Em noite especial para Erika, Hinode/Barueri volta a vencer



A recuperação do Hinode/Barueri na Superliga Cimed Feminina aconteceu em noite especial para a ponta Erika.

A experiente jogadora foi homenageada pelos 20 anos de carreira antes da partida contra o São Cristovão/São Caetano, vencida pelo Barueri por 3 a 0 (25-21, 25-20 e 29-27).

A capitã do time recebeu das mãos do técnico José Roberto Guimarães um troféu comemorativo e assistiu a um vídeo produzido pela Hinode com entrevistas de pessoas que fizeram parte da sua carreira. Confira o vídeo da homenagem:

Além disso, todas as atletas do time entraram em quadra com a camisa número 3, da capitã, com a mensagem “20 anos de amor ao vôlei”.

Para os mais novos, é bom relembrar um pouco da carreira de Erika. A mineira de BH despontou aos 17 anos no cenário internacional, ao se destacar em um Mundial infanto pela Seleção. Dois anos depois já conquistava o Pan de Winnipeg com a Seleção adulta, para na sequência disputar a Olimpíada de Sydney.

Erika caiu nas graças de Bernardinho, então técnico da Seleção feminina. Ela também era comandada por ele no Rexona, em Curitiba. Antes dos Jogos de 2000, ela viveu um dos maiores dramas da carreira, já que precisou fazer teste de feminilidade. Ela foi aprovada nos testes e ajudou o Brasil a conquistar a medalha de bronze na Olimpíada. Criou desde então um laço fortíssimo com o até hoje técnico do Sesc.

Durante a carreira, ela passou pelos outros principais times do país (Minas e Osasco), além de atuar no exterior. No Barueri, foi uma das primeiras atletas a aceitar participar do projeto sem receber salários.

– Estou sem palavras com essa homenagem. É um privilégio alcançar os 20 anos de carreira profissional, ainda mais considerando que sou ponteira, uma posição que desgasta muito mais as atletas. E agora minha missão é ajudar a passar adiante meu conhecimento, até porque nosso time tem algumas meninas que não têm nem 20 anos de idade – disse Erika, que usou o Instagram na manhã deste sábado para agradecer:

“Que honra ver esse meu amigo e mestre com minha camisa em uma noite de homenagem pelos meus 20 anos de amor ao vôlei. Obrigada José Roberto Guimarães por me dar a oportunidade de continuar fazendo o que mais amo nessa vida e por ser tão presente e amigo…muita gratidão a você…eu aprendo muito todos os dias com esse carinha aí tanto na quadra como fora dela, que Deus continue a presentear sua vida com muita saúde para você também continuar dividindo todo seu conhecimento e amor a esse esporte lindo…muito obrigada por tudo. muito emocionada com essa homenagem e com todo amor recebido de todos amigos e fãs”

Erika em ação no dia da homenagem (Divulgação)

É muito bacana ver uma atleta sendo homenageada em vida e ainda durante a carreira. No Brasil não existe a cultura de exaltar publicamente alguém pelos serviços prestados ao esporte, enquanto ela ainda está na ativa. Um golaço do Hinode/Barueri na noite desta sexta-feira.

Erika entrou no decorrer do terceiro set e terminou o jogo sem pontuar. A maior anotadora do Barueri foi Edinara, com 18 acertos. Já a levantadora americana Carli Lloyd, em sua segunda partida no país, foi eleita a melhor e ganhou o Troféu VivaVôlei Cimed. A central Fran, com 14 pontos, sendo oito no bloqueio, foi outro destaque das donas da casa.

O resultado levou os Hinode aos 27 pontos, na quinta colocação, ultrapassando o Fluminense, que tem 25, e ainda joga na rodada diante do Vôlei Nestlé. Já o time do ABC está em nono, com 16.

 



MaisRecentes

Coluna: mercado já sente reflexos da crise mundial



Continue Lendo

Itambé/Minas planeja time “em volta” de Macris



Continue Lendo

Osasco Audax quer a volta de Tandara



Continue Lendo