mais o culpado é se Ary desgraça fez o q fez e meteu o pé, então essa administração está de mãos atadas.

    • klaus

      Acho que é muito válido reclamar sim.Esse e-mail certamente foi redigido baseado também em muitas reclamações de torcedores que esperavam o televisionamento .Essa pressão é importante para que a CBV e o Sportv se sintam pressionados.O Sportv perdeu a disputa pela Liga dos Campeões e o vôlei é o segundo esporte mais visto na tv fechada.Não vão querer perder essa competição para a concorrência.

      • JR

        Concordo Klaus! Acho q de imediato, a curto prazo, poucas mudanças ocorrerão. Mas será através dessa briga, dessa constante cobrança que o Sada está fazendo e outros mais, que teremos chances de ver alguma mudança significativa.

  • Elcio

    Brasil Kirin – 9 jogos
    SADA/Cruzeiro – 7 jogos
    Canoas – 7 jogos
    SESI – 5 jogos
    Montes Claros – 4 jogos
    São José dos Campos – 4 jogos
    Taubaté/FUNVIC – 4jogos
    Minas Tênis – 3 jogos
    Ziober/Maringá – 3 jogos
    Voleisul Pauetá – 3 jogos
    São Bernardo – 1 jogo
    UFJF – Zero jogos

    Alguém me explica o critério do SporTV (leia-se GLOBO) utilizado na escolha dos jogos que serão transmitidos ao vivo??? Por que a UFJF não vai ter nenhum jogo transmitido????? Isso é um boicote ou só passa jogo de quem paga????

    • André Gustavo

      Só de quem paga com toda certeza!!

  • Andréa

    Falou tudo!!!! O Sportv tem três canais, mas prefere passar jogo da terceira divisão do futebol do que passar vôlei. Um absurdo!!!

  • André Gustavo

    Concordo com o dirigente do Sada é um absurdo ser transmitido o jogo do Brasil Kirin ou invés dos dois times que acredito eu, tenham um dos maiores investimentos para esta superliga, O Sada indiscutivelmente atual BI Campeã e o Taubaté que repatriou vários jogadores tais como: Raphael (Europa), Dante (Asia), Lipe (Europa) e conta com outros conhecidos como Sidão, Lorena, Felipe entre outros; Foi frustrante ainda, buscar informações sobre esse jogo no site da CBV que convenhamos é muito ruim!! E só mais uma observação o próximo jogo que será transmitido é do Brasil Kirin novamente!! Por que será!! Vamos boicotar o Sportv no Sabado acredito que será a unica saída!!

    • Alex

      Sempre os mesmos jogadores….Lipe, Dante Lorena. Sidao…olha a novidade né…

  • Edu

    A própria decisão da organização Globo em não exibir no canal aberto os jogos da seleção brasileira no campeonato mundial de 2014 e o maior evento do vólei fora do âmbito olímpico já coloca em xeque qual a verdadeira validade e dimensão benéfica desse contrato.Essas mesmas competições foram exibidas pelo canal aberto em seu certame anterior alcançando uma amplitude maior de telespectadores e promoção de mídia.Fora o fato redundante da omissão ao patrocinador master das equipes enquanto não se casa um adicional publicitário necessário para tanto.Com as condições de mercado existentes representado numa semi ociosidade da Record News(no canal fechado) e um EI recebendo investimentos pesados de um braço da Warner.Com a presença da FOX Sports,da ESPN, mais tradicional, parece existir uma absoluta acomodação da CBV em buscar melhorias ampliando e inovando o espaço do volei na televisão.Desconhecendo que esse produto, no caso, para a pretensa líder de audiência, já parece não representar prioridade.A ausência da transmissão do jogos da rodada entre nos chamados clássicos do vólei como o ocorrido entre o Sesi X Taubaté e o primeiro colocado(Cruzeiro ) contra o segundo (Taubaté)da Superliga já caracteriza a displicência e descaso absurdo dos proprietários dos direitos de exibição em oferecer o melhor produto esportivo disponível aos seus assinantes e telespectadores.

    • SERGIO C. FRANCISCO

      ORGANIZAÇÕES GLOBO, CANCER GERAL NA VIDA DOS BRASILEIROS. NA POLÍTICA, NO ESPORTE… ATÉ QUANDO OS BRASILEIROS VÃO AGUENTAR ISSO?! VIVA AS NOVELAS!. PUTZ…

  • Tudor Isso e porque Mina’s esta no senario esportivo nacional, CRUZEIRO e atletico disputando a copa do Brasil e Brasileiro com Isso Mao querem divulgarem porque times considerados grandes do eixo do mal ja nao tem mais chances de conquistas ate Que consiga um jeitinho como ja aconteceu da antecipacao do jogo do SAO PAULO X INTERNACIONAL.. Saudades Celestessssss. Zzzzzzzeeeeiiiirrrroooooo leao, boca raton fl.USA

  • ALINE

    Considero que o MODELO IDEAL para a fase mata-mata foi a adotada no Campeonato Paulista e que também é adotada na Europa:
    1. Um JOGO DE IDA e um JOGO DE VOLTA;
    2. Desempate no GOLDEN SET, se necessário;
    Jogo de ida e volta é mais JUSTO contempla as 2 torcidas de ambos os times e EVITA O EXCESSO DE JOGOS DE PLAY-OFFS extensos.
    O CAMPEONATO PAULISTA foi um grande sucesso, PENA QUE NÃO TEVE MAIOR DIVULGAÇÃO NA MÍDIA!!!

    • sinceramente é muito díficil fazer isso

  • Cristiana

    Eu gostaria de fazer uma proposta, sei que é dolorosa mas nós também podemos mudar o vôlei. Que tal se nós boicotarmos a Superliga e não irmos mais nos ginásios assistir os jogos enquanto a coisa não mudar. E também não assistir as partidas da TV. Se fizermos isso o SPORTV (Globo) perde audiência e vai ser obrigado a deixar outra tv comercializar as transmissões. Nós podemos acompanhar os jogos pela internet. Sem audiência, a televisão não tem motivos para transmitir.
    Queremos fim do ranqueamento e finais com melhores de 3 como já é no basquete. Só assim os times irão ficar mais competitivos e vai deixar de ter time que fica somente uma ou duas temporadas e depois acaba (como o RJX no masculino e Amil no feminino).
    Eu levanto essa bandeira, o que acham?

  • Sergio

    Quem manda nas transmissões esportivas no Brasil é a Rede Globo. Ela compra os direitos de transmissão e só transmite aquilo que ela quer e que dá lucro. O resto ela proíbe de ser transmitido.
    A não ser que apareçam outras NBA no Brasil, que vai mudar o basquete brasileiro, continuaremos a assistir a falência do esporte brasileiro. Não é possível termos que engolir, goela abaixo, jogos intermináveis do Corintians na Globo, jogos sem expressão no SPORTV enquanto outros jogos muito mais interessantes estão sendo disputados. Infelizmente não temos no Brasil ninguém que consiga fazer frente à Rede Globo para mudar esse cenário, a não ser que outras NBA surjam e nos ajudem.

  • Carlos

    O vôlei está caminhando para o fundo do poço, o mesmo lugar onde o basquete já esteve. CBV e sportv(globo) fazem o que querem com o esporte no nível nacional; mudam as regras(set de 21 pontos), deixam de transmitir jogos ou transmitem as 22h da “madrugada”. Não se iludam, a culpa é dos dirigentes dos clubes que não se organizam e aceitam o que é imposto.

  • manu

    Porque esse cara, que tem tanto poder e tanto dinheiro não sacode isso e faz um levante para fazer uma liga independente?? Já temos tantos canais esportivos pagos hoje em dia. Acredito que todos os times gostaria disso.

  • Catfelix

    A desorganização e o desinteresse da CBV é tanta,que até a ficha das partidas disputadas não estão mais disponiveis

  • “Doidinha por vôlei”

    Por quê a carta foi endereçada ao renato Dávila? Quem está dirigindo a Superliga novamente não é o Radamés Lattari? por quê os jogadores e os técnicos que ganham milhões não se posicionam sobre as “maracutaias” da gestão anterior? Será que eles e a atual Gestão têm o “rabo preso”? Eu li que a própria CBV tomou esta decisão substituindo o Renato Dávila pelo Radamés. Que o Renato não serve, não presta mesmo, porque é “pau mandado”, sempre foi um bobalhão nas mãos do Ary Desgraça, todo o mundo do vôlei sabe disso. Agora o problema não é da atual Gestão, sejamos justos que o contrato ou os contratos com a TV Globo e o SPORTV foram assinados na Gestão desastrosa do Ary Desgraça e dos presidentes de federações. Também tem de ficar claro, por quê a atual Gestão não vem a público dizer isto? Medo do Ary? Ou será que são “farinha do mesmo saco”? E a pergunta que não quer calar? por que este tal de Renato Dávila já não foi para o olho da rua, há muito tempo que ele só faz cagadas e mais cagadas nesta Superliga e até em outras competições devido a sua grande incompetência e continue lá na CBV como se fosse um funcionário concursado do serviço público. Mas será que existe algum pacto? Para que ele continue na CBV, mesmo sendo um mero ASPONE! Com a palavra o senhor Neuri Barberi. Minhas queridas coleguinhas e meus queridos colegas do vôlei por quê a atual Gestão da CBV se cala diante de coisas tão sérias? Diante de acusações tão injustas?

  • Alex Lima

    Fora que toda a qualidade de entretenimento dos jogos não existe. Tudo sem graça, sem público, em horários péssimos…. Chaaaaaaaaaaaaaaaaaaaatttttttttooooooooo. Realmente estão acabando com o campeonato de vôlei no Brasil. Culpa de quem? Globo, CBV, clubes, atletas ou tudo ao mesmo tempo agora?!?

  • Polaco

    O problema do voley em nosso páis tá ficando ( ou já ficou caótico ) enquanto os clubes não se organizarem o esporte que tantas alegrias nos deu e continua dá está falindo tá sucumbido e ng toma uma atitude só o presidente do Sada que se manifesta os jogadores tem que fazer um boicote que tal uma greve dos jogadores ? seria o ideal lembrando sempre que estamos quase perto das olimpiadas no Brasil e ng toma uma atitude gente ? um jogo como esse de sabado entre duas equipes de ponta no cenário nacional e não é trasnmitido ? um absurdo um assalto ! Sada X Taubaté tinha de ser em horário nobre pois só grandes jogadores em quadra o jogo de grande expectativa por conta de todo o Brasil que gosta do esporte e fazem uma sacanagem dessa . REDE GLOBO VC É UMA VERGONHA !

  • “Doidinha por vôlei”

    Observo que este senhor Vittorio Mediolli do SADA, gosta muito de escrever “cartinhas para a CBV”. Lembram-se quando ele escreveu uma cartinha para o Ary Graça? Reclamando de tudo. OOOOOOOHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!! Que bonito, e o que aconteceu? Para que serviu a “cartinha dele para o Desgraça”? Respondo: NADA! NÃO SERVIU PARA NADA! Ora minhas meus amigos do vôlei, estes dirigentes dos clubes e também os principais jogadores (vejam exemplo do Bom Senso no Futebol), sim estou falando daqueles que ganham em dólares, e em milhões de reais, aqueles que fazem publicidade na TV, como a Jaqueline e o Murilo, o Dante, o Lucão, o Lucarelli, o Wallace, o Bruninho, o Gustavo, a Thaysa, a Fabiana, a Dani Lins e o Sidão, a Sheila, a Fofão, o William, o Marcelinho e tantos outros e outras é que tem de vir a público e terem atitudes, mas não somente para ficarem reclamando de ranking da CBV, se tem ou não direito de viajar de classe Executiva, ou seja só reclamando individualmente e de algo que acontece diretamente com eles, incapazes de terem atitudes e posicionamentos com respeito a coisas mais sérias, como por exemplo: as denúncias de “maracutaias” na CBV, decisão em jogo único, calendário CBV/FIVB/Férias, melhores condições para eles jogadores e para os torcedores nos ginásios, a maioria são péssimos, horários dos jogos na TV etc. Mas o que reclamo é que precisam ter atitudes e não blá,blá,blá,blá,blá e “reuniõeszinhas” que não servem para nada com e na CBV + a TV Globo, RIDÍCULOS! Deste jeito não vai melhorar NUNCA! Fui jogadora e sei o que é isto. Vai chegar uma hora que não vai adiantar ser campeão olímpico e mundial. O amante do vôlei quer ver vôlei de 1ª qualidade e também com dias e horários compatíveis e fiéis como acontece com outros entretenimentos, quer ver ginásios limpos (hoje senta-se no cimento sujo na maioria dos ginásios), com assentos individuais e com ar refrigerado (lembram-se da Sassá? Quase morre, e olha que foi no Maracanãzinho). Imagina no resto!!!

  • Feipe

    Estranho é o dirigente do Sada não saber que o Renato D’Ávila não tem mais nenhum cargo ligado à Superliga. Antes das competições começarem, ele já havia deixado a pasta de competições nacionais, assumida pelo Radamés Lattari. Na festa de lançamento da competição, em São Paulo, Renato D’Ávila já não estava presente e Radamés discursou aos presentes…
    O dirigente tá mandando email para a pessoa errada.

  • mario

    Todos os dirigentes deveriam seguir o exemplo deste senhor do SADA/CRUZEIROS e rasgar o verbo. Mais que isso: fundar uma liga independente, pra não serem vítimas dessa CBV absurdamente irresponsável e assassina do vôlei brasileiro. Fico puto da cara por assistir muito mais os campeonatos europeus (principalmente italianos e turcos), pela BANDSPORT, do que os brasileiros da SL. É inconcebível. E, pra mim, não adiante xingar a Globo não. Ela é uma empresa e só se interessa pelo lucro. Quem deve ser detonado, espinafrado e sofrer as consequência são esses criminosos da CBV. Tem que surgir um movimento de reação. Até a transmissão pela internet foi cortada. Culpa da Globo? Escambau! Culpa dos assassinos deste esporte, que vai ladeira abaixo, em disparada…

    • Alex

      Para o espetáculo deste ano é melhor assistir ao campeonato italiano que ao brasileiro.

MaisRecentes

A velocidade do Sesc, com Thiaguinho, impressiona



Continue Lendo

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo