E dizem que o racismo no Brasil não existe



Fabiana, capitã da Seleção (Divulgação)

Fabiana, capitã da Seleção (Divulgação)

“Vivenciar isso é difícil e duro! Vivenciar isso na minha terra, torna tudo pior! Ontem durante o jogo contra o Minas, um senhor disparava uma metralhadora de insultos racistas em minha direção. Era macaca quer banana, macaca joga banana, entre outras ofensas. Esse tipo de ignorância me atingiu especialmente, porque meus familiares estavam assistindo à partida. Ele foi prontamente retirado do ginásio pela direção do Minas Tênis Clube e encaminhado à delegacia. Agradeço a atitude do Minas, em não ser conivente com esse absurdo. Clube este, onde comecei a minha história e onde até hoje tenho pessoas queridas. Refleti muito sobre divulgar ou não, mas penso que falar sobre o racismo ajuda a colocar em discussão o mundo em que vivemos e queremos para nossos filhos. Eu não preciso ser respeitada por ser bicampeã olímpica ou por títulos que conquistei, isso é besteira! Eu exijo respeito por ser Fabiana Marcelino Claudino, cidadã, um ser humano. A realidade me mostra que não fui a primeira e nem serei a última a sofrer atos racistas, mas jamais poderia me omitir. Não cabe mais tolerarmos preconceitos em pleno século XXI. A esse senhor, lamento profundamente que ache que as chicotadas que nossos antepassados levaram há séculos, não serviriam hoje para que nunca mais um negro se subjugue à mão pesada de qualquer outra cor de pele. Basta de ódio! Chega de intolerância!”

O desabafo feito nas redes sociais é da central Fabiana, do Sesi e capitã da Seleção Brasileira. Duas vezes campeã olímpica. Uma atleta com currículo irrepreensível. Uma jogadora elogiada por dez entre dez pessoas que a conhecem ou trabalham com ela. Uma brasileira. Uma negra. Um ser humano de carne, osso e emoções. Alguém que não deve mesmo se calar diante deste crime intolerável, muitas vezes silencioso, que ainda faz parte de nossa sociedade.

PS: Para quem pediu seguem os links de outros caso de racismo no vôlei brasileiro: http://blogs.lancenet.com.br/volei/2012/03/10/outro-caso-de-racismo-na-superliga-ate-quando/ e http://blogs.lancenet.com.br/volei/2012/03/11/coluna-de-domingo-a-praga-do-racismo-ate-quando/



MaisRecentes

Seleções disputarão amistosos pelo país antes dos Mundiais



Continue Lendo

O adeus do genial genioso Ricardinho



Continue Lendo

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo