Está no LANCE! de hoje: CBV recebeu R$ 25,7 milhões do banco em 2013



Principal patrocinador da CBV, o Banco do Brasil repassou para a entidade, no ano passado, o valor de R$ 25.751.856 por contra do patrocínio. Em 2012, a entidade esportiva recebeu R$ 24 milhões da estatal. Estes números estão no balanço financeiro da CBV publicado na edição de hoje do LANCE!.

A título de comparação, em 2013 a CBV recebeu da Globosat programadora Ltda. R$ 622.625; da Globo Comunicação Participações S.A. R$ 2.490.500; da SNS Importadora S.A. R$ 102.316; do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) R$ 212.416; e da Federação de Futebol do Estado do Rio R$ 55.776. Todos os valores bem inferiores ao repassado pela estatal.

De acordo com o balanço da CBV, em 2013 a entidade recebeu um total de R$ 83.331.703 em patrocínios. O valor em 2012 foi de R$ 77.554.131.

O patrocínio do Banco do Brasil foi renovado até 2017 em 20 de abril de 2012. O aumento nos valores do acordo se deu não apenas pelas conquistas internacionais das Seleções Brasileiras, mas também por conta da disputa com o Bradesco.

Em sua coluna na edição de domingo, o editor Daniel Bortoletto revelou que a proposta do banco privado serviu para que o fechamento do acordo com o Banco do Brasil batesse a casa dos R$ 60 milhões. A estatal, que ao fim do contrato completará 26 anos de apoio à CBV, temeu perder a parceria. Com isso, cobriu, e muito, a proposta do Bradesco.

Em nota divulgada na sexta-feira para se defender das acusações, Ary Graça disse que os valores pagos se referem a dois anos de extensas negociações entre a CBV e o Banco do Brasil para a renovação do contrato. E que trata-se do maior contrato de sua história.



MaisRecentes

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Nestlé confirma apresentação de peruana



Continue Lendo

Vaivém: Polonesa é esperada em Barueri



Continue Lendo