E quase deu briga entre selecionáveis em Araçatuba



A vitória do Vôlei Futuro sobre o Sesi, nesta quinta-feira, na segunda partida final do Paulista masculino, terminou em confusão.

Depois do 3 a 0 do time de Araçatuba, que empatou a série e forçou o terceiro e último jogo, os jogadores se desentenderam na hora do cumprimento na rede.

Escadinha, líbero do Sesi, se negou a dar a mão para o oposto Leandro Vissotto e para o líbero reserva Daniel, do Vôlei Futuro. Aí sobrou xingamentos, empurrões e a turma do deixa- disso precisou entrar em ação para evitar algo pior. E olha que ali estavam Lucão, Sidão, Murilo, Mário Jr., que passaram mais de um mês juntos com a Seleção para a conquista do Mundial.

Sempre sincero, Escadinha disse , ao SporTV, que não cumprimentou os rivais por ter sido xingado no primeiro jogo, em São Paulo. 

Como deverão se esbarrar nas próximas convocacações de Bernardinho, Escadinha e Vissotto vão precisar se acertar fora de quadra.



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo