Entregada? Cuidado ao criticar!



Já vejo muita gente comentando em redes sociais que a Itália entregou para o Irã, agora há pouco, (3 sets a 0: 25-18, 25-20 e 25-15) para prejudicar o Brasil na Liga Mundial.

Devagar com o andor porque o santo é de barro, já dizia a minha avó. Mas vamos aos fatos:

A Itália já está classificada e tem direito de jogar com seus reservas. Esta é a forma prática de encarar a escalação de um time B da Azzurra contra o até então lanterna do Grupo A.

A Itália está engasgada com o Brasil desde 2010 e uma hora iria se vingar. É a outra forma de ver o resultado. E aí teremos de lembrar que a Seleção escalou o oposto Theo como levantador na segunda fase do Mundial da Itália,  diante da Bulgária, em Ancona, já que Marlon estava fora de combate e Bruninho, gripado, acabou poupado. Os torcedores italianos presentes no ginásio xingaram, vaiaram, deram as costas para a quadra e acusaram o Brasil de perder de propósito para ter um caminho mais tranquilo naquela competição. O discurso verde-amarelo foi o da necessidade. E, para os pachecos, os fins justificaram os meios após a conquista do tricampeonato mundial, derrotando a própria Itália, na semifinal, e Cuba, na decisão.

Delicada essa situação. Foi vergonhoso ver in loco aquele Brasil x Bulgária, quatro anos atrás. E eu não duvido de um troco italiano, já que o resultado influenciou diretamente uma possível desclassificação brasileira ainda na primeira fase desta Liga Mundial.

 

 

 

 

 



MaisRecentes

Evento na Polônia reúne craques históricos do vôlei



Continue Lendo

Um fim de semana para esquecer na Bulgária



Continue Lendo

Raridade: Brasil perde a segunda seguida por 3 a 0



Continue Lendo