E o Brasil calou Florença



Quatro anos atrás, a Seleção calou Roma durante a semifinal do Campeonato Mundial. Neste sábado, foi a vez de deixar Florença em silêncio na semi da Liga.

O Brasil aplicou um categórico 3 a 0 nos donos da casa, parciais de 25-11, 25-23 e 25-20. Vitória que carimbou a vaga na final, neste domingo, contra os Estados Unidos. À Azzurra, cada vez mais incomodada com o sucesso brasileiro, restará brigar pelo bronze contra o Irã.

Foi uma das melhores atuações deste time. Firme na virada de bola, com bloqueio aparecendo em momentos importantes, com o saque forçado de algumas peças fazendo estrago, além de constância no passe durante grande parte da partida. Nem parecia o mesmo Brasil de outros momentos da Liga.

O 25 a 11 é um retrato desta performance exuberante. A Itália apenas viu o Brasil jogar no primeiro set. E foi um espectador privilegiado! Zaytsev, o grande nome da Azzurra, ficou zerado. Só foi pontuar na metade da segunda parcial. E a Itália sem ele é um time comum.

O jogo, como esperado, deu uma endurecida na sequência. Ainda assim, o Brasil só ficou atrás em um momento antes do segundo tempo técnico do 2º set. E não sentiu a pressão, virando logo depois de um pedido de tempo de Bernardinho. Faltou para a Itália um saque mais eficiente, que fizesse a Seleção jogar pressionada.

Na plateia, Zorzi, Bernardi e Gardini, astros de uma geração italiana quase hegemônica na década de 90, pareciam não acreditar na superioridade verde-amarela. No banco de reservas, Mauro Berruto, descontrolado, era o retrato da Itália. Estava perdidinho!

Ao ver os números do jogo, a comprovação da superioridade brasileira. Foram 11 pontos no bloqueio, contra quatro italianos. No saque, três a um. Na quantidade de erros, goleada europeia: 26 a 15.  Entre os maiores pontuadores, equilíbrio, o que é um mérito: Lucarelli anotou 13, Lucão fez 11, Sidão e Wallace terminaram com dez cada.

Quando o Brasil joga em conjunto, sem depender de uma ou duas peças, é o time a ser batido. E é assim que os Estados Unidos, como escola, também jogam. Promessa de jogão neste domingo!

 



  • rafael cruzeiro

    Daniel, obrigado por postar o jogo. Não pude assistir a partida e só consegui, de vez em quando dá uma espiada no tempo real. Muita emoção, assistir sem vê. Teu trabalho ajuda muita gente, que por diversos motivos, não pode estar na frente da TV neste momento. Tks.

  • wms

    Confesso que esperava mais da Itália (não a vitória, sejamos francos) em termos de resistência e competitividade, mas os garotos afinaram muito hoje. Quanto à seleção estadunidense, será preciso acharmos aquele ponteiro que tá dando uma de Murilo-versão-2010 do time e derrubar aquele trabalho conjunto tão característico deles com um saque eficiente e velocidade, pra não cairmos do cavalo justo agora que parecemos estar de volta ao controle da situação.

  • Nando

    Pois é, falaram um monte de merda do Bernardinho, e eis q a seleção está novamente em mais uma final….e agora? quero ver aqueles q criticaram, fazendo elogios depois do “”mais do mesmo”” ( Brasil em mais uma final)! O negócio é o seguinte: como disse Ronaldinho Gaúcho certa vez….QUANDO TÁ VALENDO, TÁ VALENDO!! A seleção entregou o jogo pra eliminar os russos ( atitude correta, pq pra ter um caminho mais fácil, é válido ), pq nos jogos q realmente valiam algo, ganhou dos russos e ATROPELOU os italianos ( ou seria zaytsev voleibol clube, haha ) Bernardinho, o maior técnico da história dos esportes coletivos de qualquer modalidade no Brasil ( Zé Roberto é outro monstro sagrado, diga-se de passagem, rsrs )…

  • Lilika

    O Andrea Gianni, no banco da comissão técnica italiana, também viu o passeio brasileiro.haha…e palmas novamente para Bernardo “Tira Leite de Pedra”, e claro nossos atletas também, começou a competição de uma forma tão horrível que era muito difícil imaginar estarmos na fase final, quanto mais na final do torneio rs…e estamos lá de novo, numa crescente de condição física e técnica, agora deu vontade de voltar a torcer rs, boa sorte pra gente.

  • manu

    Brasil jogou beirando a perfeição. Bruno, Sidão, Lucarelli e Lucão foram demais. Amanha a história será diferente.

  • Rodrigo

    Daniel, não está na hora da FIVB rever esse negócio de colocar bandeirinhas do mesmo país sede atuando nos jogos do time da casa? Não é possível que numa competição importante a nível mundial a FIVB ainda permite isso. Amadorismo é pouco… se não fosse pelo “desafio” sei não, acho que o Brasil não venceria por 3×0. Se não estou esse enganado, essas marcações a favor do time da casa aconteceram na semi final do mundial 2010, confirma pra mim? Independente de ser na Itália, no Brasil, na Bulgária… os bandeirinhas também devem ser neutros. Mal ou bem, eles podem decidir uma partida.. se não fosse pelo “desafio” o prejuízo para o Brasil seria imenso.

  • hicham

    Daniel, que jogo mais incrível.Que atuação magistral do brasil,principalmente no primeiro set.No segundo set deu um pouco de nervoso pela reação italiana e o quase roubo evidente da arbitragem(juízes de linha todos italianos).No terceiro set o brasil não deu chances para a Itália de novo. Adorei ver aquele técnico metido e arrogante da Itália perder as estribeiras e ficar todo nervosinho.Agora é torcer para que o Brasil esteja também inspirado contra os Eua e vençam a final.Irei torcer muito.Abraços.

  • Mister Volei

    O Brasil está jogando muito bem e com certeza seremos campeões. O que me preocupa para as competições futuras e que estamos sem um banco de reservas a altura dos titulares, mas isso é uma questão para mais a frente e o que importa agora é que Bernardinho provou mais uma vez a todos que é O TÉCNICO e fez aquele time que ninguém apostava um R$1,00 na primeira fase ser favorito novamente e voltar a preocupar bastante os adversários.#GOBRASILRUMOAODECA!

  • cesinha

    quando o saque e o passe estao em sintonia fina e improvavel que o BRASIL perca nos sofremos na primeira fase quado nao tinha passe nem saque ,mas agora ta facil mas tenho resalvas quanto a certos atletas tipo m junior ruim , tem que jogar no japao mesmo terra d cego ele lembra a sara pavan so tem tamanho consegue ser pior que o mario junior , LUCAS LOOH ta todo cagado ate agora entregou para o bom time do ira quanto a jogar no japao estou falando do vissoto LUCARELI e bom jogador mas e meio afobado sendo assim os titulares estao dando conta e acho que amanha e ouro valeu rapaziada !!!!!!!

  • perikito

    PÂNICO. Essa foi a palavra que definiu Berruto e, por consequencia, todo o time da Itália no primeiro set. Eles pensaram que se deparariam com o Brasil do começo da Liga Mundial. Mérito da nossa comissão técnica que conseguiu aprimorar o que havia de ruim em na seleção. Eu já estava dando o Murilo como um caso perdido, mas felizmente ele me surpreendeu e está voando, pelo bem da nação. Só espero que tenhamos um banco à altura, porque o Lucas Lóh não deu conta.

    Essa história de entregar jogo não é incomum no campeonato de seleções masculinas. Lembro de nos últimos anos ver derrotas esquisitíssimas da seleção russa, forjando a tabela. Seja como for, a Rússia e, principalmente, a Itália pagaram o preço de ter tentando fazer uso desse esquema, porque o Brasil não perdoou e passou como um trator por cima deles.

    É aquela coisa: a FIVB finge que não vê e as seleções fingem que não sabem. Enquanto os houver esse sistema de pontuação na fase de grupo e os adversários da seguinte não forem escolhidos por meio de sorteio isso vai permanecer.

  • Antonio

    O Brasil deu uma verdadeira sapatada na Itália. Até eu, que nem interessado em ver esse jogo, devido a agrura que foi ver a fase inicial da Liga Mundial, decidi ir ficando mais tempo em frente a tv. Jogos como esse de hoje aumentam a confiança para continuar a luta contra a Russia, que vai vendo que uma coisa é ganhar de um Brasil cambaleante ou com jogadores bichados, e outra bem diferente é tentar ganhar do time brasileiro em forma.

    Ao hipócritas que dizem que o Brasil entregou o jogo conta o Irã, pode-se ganhar e perder usando todos os artifícios disponíveis. No final do dia, é apenas ponto de vista pensar que ganhar de um time com passe sofrível é ‘mais justo’ que perder de um time para poupar jogadores para o próximo jogo. Tudo faz parte do jogo.

  • Raphael

    A diferença do voley do Brasil pra o nosso futebol é a seriedade, humildade para reconhecer que não somos mais hegemônicos e, acima de tudo, muito trabalho duro. Não há como não obter bons resultados,

  • Luciano

    Daniel, eu já havia falado no post anterior sobre o Brasil ter feito um jogo contra o Irã ao qual nem estava muito interessado. Só tenho uma coisa a dizer: caso o Brasil vença essa Liga Mundial contra os Estados Unidos – BERNARDINHO E EQUIPE, MAIORES ESTRATEGISTAS DOS ÚLTIMOS TEMPOS NO ESPORTE. Manja muito…..

  • Rodrigo Coimbra

    Salve Bernardo Rezende, melhor treinador de tds os tempos sem sombra de dúvidas! Anulou Zaytsev assim como fez com o Muserskiy no jogo da Rússia. Só Bernardinho mesmo para fazer milagres, ganhar a Rússia maior potência e ganhar a Itália que é um pouco melhor com autoridade, definitivamente não é para qualquer um. Acho os EUA mesma coisa do Brasil o mesmo da Sérvia e Bulgária, a última apenas não tem passe. Com certeza amanhã será uma grande final. Esperando o Campeonato Mundial pois a Rússia e a Itália estam com o Brasil entalado na garganta! O melhor de tudo é que o Brasil voltou a ser respeitado.

    • klaus

      Pena que somente você não respeita.Não esqueci dos xingamentos proferidos aos jogadores na fase inicial.Belo conhecedor do esporte.O título amanhã será dedicado a você.

      • Rodrigo Coimbra

        ????? Acho que vc deve está enganado, o que eu comentava era… ataque do Murilo, libero ruim, Rapha melhor que Bruno etc etc que aliás não era somente eu que reclamava, desculpe se a verdade o ofendeu!!!! E não mudo de opinião, a seleção brasileira não é mais a melhor, apenas o Bernardo fez milagres e faz a diferença… o conjunto ta funcionando bem, e eu sempre disse que se tinha alguém que poderia mudar isso era o Bernardo, talvez vc como conhecedor e com o dom de relembrar posts deva concordar e lembrar que era isso que eu sempre falava.

        • Marcelo

          Rapha jamais sera melhor do Bruno.

        • klaus

          Está aqui pra você relembrar.Realmente eu tenho uma memória ótima.
          Rodrigo Coimbra disse:
          25 de maio de 2014 às 20:25
          Campeonato Mundial… e com certeza tds as outras seleções também, e as mesmas estam nesta mesma fase de experimento, ou vc acha que a Russia, Italia, USA, Bulgária e Servia preferem a Liga?
          Disse que a Itália esta melhor q o Brasil, aliás nem preciso comentar… vc viu!!! Disse q a Bulgaria e USA estavam melhor sim, a Bulgaria perdeu mas não foi presa fácil para o USA como o Brasil foi para a Itália. E vc não acha a Rússia soberana? Os ultimos clubes (feminino e masculino) que foram campeões mundiais são de qual país? Última seleção masculina campeã olimpica? Qual foi o jogo mais equilibrado na olimpíada de Londres no feminino? O Brasil ganhou, teve meritos sim mas não deixou de ter sorte e relaxamento das russas, NEM SEMPRE O MELHOR VENCE, e é nisso q os brasileiros tem q se apegar. Se bem que no feminino o Brasil é muito bem representado e é uma potência real na modalidade!!! Sobre o masculino não retiro o que eu disse, nível decadente mesmo… ponteiros verdes e bichados, sem cacique para substituir Giba e Dante como surgiram ponteiras para Paula e Mari, para vc vê como as coisas andam ruins na seleção masculina, é depender da recuperação do Murilo. Os centrais zuadentos e deficientes no principal fundamento, bloqueio. Libero sem comentários! Só no Brasil o melhor é reserva do reserva, acho q vc me entendeu… o Raphael é melhor que o Bruno, mas também não é tão superior assim. Os opostos, é a melhor posição q o Brasil NO MASCULINO tem… Evandro, Theo, Vissoto, Wallace, Renan etc etc. mas nenhum com capacidade para carregar a seleção nas costas! Exemplo disso, é a situação atual da seleção masculina de vôlei.
          CONCORDEI SIM, E SE VC LEU MEU COMENTÁRIO, DEVO FRISAR: ” NÍVEL DECADENTE, MAS QUE PODE MELHORAR UM POUCO, E SÓ! ” E pode ser campeão, pois temos o melhor treinador comandando a seleção masculina, é acostumado tirar leite de pedra… e como eu disse, nem sempre o melhor vence!!!

          • Rodrigo Coimbra

            Muito obrigado e acertei no comentário, é a mesma linha de pensamento que MUITOS tinham a um dois meses atrás! E eu só li verdades, desculpa, não é pq o Brasil desclassificou Rússia e Itália que o Brasil virou o time a ser batido… o conjunto melhorou e muito, hj não temos nenhum jogador fora de serie, as vitórias e talvez o título tem um responsável, se chama o Bernardo Rezende, e ficarei feliz sim do Brasil ganhar o título, quem não gosta de ver a seleção brasileira vencer seleções superiores ou pouco melhores!!!!? Ou vc acha o Brasil melhor que a Rússia??? Grande conhecedor!!!!

      • Rodrigo Coimbra

        E que vença mesmo, merece… após vencer seleções melhores como Rússia e Itália com autoridade vencer os EUA que é do mesmo nível é mero detalhe!!!

  • manu

    Lembra que tinham fãs do time de Futebol querendo tirar o Bernardo na marra e encher a seleção de anões só porque eram do time deles?
    Lembra que tinham fãs do time de futebol que queriam o Murilo fora da seleção para colocar um cara de 35 anos que nunca foi nem convocado para seleção?

    • João Paulo

      A inveja ainda vai matar quem não tem um time de vôlei para torcer, e que ganhe do time de futebol.

      • Gabriel

        Verdade João. Mas é assim msm. Enquanto não tiver time de vôlei no Brasil capaz de parar nosso time de futebol, vamos papando tdo e deixando esse pessoal se mordendo. #gosada…o melhor time (de futebol kkkkkkkk) da história do vôlei brasileiro.
        Kkkkkkkkkkkk

    • Aline

      Rsrsrs
      Que comentário feio menina. Parece um pouco recalcado.

      • manu

        recalcado? o que é isso? e a verdade dói né? POrque li muita gente se achando esperto e querendo tirar o Bernardo da seleção para colocar o Argentino e o time de anões. Gente jurando que o grande Felipe, aquele que tem uma carreira internacional no volei praticamente inexistente, é melhor que o Murilo e por aí vai.
        Logo se vê que torcida de futebol não entende nada de volei, ta lá só para torcer mesmo.

        • klaus

          Concordo Manu.Tinha gente chamando o Murilo de , triste escrever isso, mas de bichado e querendo o Felipe no time.Nada contra o Felipe, mas não dá.

        • kleber

          Cade o pessoal pedindo o william “el nanico”,q de mago nao tem nada,so na liga quase amadora da argentina e tb o grande filipe,o melhor ponteiro do mundo?kkkkkkkkkkkkk

  • Juliano

    Mais uma vez, uma excelente atuação do Mário Jr. Defendendo até pancada de segunda sem bloqueio.

    Ele e Murilo dão toda a segurança necessária ao Lucarelli, que só tende a se tornar um excelente jogador.

    Lucão e Sidão acabaram com o jogo. Era saque, era bloqueio, era ataque.

    Bruno e Wallace devem ter cuidado com pane. Durou bem pouco, mas não pode se repetir. Se nós tivéssemos perdido aquele 2º set, poderíamos até ter perdido a partida, pois o pica-pau ia ganhar confiança.

    Porém, deu tudo certo, e, no terceiro set, atropelamos de novo.

    Agora temos que ter cuidado com os EUA. Eles massacraram o Irã, tudo bem que o adversário perdeu um dos melhores centrais do mundo na partida (Seyed), mas ainda sim foi uma passeio.

    Temos que ter calma e não chegar de salto, como aconteceu com a Itália, para não levarmos um tombo.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo