“Escadinha me chamou de moleque”, diz Vissotto



Em nota oficial, o oposto Leandro Vissotto deu sua versão da confusão de quinta-feira, em Araçatuba, com o líbero Escadinha.

– O Serginho disse que eu o xinguei no primeiro jogo, mas na verdade houve uma troca de ofensas. Ele me mandou calar a boca, me chamou de moleque etc. Mas eu encarei isso como coisa de jogo, que acabaria junto com a partida, tanto que eles ganharam e depois eu o cumprimentei normalmente – disse Vissotto.
 
De acordo com o camisa 8 do Vôlei Futuro, o líbero do Sesi parecia estar nervoso na partida desta quinta-feira.

– Durante o jogo, eu não falei nenhuma vez com o Serginho. Houve um momento em que teve uma divergência entre o Ricardinho e o Sidão e eu pedi calma para o Sidão, meu companheiro na seleção. Mas o Serginho veio em minha direção, me xingou e mais uma vez me chamou de moleque.
 
Vissotto diz que, de sua parte, a discussão novamente seria relevada, mas se surpreendeu com a atitude do líbero, que se recusou cumprimentá-lo, na rede, ao término do jogo.
 
– Em São Paulo, eu perdi o jogo e o cumprimentei normalmente. Quinta-feira, quando meu time ganhou, ele tirou a mão quando nos cruzamos na rede. Eu fiquei indignado e fui perguntar por que um atleta com a história dele, e com quem joguei muitas vezes na seleção, tinha feito aquilo – acrescentou, que prometeu cumprimentar o desafeto no terceiro e decisivo jogo da final do Paulista.



MaisRecentes

Douglas Souza desbanca Lipe e Tandara na escolha do melhor do ano



Continue Lendo

Atual campeão abre Superliga feminina com vitória. É o grande favorito?



Continue Lendo

Dentil/Praia Clube conquista a Supercopa. Mas tem muito a evoluir



Continue Lendo